República Socialista Soviética da Armênia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde maio de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Հայկական Սովետական Սոցիալիստական Հանրապետություն
República Socialista Soviética da Armênia

República Soviética

Flag of the Democratic Republic of Armenia.svg
 
Flag of Transcaucasian SFSR.svg
1920 – 1991 Flag of Transcaucasian SFSR.svg
 
Flag of Armenia.svg
Flag Brasão
Bandeira da RSS da Armênia Escudo da RSS da Armênia
Localização de RSS da Armênia
RSS da Armênia em Vermelho junto com outros estados da URSS
Continente Europa
País Armênia
Capital Erevan
Língua oficial Russo e Armênio
Religião Laico
Governo Presidencialista
Período histórico Guerra Fria
 • 29 de novembro de 1920 Anexação Soviética
 • 12 de março de 1922 União Federal Transcaucasiana
 • 5 de dezembro de 1936 Separação da RSFS Transcaucasiana
 • 21 de setembro de 1991 Independência da URSS
Moeda Rublo

A República Socialista Soviética da Armênia (português brasileiro) ou Arménia (português europeu) era uma república soviética localizada ao sudoeste do Azerbaijão e a sudeste da Geórgia, e cujo território corresponde ao actual Estado da Arménia.

História[editar | editar código-fonte]

A Arménia foi um império regional com uma cultura rica nos anos que antecederam o século I.

Em 301, a Arménia foi o primeiro estado a adoptar formalmente o cristianismo como religião oficial de estado, doze anos antes de Roma. Oscilou entre diversas dinastias, mas depois de uma sucessão de ocupações (pártia (iraniana), romana, árabe, mongol e persa), a Arménia enfraqueceu substancialmente. Em 1454, o Império Otomano e a Pérsia Safávida dividiram a Arménia entre si.

Independência[editar | editar código-fonte]

Em 1813 e em 1828, a Arménia actual (que consiste dos canatos de Erevan e de Karabakh) foi temporariamente incorporada no Império Russo. O mesmo voltou a suceder com a incorporação da Arménia na União Soviética em 1920, na condição de República Socialista Soviética da Armênia, depois de existir brevemente como Estado independente.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A Arménia é um país interior localizado no sudoeste da Ásia, a leste da Turquia. O terreno é principalmente montanhoso, com rios de fortes correntes e poucas florestas. O clima é continental de altitude: verões quentes e invernos frios. O ponto mais elevado é o monte Aragats, com 4.095 metros, e não há nenhum ponto do território abaixo dos 400 metros de altitude. A poluição de produtos químicos tóxicos, como o DDT, não ajuda a melhorar a qualidade do solo, já de si pobre, em muitas zonas do país. Um bloqueio energético por parte da Turquia, em resultado do conflito com o Azerbaijão, levou à desflorestação.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

A Arménia está dividida em 11 províncias (Marzer, em arménio)

Demografia[editar | editar código-fonte]

A língua oficial é o arménio, língua materna de 93% da população. Existem importantes minorias que falam o azeri e o curdo.


Ícone de esboço Este artigo sobre História da Armênia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.