Robby Krieger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robby Krieger.

Robby Krieger (Los Angeles, 8 de Janeiro de 1946) é um guitarrista rock norte-americano. Foi considerado o 76º melhor guitarrista de todos os tempos pela revista norte-americana Rolling Stone.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

É reconhecido como um dos melhores e mais criativos guitarristas de todos os tempos. Não usa palhetas, e tem como costume utilizar na sua guitarra apenas cordas velhas, pois acredita que elas que quanto mais usadas, melhor o som que as cordas proporcionam. Foi o guitarrista dos The Doors, e ocasionalmente escreveu músicas para a banda, tais como "Runnin' Blue" e o primeiro e maior sucesso da banda, "Light My Fire", que alcançou o primeiro lugar nas paradas americanas apenas poucos dias após ser lançado. Krieger teve uma contribuição indispensável no som da banda, devido à sua pegada e solos que tinham um estilo espanhol. Robbie estudava flamenco espanhol no violão, e nunca havia sido guitarrista. Treinou guitarra apenas 6 meses antes do The Doors gravar seu primeiro álbum. Foi também vocalista da banda durante um breve período após a morte de Jim Morrison, mas sem sucesso. Krieger mais tarde tocou guitarra nalgumas músicas dos Blue Öyster Cult e reformou os Doors em 2002 com o tecladista Ray Manzarek da banda original, e com Ian Astbury e Stewart Copeland.

Krieger teve também algum sucesso como guitarrista de jazz, gravando alguns álbuns nas décadas de 1970 e 80, incluindo Versions (1983) e No Habla (1986).

Após o fim dos Doors em 1973, formou a sua própria banda, “The Robby Krieger Band”, mas que acabou passado pouco tempo.

Referências

  1. The 100 Greatest Guitarists of All Time: Robby Krieger (em inglês). Rolling Stone. Página visitada em 17 de fevereiro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]