Rencor apasionado

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rencor apasionado
Informação geral
Formato Telenovela
Gênero Drama
Criador(es) Rigo Palma
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Rafael Perrín
Produtor(es) Lucero Suárez
Tema de abertura "Rencor apasionado", por Jan
Exibição
Emissora de
televisão original
Canal de las Estrellas
Transmissão original 20 de abril de 1998 - 10 de julho de 1998
N.º de episódios 60
Cronologia
Último
Último
Sin ti
La mentira
Próximo
Próximo

Rencor apasionado (lit. Rancor apaixonado) é uma telenovela mexicana produzida pela Televisa em 1998. Protagonizada por Natalia Esperón, Eduardo Santamarina e antagonizada por Aracely Arámbula, é baseada em uma das obras de Hilda Morales de Allouis.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Após a morte de seus pais e seu irmão, a herdeira Karina Rangel sofre um colapso nervoso e acaba acordando em um hospital psiquiátrico, trancada por Mariana, sua irmã que quer tomar o seu dinheiro. Germán, um empregado fiel de Karina, prepara um plano para libertá-la da tutela de sua irmã: o matrimônio. Com a ajuda do advogado e arquiteto Marcelo Ricardo Bernal del Campo, um casamento de conveniência é arranjado entre Karina e Maurício Gallardo, um arrogante e jovem sobrinho de Ricardo e cuja família está à beira da falência. Ela terá a sua liberdade e ele vai conseguir dinheiro para salvar a fortuna de sua família. Mas Karina avisa que Maurício está disposto a se casar com ela apenas para ajudá-la. Vendo a foto de Maurício, e movido por seu apoio generoso, Karina se apaixona por ele. Mas Mauricio só quer o seu dinheiro e para atender repelido pelo aparecimento de Karina. Casam-se, então, para separar. Maurício vai embora, mas um ano mais tarde, se reunirá Karina que agora virou a bela Leonora, uma mulher que apenas guardar rancor por sua rejeição.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]