Repente

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Desafio entre a dupla repentista Peneira & Sonhador

Repente (conhecido também como desafio) é uma tradição folclórica brasileira cuja origem remonta aos trovadores medievais. Especialmente forte no nordeste brasileiro, é uma mescla entre poesia e música na qual predomina o improviso – a criação de versos "de repente"[1] .

O repente possui diversos modelos de métrica e rima, e seu canto costuma ser acompanhado de instrumentos musicais.

Quando o instrumento usado é o pandeiro, o repente é chamado de coco de embolada; acompanhado de viola caipira ou de rabeca , denomina-se Cantoria; cantado sem acompanhamento musical, nomeia-se entoada, toada ou aboio[1] .

Repentismo no Sul[editar | editar código-fonte]

Estátua em homenagem a Teixeirinha, maior repentista do sul do Brasil

O caracteriza-, além do improviso, pelo uso de dois instrumentos musicais: o violão e a acordeon, sendo que, no final, os trovadores sempre fazem as "pazes".

Nos anos 60 - 80, essa variação folclórica foi muito popular na região sul do Brasil, chamada de Trova[2] , muito difundida por Teixeirinha & Mary Terezinha, juntos eles trovaram inúmeras vezes, alegrando não só os gaúchos, mas todo o povo brasileiro. Contudo a maior referência para os trovadores da atualidade no Rio Grande do Sul é Gildo de Freitas. Além da Trova, também existe no Rio Grande do Sul a Pajada, cujo maior representante é Jayme Caetano Braun, seguido por Paulo de Freitas Mendonça e outros. A Pajada é poesia oral improvisada em Décima Espinela (abbaaccddc) no etilo recitado e acompanhada de violão. A trova é uma construção poética improvisada em sextilha. Suas rimas são abcbdb e seus versos são cantados ao acompanhamento de acordeon.

Diferença entre Cordel e Repente[editar | editar código-fonte]

A diferença entre cordel e repente é que o cordel é a poesia popular que se caracterizou como tal pelo fato de ser publicada em folhetos, enquanto o repente é a poesia feita pelos cantadores, os quais geralmente recebem da plateia um tema, chamado MOTE, e o desenvolvem na hora. Também é muito comum os repentistas fazerem desafios, nos quais cada um exalta suas qualidades e depreciam o "adversário".


Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Silvio Essinger. Repente. CliqueMusic.
  2. A trova conhecida no Rio Grande do Sul é diferente da forma poética Trova.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre música é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.