O Trapalhão no Planalto dos Macacos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Trapalhão no Planalto dos Macacos
O Trapalhão no Planalto dos Macacos.jpg
 Brasil
1976 • cor • 86 min 
Direção J.B. Tanko
Roteiro J.B. Tanko
Elenco Renato Aragão
Dedé Santana
Mussum
Alan Fontaine
Género comédia
Idioma português
Cronologia
Último
Último
Simbad, o Marujo Trapalhão (1975)
O Trapalhão nas Minas do Rei Salomão (1977)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

O Trapalhão no Planalto dos Macacos é um filme brasileiro de Os Trapalhões, lançado em 1976 e dirigido por J.B. Tanko.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Conde(Renato Aragão) e Alex (Dedé Santana) são dois amigos que, ao darem uma volta de motocicleta, são confundidos pelo guarda Azevedo(Mussum) com perigosos assaltantes de joalheria. Depois de várias confusões com ovos,tubarões e etc., entram em um balão que os leva a uma terra desconhecida, onde os macacos falam e perseguem e dominam os humanos. Conde e Alex são feitos prisioneiros mas conseguem fugir. Depois chega outro balão com os bandidos, que são deixados aos macacos. Conde descobre ainda pérolas valiosíssimas naquele estranho lugar.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • A musica na abertura do filme é tocada pelo grupo Os Imbatíveis, cujo o nome da canção é "Eram o Macaco" de 1969.
  • Este foi o primeiro filme com a participação de Mussum, o terceiro Trapalhão, que entrara no grupo em 1973; os anteriores contavam apenas com Didi ou a dupla com Dedé.
  • O título e o roteiro parodiam o filme estadunidense O Planeta dos Macacos, sucesso continuado no Brasil em função da TV, que exibia reprises, lançamentos de séries e desenhos animados baseados na clássica produção original de 1968. Mas nas cenas iniciais o filme ridiculamente parodiado é outro: Tubarão, de Steven Spielberg.
  • Parte do filme (do lançamento do balão) foi feita em Cotia (São Paulo), mais precisamente no campo de futebol do Beira Rio, onde ficava próximo o clube da TRUFFI, local de lançamento de balões desde o inicio da década de 1970. A população local do bairro do Rio Cotia foi aproveitada como figurantes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Cartaz do filme O trapalhão no planalto dos macacos.

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.