Nickelback

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nickelback
Ryan Peake Nickelback.jpg

Nickelback em concerto em Dublin em 2006
Informação geral
Origem Hanna, Alberta
País  Canadá
Gênero(s) Hard rock[1] [2] [3] [4] [5] [6]
Post-grunge[7] [8] [9] [10]
Rock alternativo[1] [6]
Metal alternativo[1] [6]
Período em atividade 1995 – atualmente
Gravadora(s) Roadrunner, Atlantic,
EMI (Canadá), LiveNation
Página oficial www.nickelback.com
Integrantes Chad Kroeger
Ryan Peake
Mike Kroeger
Daniel Adair
Ex-integrantes Ryan Vikedal
Mitch Guindon
Brandon Kroeger

Nickelback é uma banda de rock do Canadá formada em Hanna em 1995 por Chad Kroeger, Mike Kroeger, Ryan Peake e Brandon Kroeger. O nome da banda vem do nickel (moeda de cinco centavos canadense) que Mike Kroeger frequentemente tinha de devolver no seu trabalho numa cafeteria. (here's your nickel back!).[11] O Nickelback é composto atualmente pelo vocalista e guitarrista Chad Kroeger, pelo guitarrista, tecladista e backing vocal Ryan Peake, o baixista Mike Kroeger e o baterista Daniel Adair. A banda passou por diversas alterações em sua formação entre 1995 e 2005, atingindo sua formação atual quando Daniel Adair substituiu o baterista Ryan Vikedal.

Nickelback é um dos mais bem sucedidos grupos canadense e já vendeu mais de 50 milhões de álbuns ao redor do mundo,[12] além de ser a segunda banda estrangeira que mais vendeu nos Estados Unidos nos anos 2000, atrás somente dos Beatles. A Billboard elegeu o Nickelback como o melhor grupo de rock da década e a música “How You Remind Me” como o melhor single de rock e quarto melhor single da década. Eles ficaram com o sétimo lugar na Billboard top artist of the decade (Melhor artista da década), com 4 álbuns entre os melhores.[13]

História[editar | editar código-fonte]

O início: 1995–2000[editar | editar código-fonte]

A banda vem do Canadá, de uma pequena cidade chamada Hanna, na província de Alberta no oeste canadense. Foi formada na década de 1990 e iniciou a carreira em Vancouver. O grupo foi formado em 1996 quando o vocalista Chad Kroeger convida o seu irmão Mike Kroeger, e outro antigo colega e amigo, Ryan Peake, para formarem uma banda, o cargo de baterista inicialmente foi ocupado por Brandon Kroeger, primo de Chad e Mike, que mais tarde seria substituído por Ryan Vikedal.

O baterista Brandon Kroeger gravou apenas o primeiro álbum Curb, e foi substituído por Mitch Guindon por um curto período de tempo até a entrada de Ryan "Nik" Vikedal.

Em 1999 a banda assinou com a Roadrunner Records e re-lançou seu álbum The State,[14] que começou a tornar a banda conhecida e atingiu maior sucesso com o álbum Silver Side Up, de 2001.[15] Após o lançamento do Silver Side Up, a banda lançou o seu maior e mais conhecido hit, "How You Remind Me" que alcançou o número 1 nas paradas americanas e canadenses, ao mesmo tempo. Em seguida, o quarto álbum da banda, The Long Road, gerou 5 singles e continuou o sucesso comercial da banda com o hit "Someday ", que chegou ao número 7 no Billboard Hot 100 e número 1 no Singles Chart canadense.[16] Depois, a banda lançou o seu álbum de maior sucesso, All The Right Reasons, que produziu três top 10 singles e cinco top 20 de singles na Billboard Hot 100, como as canções "Photograph", " Far Away" e "Rockstar". O álbum seguinte (Dark Horse) produziu 8 singles, sendo que um atingiu o Top 10 da Billboard e dois, o Top 20. O álbum mais recente da banda é Here and Now, de 2011 e que também colocou singles nas paradas.[17] Além disso, a banda possui 12 Juno Awards e diversos outros prêmios.[18]

Curb and The State (1995–2000)[editar | editar código-fonte]

O grupo foi formado no início dos anos 90 como uma banda cover chamada “Village Idiots”, por Chad Kroeger, Ryan Peake, Mike Kroeger e Brandon Kroeger. Eles tocavam versões de músicas do Led Zeppelin e Metallica. Chad Kroeger decidiu então pedir ao seu padrasto 4 mil dólares, para que pudessem gravar a sua primeira demo.[19] Mudaram o nome da banda para Nickelback porque Mike, que trabalhava em um Starbucks, costumava dizer "Here's your nickel back.", quando dava o troco para seus clientes.[20] A primeira demo do Nickelback, paga com os 4 mil dólares do padrasto de Chad foi um EP de 7 faixas chamado Hesher, de 1996. No mesmo ano, gravaram seu primeiro álbum, Curb. A música “Fly” foi incluída tanto em Hesher como em Curb e foi o primeiro single produzido pelo Nickeback. Em 1997, Brandon Kroeger deixou a banda e Mitch Guindon entrou em seu lugar, mas ele decidiu sair em 1998 pois começou a trabalhar em uma empresa automotiva. Ainda em 1998, Ryan Vikedal entrou para a banda. Ron Burman, da gravadora Roadrunner recebeu um álbum da banda e, impressionado, viajou até Vancouver para ver um show. Ele gostou muito do que viu e durante 3 meses se esforçou para convencer seus chefes a aprovar a assinatura de contrato com o Nickelback, já que o estilo da banda era diferente das outras que possuíam contrato com a gravadora. Em 1999 o Nickelback assinou contrato de gravação com a EMI e a Roadrunner Records. The State foi lançado pelo Nickelback em 2000 pela Roadrunner Records e EMI Canadá, e gerou 4 singles: "Old Enough", "Digno To Say", "Leader of Men" e "Breathe", sendo os dois últimos Top 10 hits do rock.


Silver Side Up (2001–2003)[editar | editar código-fonte]

A banda tornou-se conhecida com o tema "Leader of Men", mas foi com o seu single "How You Remind Me" que a banda deu o seu melhor para o mundo da música, este tema, cuja rotação nas rádios é intensa, deu a conhecer em 2001 o álbum Silver Side Up. Silver Side Up é um álbum constituído por um punhado de canções rock com uma tonalidade que por vezes se torna um pouco mais heavy. O álbum contém canções de sucesso além de "How You Remind Me", como "Too Bad" e "Never Again".

O Nickelback tem várias influências como por exemplo Lifehouse, Staind, 3 Doors Down e Creed. O álbum Silver Side Up foi produzido pelo veterano Rick Parashar, que já havia trabalhado com o Pearl Jam e mixado por Randy Staub (Metallica, U2). Foi gravado em setembro, em cinco semanas em Vancouver no estúdio Greenhouse, onde foi gravado também The State, tendo a participação da guitarra slide de Ian Thornley da banda Big Wreck.

"How You Remind Me" foi o primeiro single do álbum, que fez com que o Nickelback escalasse as paradas de discos mais vendidos. Esta música foi escrita em quinze minutos, nos ensaios antes da banda entrar em estúdio, sendo indicada para quatro prêmios Grammy e para quatro prêmios Billboard. Esta canção foi a mais tocada em 2002 nos Estados Unidos, de acordo com a Billboard, dando o título ao Nickelback de artistas de rock mais tocados naquele país e naquele ano em todos os formatos de rádio.

O sucesso de Silver Side Up fez com que a banda recebesse disco de platina na Alemanha e na Holanda, na Austrália recebeu o platina duplo, no Reino Unido o platina triplo, nos Estados Unidos recebeu o disco de platina quíntuplo, na sua terra natal, o Canadá recebeu oito vezes o disco de platina e mais dez discos de platina ao redor do mundo. Em 2002, Chad Kroeger gravou ao lado de Josey Scott, vocalista do Saliva, a canção tema do filme Homem-Aranha, intitulada "Hero". Participaram também Tyler Connolly, Mike Kroeger, Matt Cameron e Jeremy Taggart.

The Long Road (2003–2005)[editar | editar código-fonte]

O álbum The Long Road foi gravado parte no estúdio Greenhouse e parte no estúdio da casa de Chad, também em Vancouver. Segundo Chad Kroeger, este é o trabalho mais "honesto", agressivo e emocional deles, deixando todos muito orgulhosos disto: "Os fãs do verdadeiro rock n'roll vão ter uma surpresa, o álbum é menos direcionado a mim e a coisas que passei, é sobre experiências que cada um de nós podemos passar e o que podemos aprender com isso. É o primeiro álbum sem nenhuma influência de fora. Nós trabalhamos juntos pra gravar um disco que realmente queríamos gravar, sem nenhuma inibição. Não poderia ser de outra maneira", completa.

A banda tem uma longa história construída tanto na estrada como nos singles que lançaram e que alcançaram posições de destaque nos airplays das rádios em nível mundial. Com Silver Side Up, seu terceiro álbum, a banda alcançou vendas superiores a nove milhões de discos, depois mais um bem sucedido álbum, The Long Road de 2003, também com mais de nove milhões de cópias, com a canção "Someday".

All the Right Reasons (2005)[editar | editar código-fonte]

Em 2005, a banda confirmou que Ryan Vikedal não seria mais o baterista do Nickelback e Daniel Adair, do 3 Doors Down entraria em seu lugar. “Estamos muito entusiasmados em ter o Daniel na banda,” disse Chad. “ A criatividade que entrou junto com ele no estúdio foi muito inspiradora. Ele é um baterista incrível”.[21]

O quinto álbum do Nickelback, All the Right Reasons, atingiu o topo da Billboard com 323,350 cópias vendidas na primeira semana nos Estados Unidos e colocou 5 singles no top 20. Além disso, a banda passou muito tempo de 2006 e 2007 em turnê, que foi muito bem sucedida, vendendo mais de 2 milhões de ingressos. [22]

Em Junho de 2006, Chad Kroeger foi preso no Surrey , British Columbia , acusado de dirigir embriagado. Em novembro, o Nickelback ganhou o American Music Award de melhor álbum pop/rock , surpreendendo a própria banda . "Nós apenas viemos pois deveríamos entregar um desses hoje a noite", Chad Kroeger disse após receber o prêmio. Chad acrescentou que achava que os Red Hot Chili Peppers iriam ganhar o prêmio.[23]

Dark Horse (2008)[editar | editar código-fonte]

Após três anos sem gravar um disco, a banda volta com o "pesadíssimo" Dark Horse. Mas ao contrário do que muitos pensam, o nome "Dark Horse" (Cavalo Negro), faz menção às letras das músicas do álbum e não necessariamente ao "barulho" das músicas, porém o termo é muito utilizado na língua inglesa quando ocorre um fato marcante ou uma surpresa.

Os integrantes mencionaram que o fato de ter chegado ao auge e a posição no qual se encontram atualmente. É algo magnífico conseguirem se sustentar dessa maneira e também por esse motivo de surpresa foi dado este nome ao álbum. O disco, como os anteriores, tem sim músicas pesadas, com forte poder das guitarras de Chad e Ryan, mas também têm hits "calmos", como "Gotta Be Somebody", "If Today Was Your Last Day" e "I'd Come for You".

De fato, essas três, foram lançadas como singles de Dark Horse e já tem seus próprios clipes, sendo além destas, "Something in Your Mouth" e "Burn It to the Ground" também foram lançadas como singles deste álbum. O álbum também ficou no top 20 na Billboard 200 várias semanas após seu lançamento e foi certificado duas vezes platina em Abril de 2009 , e, até abril de 2010 já tinha vendido mais de 3 milhões de cópias nos EUA.[24]

Here And Now (2011)[editar | editar código-fonte]

O baterista da banda, Daniel Adair, confirmou na entrevista feita em 23 de janeiro de 2010, que a banda estava trabalhando em um novo álbum, após o término da turnê de Dark Horse e seria lançado em 2011.

Here And Now é o sétimo álbum de estúdio da banda canadense. O álbum foi lançado em 21 de novembro de 2011. É a lavanca para a multi-platina do Dark Horse em 2008. Em 26 de setembro a banda oficialmente lançou dois singles, "When We Stand Together" e "Bottoms Up". Ambas as músicas foram disponibilizadas para download em 27 de setembro de 2011. A primeira faixa do álbum, "This Means War", foi lançado em 10 de novembro de 2011 como o terceiro single. A obra de arte para o álbum é o Steam Clock Gastown em Vancouver e o relógio está marcando às 11:21, data em que o álbum foi lançado. O álbum estreou no número dois na Billboard 200 dos EUA vendendo aproximadamente 227.000 cópias em sua primeira semana, apenas 0,18% abaixo do número um, Christmas de Michael Bublé.

De acordo com uma entrevista de Chad, a banda planeja lançar em 2013 um album Greatest Hits e um novo álbum em 2014. Em 3 de Outubro de 2013, a banda anunciou oficialmente o álbum "Greatest Hits: The Best of Nickelback Volume 1" através de uma rede social.[25]

Em 2013, a banda tocou na quinta edição do Rock in Rio e abriu o show do Bon Jovi em São Paulo, no estádio do Morumbi.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Formação atual
Ex-membros
  • Brandon Kroeger - bateria (álbum: Curb, Hesher — 1995–1997)
  • Mitch Guindon - bateria (por um curto período de tempo — alguns meses de 1996)
  • Ryan Vikedal - bateria (álbuns: The State, Silver Side Up e The Long Road — 1997–2005)

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio

Prémios e indicações[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Essi Berelian, "The Rough Guide to Heavy Metal", p. 249 (em inglês)
  2. Nickelback em Popmatters (em inglês)
  3. Nickelback em About.com (em inglês)
  4. Nickelback em NME (em inglês)
  5. Nickelback em IGN (em inglês)
  6. a b c Nickelback em Musicmight (em inglês)
  7. Nickelback Overview Allmusic.com (em inglês)
  8. They're hugely successful, but acts like Nickelback and Hinder can't get any love from critics North County Times (em inglês) Página visitada em 16 de outubro de 2009
  9. Nickelback at Rolling Stone Rolling Stone (em inglês) Página visitada em 16 de outubro de 2009
  10. Nickelback na MTV MTV (em inglês) Página visitada em 16 de outubro de 2009
  11. Namely Nickelback MusicMatch Guide (em inglês)
  12. Meet the 'goofiest guys' in rock BBC News (em inglês) Página visitada em 16 de outubro de 2009
  13. http://www.thestar.com/entertainment/music/2009/12/15/nickelback_named_group_of_the_decade_by_billboard.html
  14. http://www.celebrityaccess.com/members/profile.html?id=604
  15. http://www.allmusic.com/artist/nickelback-mn0000868616/awards
  16. http://www.allmusic.com/artist/nickelback-mn0000868616/awards
  17. http://www.roadrunnerrecords.com/news/nickelback-announces-2012-north-american-tour
  18. http://musiccanada.wordpress.com/2011/08/24/nickelback/
  19. http://www.thebiographychannel.co.uk/biographies/nickelback.html
  20. http://www.rollingstone.com/artists/nickelback/biography
  21. http://roadrunnerrecords.com.au/artist/Nickelback
  22. http://www.roadrunnerrecords.com/news/nickelback-to-release-8th-album-here-and-now-november-21
  23. http://www.notablebiographies.com/newsmakers2/2007-Li-Pr/Nickelback.html
  24. http://riaa.com/goldandplatinumdata.php?_resultpage=1&table=SEARCH_RESULTS&action=&title=Dark%20Horse&artist=nickelback&format=&debutLP=&category=&sex=&releaseDate=&requestNo=&type=&level=&label=&company=&certificationDate=&awardDescription=&catalogNo=&aSex=&rec_id=&charField=&gold=&platinum=&multiPlat=&level2=&certDate=&album=&id=&after=&before=&startMonth=1&endMonth=1&startYear=1958&endYear=2009&sort=Artist&perPage=25
  25. https://www.facebook.com/photo.php?fbid=10151878585157086&set=pb.6248267085.-2207520000.1380862712.&type=3&theater

Ligações externas[editar | editar código-fonte]