Ronnie Radke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ronnie Radke
Ronnie Radke, Rock im Park 2014
Informação geral
Nome completo Ronald Joseph Radke
Também conhecido(a) como The King Of The Music Scene
Nascimento 15 de dezembro de 1983 (30 anos)
Origem Las Vegas, Nevada
País  Estados Unidos
Gênero(s) post-hardcore, hard rock, pop punk, metalcore, rapcore
Ocupação(ões) músico, compositor, artista, produtor
Instrumento(s) vocais, guitarra, piano
Período em atividade 2001 - presente
Gravadora(s) Epitaph
Afiliação(ões) Falling in Reverse, Andy Biersack, Deuce, Blessthefall, Escape The Fate
Página oficial Twitter Oficial

Ronnie Radke (nascido em 15 de Dezembro de 1983, Nevada, Las Vegas, Estados Unidos), nome artístico de Ronald Joseph Radke, é um músico, compositor e produtor Americano. Ele é o fundador e atual vocalista da banda Falling in Reverse, e também ex-vocalista e um dos fundadores da banda Escape the Fate. Ele é considerado como "The King Of The Music Scene". Seu álbum mais recente lançado foi, Fashionably Late, com o Falling in Reverse.

Radke foi acusado de homicídio em 2006 e condenado em 2008 por falta de liberdade condicional eficaz, ele também tinha um vício de drogas grave.[1] Ele foi liberado da prisão em dezembro de 2010 e atualmente é totalmente sóbrio e deixou seus vícios de drogas de lado.[2] Ele é caracterizada como o principal autor e compositor das bandas que esteve. Por esta razão, sua saída do Escape The Fate gerou nos ultimos anos muitas discussões polêmicas criadas pelos fãs, que são participantes da rivalidade entre Radke e sua antiga banda. No entanto, em 2014 Radke e o Escape the Fate se reconciliam e juntamente ao Falling in Reverse saem na turnê Bury the Hatchet tour.[3] [4]

Em maio de 2013 ele estreou sua carreira solo como rapper com a canção, "The Fairweather Fans", seguido por outros singles, e logo mais anunciando sua mixtape Watch Me prevista para 2014. Sua inspiração para seu álbum metal & hip-hop, Fashionably Late, se tornam roupas com a Hood$ Up.

Infância e juventude[editar | editar código-fonte]

Ronald Joseph Radke nasceu em 15 de Dezembro de 1983 no hospital Saint Rows em Las Vegas, Nevada nos Estados Unidos. Sua mãe costumava bater frequentemente nele quando ainda criança, ela abandonou a família quando Ronnie ainda era jovem por razões desconhecidas. Ronnie teve madrastas abusivas, por esse fato e de sua mãe, acabou criando um certo desrespeito por mulheres. Chegou até a fazer uma tatuagem sobre o caso, "uma coruja segurando a cabeça de uma mulher decapitada", mas conta ele que com o tempo foi crescendo e conhecendo garotas, assim aprendendo respeitar as mulheres.[5] Seu pai era viciado em drogas, porém mais tarde largou as drogas e se tornou um cristão devoto e sóbrio, logo mais tarde se tornando presidente de uma gangue de motoqueiros. Ele foi criado em uma família pobre com seu pai, avó e seu irmão mais velho. No colégio, ele era intimidado pelas outras crianças por seu estilo diferente de vestir roupas apertadas e as camisas muito pequenas, mas muitas vezes ele se deu bem com alguns por causa de seu interesse em rap.[6]

Ronnie aprendeu a tocar piano e guitarra em suas primeiras bandas. No começo, ele começou tocando músicas do Blink 182 na guitarra e a primeira música que ele aprendeu foi "Dammit". Ele formou várias bandas, enquanto estava no ensino médio. Radke fugiu de casa para tocar na sua primeira banda com o seu amigo Mitch chamada "3.0." que "soava exatamente como Blink 182" de acordo com Radke. Ele morou com Mitch e sua mãe por um período de tempo. O logotipo da banda foi feita em tinta com o logotipo Tartarugas Ninja. Eles tocaram alguns shows em vários locais, como o badalado Huntridge em Las Vegas. Depois da banda, Radke se mudou de volta com seu pai e disse que ele saiu da escola, porém re-entrou em seguida, mas saiu de novo.[6] Ele declarou em uma entrevista a Alternative Press, "Eu simplesmente não conseguia prestar atenção para algum motivo, eu só sonhava sobre tudo o mais, mas o que eu deveria estar fazendo". Radke mais tarde havia uma nova banda chamada "Lefty", juntamente ao lado de Robert Ortiz, com a qual ele estava participando de um show de talentos e foi onde conheceu Max Green que estava em outra banda. Quando ele derrubou o microfone foi Max quem pegou para ele, enquanto eles estavam no palco acabaram se tornando amigos. Mais tarde juntamente a Max Green, ele formou a banda "True Story" onde até chegaram a fazer uma demo que inclui a música "This Is not The End" (Listen Up! atualmente com Falling in Reverse), porém eles terminaram a banda mas tarde.[7] [8] [9]

"Listen Up!" foi escrito por Radke em 1998 quando ele tinha 15 anos de idade, assim como "Besides the Issues" e "The Worst Time". Em 2001, Ronnie contatou seu amigo, o produtor Michael "Elvis" Baskette, e gravou as músicas "Listen Up!", "The Worst Time" e "The Departure", tanto instrumentação registrados todos juntos, Ronnie também compôs os temas para "As You're Falling Down", "Make up" e "Not Good Enough for Truth in Cliche" que foram gravados em 2005, juntamente ao Escape The Fate.

Ronnie lançou "Listen Up!" (Originalmente chamado "This Is not The End") em 2 de janeiro de 2009, na página do MySpace do Falling in Reverse, causando polêmica pois foi alegado que a música soava como "uma canção pop punk", que irritou alguns fãs que acreditavam que a banda havia mudado seu estilo.[10] [11] Em janeiro de 2011, Falling in Reverse esclarecidas as origens da música, afirmando que ela foi escrita por Ronnie muito antes de Escape the Fate ou Falling in Reverse e que a música não seria incluída em seu álbum ou como parte de seu setlist.[12] Em 2008, no Taste of Chaos Tour, Ronnie participou com a banda Blessthefall, e fez os screamos durante a canção "Guys Like You, Make Us Look Bad". Beau Bokan, vocalista do Blessthefall anunciou que o seu álbum teria a participação de Ronnie em uma canção no álbum "Awakening", embora a participação de Ronnie não aconteceu.

Carreira[editar | editar código-fonte]

2004-2008:Escape the Fate e prisão[editar | editar código-fonte]

Ronnie juntamente a Max Green conheceram Bryan Money na escola, que viu que Ronnie era um bom cantor, e o chamou para formar uma banda com ele e Max Green. No ano de 2004 formaram a banda Escape the Fate junto ao guitarrista Omar Espinosa e o baterista Robert Ortiz. Em apenas um mês, já eram sucesso em rádios locais na cidade e assim, rapidamente, se tornaram sucesso no país. Em setembro de 2005, eles ganharam um concurso de uma rádio local julgado por My Chemical Romance, que deu a oportunidade de abrir um show da banda que estava em turnê com Alkaline Trio e Reggie and the Full Effect. A banda gravou a demo Escape The Fate EP, com que sua música expandiu e logo conseguiu a admiração de muitas gravadoras, assinaram no início de 2006 com a Epitaph Records.[13] Assim lançaram o seu primeiro EP de cinco canções intitulado "There's No Sympathy for the Dead". Em 26 de setembro de 2006, a banda lançou seu primeiro álbum, "Dying Is Your Latest Fashion". Foram lançados como single as canções "Not Good Enough for the Truth in Cliche" e "Situations". O álbum da banda Dying is Your Latest Fashion alcançou nas paradas da Billboard a posição #12 na categoria Heatseekers Albums e #19 na categoria Independent Albums.[14]

Durante Setembro de 2006, Ronnie deixou a banda por algumas semanas para ser enviado para a prisão por envolvimento em uma luta que levou a morte de Michael Cook.[15] [16] Então ele foi substituído temporariamente pelo vocalista Craig Mabbitt, porém ele voltou mais tarde para a banda. Foi então revelado também mais tarde que Ronnie era dependente de drogas e tinha vários outros problemas. Os membros da banda tentaram se reconciliar com Radke, mas ele não estava muito interessado em voltar em termos amigáveis o que gerou várias discussões devido ao fato de ele ter sido traído e chutado pela banda, pois Radke foi acusado de algo que ele não fez e sendo o único preso pelo acontecimento.[17]

Mais tarde então em meados de 2008 Ronnie Radke foi expulso oficialmente da banda. Esclareceu a banda, foi que Ronnie foi expulso devido a problemas que faziam com a banda fosse perdendo sua promoção internacional, pois Ronnie não poderia deixar o país. Após, o julgamento tornou-se que Ronnie não poderia deixar o estado, sendo este um fator importante em sua expulsão.[18] [19] Em uma entrevista concedida na prisão, Ronnie disse que os verdadeiros culpados seriam Chase Rader e Max Green, o primeiro por estar armado no momento da luta, e o segundo por ter sido causador da luta. Mas os dois foram absolvidos alegando legítima defesa. Ronnie foi condenado a 4 anos de prisão em um centro de reabilitação em Las Vegas, tendo saído somente em 12 de dezembro de 2010.

Cquote1.svg

(...)droga, mas toda essa situação a minha banda contra mim, embora um deles seja tão culpado quanto eu sou. E pode parecer estranho ou ilógico, mas eles me acusaram de algo que eu não fiz, e eu sou a única pessoa que está pagando por isso, e a pior coisa é que Max Green, um amigo que eu conheço há mais de 9 anos voltou-se contra mim, ele não merece estar em liberdade condicional, isso não é justo, ele deveria estar comigo, não importa o que acontece, e o que acontece?, a droga estava comigo e assim que descobriu que eu provavelmente iria para a prisão por violar a minha liberdade condicional, estou expulso da banda. Meus amigos são a minha vida e eu sou grato por meu amigo Dan não ir para a prisão, o que as pessoas não sabem é que, se não fosse por Max a luta nunca aconteceria, eu sempre estava lá para Max, ele é um cara jovem, não é bem mais jovem do que eu, mas menor, eu sempre estava como o seu irmão mais velho, foi para a reabilitação e ficou limpo de drogas, mas mesmo se você não quer dizer, Max que me deu drogas mais uma vez, eu disse que não, e não culpá-lo, mas é difícil quando você está em turnê com alguém como aquela com a qual cresceu mais de 9 anos, foi trancada no armário para usar drogas por causa de seu vício, é hábil a esconder, nunca ninguém o acusou de usar drogas

Cquote2.svg
Ronnie Radke

Desde que Ronnie foi expulso do Escape The Fate muitos conflitos e discussões polêmicas foram geradas pelos seus fãs, que são participantes da rivalidade entre Radke e sua antiga banda, e principalmente com o atual vocalista Craig Mabbit. Varios fãs visam Ronnie como o próprio Escape The Fate e quando ele saiu a banda foi como se ela tivesse acabado, e até mesmo Ronnie se referiu em entrevista como "eu era a banda". Em entrevista Ronnie diz que cortou todos os laços com seus antigos companheiros de banda. Ele afirma também que não há um único membro original ainda na banda e não sabe porque eles ainda continuam tocando com esse nome.[20] Em show várias vezes Ronnie insulta Craig e a plateia o insulta junto com todos gritando "Craig Sucks Dick".[21] Radke também afirma que Craig é um péssimo vocalista e do quanto a sua voz é tunada [auto-tune]. Ele diz "Você pode tirar o vocalista de uma banda que já tem sucesso, podem colocar um novo vocalista e vestir ele exatamente da mesma forma pra tentar enganar os fãs. Mas não da certo. Essa molecada consegue ver isso, pelo menos é nisso que eu acredito."[22]

Cquote1.svg

(...)e eles tentaram escrever para gente e falar que somos amigos agora... O Craig tentando escrever para minha banda para curtir um tempo juntos. Ele estava fazendo isso só pra me provocar. Queriam me quebrar e querem continuar me quebrando, mas isso não vai acontecer. Especialmente quando a gente vê a merda que é o Escape The Fate Hoje.

Cquote2.svg
Ronnie Radke em entrevista[23]

2008-presente:Radke retorna com Falling in Reverse[editar | editar código-fonte]

Ronnie já havia em mente uma nova banda desde o final de 2006 devido aos problemas surgidos, então após ser expulso oficialmente em 2008 do Escape the Fate, em dezembro do mesmo ano Ronnie Radke, com a ajuda de Nason Schoeffler formaram uma banda chamada "From Behind These Walls", que foi renomeada logo mais tarde como Falling in Reverse.[24] [25] [26] Depois de dar a notícia de uma nova banda, Radke foi condenado a permanecer preso, porém enquanto estava na prisão continuou fazendo contatos com vários músicos do lado de fora e ainda chegou a gravar uma demo.[27] [28] Mas ele só chegou a deixar a prisão somente em dezembro de 2010. Então foi anunciado o início de novas gravações com a sua nova banda, preparando para seu álbum de estreia[29] Mais tarde começaram lançando seu primeiro single "Raised By Wolves", seguido por "The Drug In Me Is You" e "Pick Up the Phone", eles fazem parte do álbum "The Drug In Me Is You" que foi lançado em 26 de julho de 2011, através de Epitaph Records.[30] Estreando no final de junho, o vídeo para a canção "The Drug In Me Is You". Em 17 de outubro de 2011, foi lançado em vídeo "I'm Not a Vampire", o mês em que teve que cancelar uma turnê com o Black Veil Brides, por um acidente sofrido cantor Andy Biersack porém anunciou uma turnê para dezembro. Mas tarde lançaram dois novos clipes em 2012. Em janeiro de 2012 o baixista Mika Horiuchi criou problemas com Radke, causa que levou a sua expulsão da banda.[31] A partir disto a banda é composta pelos guitarristas Jacky Vincent e Derek Jones, o baixista Ron Ficarro, o baterista Ryan Seaman e é claro Ronnie Radke como vocalista.[32]

A partir de maio de 2012 Ronnie Radke já veio insinuando em seu Twitter que já estariam trabalhando em seu segundo álbum de estúdio da banda. Ele e seu companheiro de banda Ron Ficarro postaram fotos deles no estúdio com Ryan Ogren trabalhando em algumas músicas novas. Ele também havia citado um pouco sobre o novo álbum ao Marshall Music News. Em novembro de 2012 Ronnie Radke baniu a banda I See Stars da The Thug In Me is You Tour por eles estarem com maconha na van, e assim a banda inteira foi presa por posse de drogas. Ronnie que esta sóbrio há 4 anos afirmou que ele baniu a banda porque ele não queria usuários de drogas junto a seu ambiente.[33] No final de 2012, Ronnie Radke revelou a revista Kerrang! de número 1442 que o álbum esta já está terminado. Ele afirmou "O álbum está finalizado" Foi isso o que fizemos após a Warped Tour [que terminou em agosto]. Nós não contamos à ninguém 'Nós queríamos que fosse, tipo, BOOOM!' E ele está melhor que tudo. Vocês vão ver". Porém segundo a revista os outros membros da banda interromperam Radke antes de ele disser o nome do álbum e uma data de lançamento especifica, ele apénas disse "[será lançado] no início do próximo ano [verão 2013]!".[34]


Em 7 de maio de 2013 foi lançado o primeiro single de seu novo álbum, Fashionably Late, com a faixa "Alone". Radke que desde pequeno, alem do heavy metal, também se interessava pelo hip-hop chocou ao lançar seu novo single que é uma canção de metalcore semelhante ao seu antigo som, com elementos de rock e rap eletrônicos misturados.[35] [36] Radke afirmou que ele foi inspirado por Dr. Dre e seu álbum The Chronic, e planeja misturar outras canções do álbum com sons semelhantes. Num comunicado de imprensa, Radke afirmou que "Alone" foi: "... Tudo o que eu sempre quis dizer a todos esses tuiteiros que falam merda... [e] eu quero deixar claro a todos os que dedicam suas vidas a apenas um gênero de música que vocês estão tornando suas vidas mais miseráveis".[35]

Em 13 de maio Falling in Reverse teve de cancelar algumas datas da turnê do álbum, Fashionably Late, porque a esposa de Radke, Crissy Henderson estava prestes a dar à luz ao primeiro filho do casal e ele precisa estar ao lado dela.[37] Mais tarde, foram lançados os singles "Fashionably Late" e "Born To Lead", seguido por seu segundo álbum com a banda, Fashionably Late, lançado em 18 de julho de 2013, pela Epitaph Records.

2013-presente:Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Em 31 de maio de 2013 Radke lançou em seu canal pessoal no YouTube sua primeira canção como rapper solo intitulada "The Fairweather Fans". A canção é descrita como "uma música que Ronnie fez dedicada a todas as pessoas que não acreditavam nele".[38] [39] No dia 1 de junho, ele lançou sua segundo canção solo, "What Up Earth?".[40] Logo mais tarde, vazou uma "diss" antiga que Radke teria feito para a banda I See Stars que nunca havia sido publicada. A diss teria sido publicada no canal da Sumerian Records sendo intitulada "I Wash Cars", porém foi apagada horas depois indicando a violação de direitos autorais.[41] Em 4 de julho Radke lançou a canção "Black List" com a participação de B. Lay.[42]

A partir de agosto de 2013, Ronnie volta aos estúdios para iniciar as gravações de seu álbum solo. O disco contara conta com vários convidados especiais, e sera produzido por Charles "Kallaghan". Entre os convidados especiais estão Trace Cyrus, Andy Biersack, Danny Worsnop, Jacoby Shaddix.[43]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ronnie Radke é casado com a atriz e modelo da Playboy Crissy Henderson. A primeira filha de Radke e Henderson, Willow Grace Radke, nasceu em 11 de junho de 2013.[6]

Cquote1.svg Nunca soube respeitar uma mulher porque nunca tive uma mãe e até pouco tempo, nunca tive uma mulher estável na minha vida, então ver minha filha nascendo da minha esposa foi algo gigantesco para mim. Tudo o que eu sempre busquei estava ali, na minha frente. Cheguei ao ponto em que os médicos me fizeram sentar para segurar minha filha pois eu estava chorando e tremendo muito. Era como respirar pela primeira vez e eu nem consigo explicar como me sentia. Ela mudou minha vida de uma forma que jamais pensei que seria possível. Cquote2.svg
Ronnie Radke em entrevista a Rock Sound[44]

Morte do Irmão[editar | editar código-fonte]

Ronnie Radke sofreu uma perda trágica de seu irmão mais velho, Anthony James Radke, faleceu em um acidente durante seu passeio matinal em 10 de agosto de 2013. Anthony era um motociclista ávido e membro de um moto clube. Anthony deixou sua esposa, Amanda, e seus cinco filhos. Ronnie postou em seu Instagram uma foto de infância dele ao lado de seu irmão, com a legenda: "As pessoas que eu tinha como garantia se foram. Meu irmão morreu. Eu sabia que um dia isso iria acontecer porque ele era um mortorista louco. A única família que eu tinha era meu pai e meu irmão e agora ele se foi deixando cinco filhos e uma esposa para trás. O que diabos eu vou fazer agora?". Mais tarde, através do Twitter, Ronnie compartilhou uma música que ele havia escrito para seu irmão, em 2005, intitulada "The Day I Left the Womb".[45]

Problemas judiciais[editar | editar código-fonte]

Em 2006, Ronnie estava envolvido em uma briga, em Las Vegas, que resultou no tiroteio fatal de Michael Cook de 18 anos.[46] Enquanto Ronnie não atirou em Cook, ele foi indiciado sob a acusação de bateria, enquanto o homem que atirou nele foi acusado de auto-defesa. Estas acusações contra Ronnie, combinado com os problemas do passado de Ronnie com drogas e reabilitação, levou a uma pena de cinco anos de liberdade condicional. Ele não informou ao seu oficial de liberdade condicional e foi preso em junho de 2008, onde ele foi condenado a dois anos de prisão. Na época, Ronnie era o vocalista da banda Escape the Fate. Após prisão de Ronnie, ele foi expulso e substituido pelo ex-vocalista do blessthefall, Craig Mabbit. Max Green, o baixista do Escape the Fate, afirmou sobre os problemas de Ronnie lei que, "Primeiro, não poderia excursionar fora do país, em seguida, para fora do estado". Ronnie foi libertado da prisão em 12 de dezembro de 2010.[47] [48] [49]

Cquote1.svg

Eu costumava ser tão fodido em drogas. Eu estava usando heroína, Oxycontin, cocaína, tudo misturado. Eu deveria estar morto, na verdade. Eu tive uma overdose em 2005, Oxy e Xanax, que é uma combinação letal. Eu levei três tiros de vodka e eu não me lembro de tomar o Xanax. Mas quando cheguei para a cadeia, eu disse, 'Eu odeio todas as drogas' e eu fiquei longe delas. O título do álbum é uma referência para mim. Eu olhei no espelho um dia e vi a morte me olhando na cara, e percebi que eu sou a minha própria queda. As letras são eu falando sozinho, percebendo o que eu me tornei. Eu percebi que ao invés de drogas, sendo o problema, o problema real era eu e que eu poderia mudar isso. Que eu disse a mim mesmo quando eu saí, não importa como eu me sentia, eu não ia usar nenhum tipo de droga. Eu estava com medo de eu estar enganando a mim mesmo, porque eu sempre fui informado de que é o tipo de pessoa que eu sou. Mas eu ainda não pensei em drogas em ponto algum. Eu não tenho desejos nem nada.

Cquote2.svg
Ronnie Radke em entrevista a Revolver Magazine[50]


Mais tarde teria sido preso em 06 de agosto de 2012 por abuso doméstico em sua namorada, Sally Watts.[51] Foram agendadas três audiências, e em todas as datas, Ronnie não compareceu.[52] Segundo o sargento Tom Lorenz, a promotoria do condado de Los Angeles emitiu o mandato de prisão depois que a namorada de Radke informou à polícia que ele havia batido nela no dia 1° de Maio.[53] Não houve testemunhas do ocorrido e em entrevista Ronnie afirmou que tudo foi um mal entendido por ela estar chateada pois os dois haviam terminado. A ex-namorada só informou a polícia 3 semanas depois do suposto incidente, mas tarde ela admitiu que ele não tentou machucá-la. A prisão de Radke ocorreu sem nenhum incidente e ele foi liberado após o pagamento de 30 mil dólares de fiança. Após a publicação da matéria, Ronnie publicou através do seu perfil no microblog que nem tudo pode ser considerado verdade, pedindo para os seus fãs “não acreditarem em tudo que aparece on-line".[54] [55] [56]

Cquote1.svg

Eu não sou uma má pessoa, eu não bato em mulheres. Mas ninguém pode realmente ver isso, porque está tudo coberto com as tatuagens loucas, o cabelo comprido, tatuagens faciais, violência, assassinato, prisão, drogas que é de todo ruim. Mas eu não sou essa pessoa má e as pessoas não entendem isso.

Cquote2.svg
Ronnie Radke em entrevista a Alternative Press[57]

Em 31 de outubro de 2012, Ronnie foi preso e foi acusado de agressão simples e agravado após um show no Six Flags Great Adventure em Jackson, NJ. Para o fim de apresentação da banda, Ronnie jogou três pedestais de microfone para a multidão e atingiu duas pessoas.[58] Uma garota de 16 anos de idade que estava presente acabou com uma mão quebrada e um corte profundo na sua cabeça, ela foi levada para o hospital para tratamento. O outro era um homem de 24 anos de idade, que foi tratado no local.[59] [60] Ele pagou a fiança e foi liberado. Após este incidente, Six Flags Great Adventure anunciou uma proibição de todos os shows de metal futuros no local.[61] [62]

Tatuagens[editar | editar código-fonte]

Ronnie costumava ser viciado em alcool e drogas. Mas depois de cumprir sua pena na prisão ele afastou-se de seus vícios - exceto por um. Continua sendo viciado em tatuagens. Radke fez sua primeira, um microfone em seu braço esquerdo, após seu aniversário de 18 anos. "Eu queria ser um cantor famoso desde pequeno", diz. "O cara fez a tattoo torta, a agulha atravessou minha pele e meu braço jorrava sangue. Foi muito bizarro".

Por mais doloroso que seja, Radke não consegue se manter longe dos tatuadores. Mesmo estando na prisão, tatuou as palavras "Bang Bang" em seus dedos, um feito que o levou ao confinamento na solitária. "Não fiz outras tatuagens na prisão, mas assim que eu sai, comecei de novo." diz ele "É um vício. Eu acho. Eu tenho um monte agora. Algumas não têm nenhum significado, outras significam muito". Uma de suas tatuagens é a lágrima em seu rosto, que para os condenados, uma lágrima representa sua passagem pela prisão, diz ele que a tatuagem o lembra de não fazer nada de errado. [63]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ronnie, em 2007, apareceu no reality show LA Ink durante a primeira temporada como um cliente.[64] A tatuagem que foi mostrado era um cavalo que está sendo montado por um sapo dizendo Ahoy Butternuts!; A tatuagem é em memória de uma brincadeira que geralmente feito em um cavalo imaginário que morreu de comer pizza no lixo e sua admiração pelo sapo rene de The Muppet Show.

Em agosto de 2012 Ronnie apareceu em uma entrevista "Scuzz Meets Ronnie Radke". Foi ao ar no UK's Rock e Metal TV em estação de Scuzz TV. Ele fala de seu tempo durante Escape The Fate, prisão, vício em drogas e sua carreira dramática e a luz no fim do túnel formando o Falling In Reverse.[65] [66]

Hood$ Up[editar | editar código-fonte]

Hood$ Up é uma grife de roupas criada por Ronnie Radke em 2014. A marca exibe roupas e acessórios com os tecidos mais sofisticados com looks meio gótico-street-japonês. Para criação de suas peças, Radke teve inspiração de designers como Kokon To Zai, Rick Owens e Skingraft. Ele afirma também que nunca colocaria nada na Hood$ Up que ele não usaria, e diz que a ideia foi como se a inspiração para seu álbum metal & hip-hop, Fashionably Late, se tornassem roupas.[67] Até então foi lançado oficialmente apenas como uma loja online que atualmente detém 20 projetos em ambas as camisas e chapéus, variando de 20 á 30 dollars em preço.[68] Haverá exposições na Warped Tour neste verão de 2014.

Estilo músical e Influências[editar | editar código-fonte]

Radke começou com sua paixão por música aos 15 anos, ele gostava muito de cantar e tocar piano. Ele afirma que suas músicas são uma coleção de diferentes gêneros, gostos e estilos musicais.[69] Seu estilo é principalmente classificado como post-hardcore, enquanto ocasionalmente incluindo punk pop e influências de metalcore. Screamo são uma das característica encontrada em muitas músicas também. Liricamente, de acordo com Radke, alguns dos tons da banda têm de ser, "arrogantes, [é algo] como rappers fazem principalmente". Isto porque Radke citou Eminem como uma de suas maiores influências, tanto que ele ainda incluiu uma batida feita por Eminem e Dr. Dre, durante uma avaria na faixa "Sink or Swim".[70] [71]

O conteúdo lírico das músicas de suas bandas é inspirado principalmente por experiências pessoais de Ronnie Radke, que incluem a sua mãe, a corrupção de Las Vegas, e seu encarceramento e libertação da prisão devido a vários desentendimentos com a lei envolvendo narcóticos e carrega a bateria relacionadas com a morte de Michael Cook. Até o momento não existem músicas sobre amor com sua banda atual Falling in Reverse, porque Radke afirmou que, "... Eu não vou mentir ... e tentar escrever músicas sobre o quanto eu amo alguém. Tenho amor, mas haverá um monte de canções sobre o que eu passei".[72] Radke diz em entrevista que o álbum The Drug In Me is You é uma autobiografia musical. Ele escreveu todas as músicas enquanto estava na prisão, sobre seu passado presente e futuro.[73] O principal impulso do álbum é a vingança, redenção e renascimento, com Radke tentando renascer das cinzas de seu passado carbonizado.[74]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns[editar | editar código-fonte]

Escape the Fate
Falling in Reverse

Singles[editar | editar código-fonte]

Solo
Ano Canção
2013 "The Fairweather Fans"
"What Up Earth?"
"I Wash Cars"
"Blacklist" (feat. B.Lay)

Participações[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Álbum Banda Nota
2008 Guys Like You, Make Us Look Bad Ao Vivo em Taste of Chaos Tour Blessthefall
2012 The Life that You've Chosen[75] The Life You've Chosen Survive This Também produtor do álbum[76]
2012 Nobody Likes Me[77] Nine Lives Deuce
2012 Situations Ao Vivo feat.Omar Espinosa Escape the Fate
2013 Thank You[78] TBA A Smile from the Trenches Também produtor

Videografia[editar | editar código-fonte]

Vídeoclipes[editar | editar código-fonte]

Escape the Fate
  • Not Good Enough For Truth In Cliché (Demo version) (2005)
  • There's No Sympathy For The dead (2006)
  • Not Good Enough For Truth In Cliché (2006)
  • Situations (2007)
Falling in Reverse
  • The Drug In Me Is You (2011)
  • I'm Not A Vampire (2011)
  • Raised by Wolves (2012)
  • Good Girls Bad Guys (2012)
  • Alone (2013)
  • Bad Girls Club (2013)
Survive This
  • Where I Belong (2013)

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2007 LA Ink Ele mesmo Primeira temporada
2012 Scuzz Meets Ronnie Radke Ele mesmo Programa Scuzz

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Resultado Nomeação Categoria Notas
2011 Revolver’s Mega 100th Issue Venceu Ronnie Radke 100 Greatest Living Rock Stars [79]
2012 Kerrang! Awards 2012 Indicado Ronnie Radke Hero of the Year [80]
2012 Kerrang! Venceu Ronnie Radke 50 Greatest Rock Stars in the World Today 29º
2012 Alternative Press Indicado Ronnie Radke Vocalist of the Year [81]


Referências

  1. Entrevista com Ronnie Radke a Revolver_(revista), setembro de 2011 Ronnie Radke cita seus vícios www.revolvermag.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  2. Entrevista de Radke a revista Rolling Stone www.rollingstone.com/. Página visitada em 09 de maio de 2013.
  3. http://www.altpress.com/aptv/video/exclusive_falling_in_reverse_and_escape_the_fate_bury_the_hatchet_with_tour
  4. http://www.altpress.com/features/entry/ronnie_radke_vs._escape_the_fate_the_scenes_biggest_feud_and_what_we_learne
  5. Entrevista Traduzida da Revolver_(revista), Ronnie conta da tatuagem de "coruja segurando a cabeça de uma mulher decapitada" www.fallinginreverse.com.br. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  6. a b c APTV Exclusive! A Conversation with Ronnie Radke part two: Fatherhood And Relationships Alternative Press (4 de junho de 2013).
  7. "True Story" banda de Ronnie Radke e Max Green www.mp3elite.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  8. "True Story", song "This Is not The End" rare demo www.juzp.net. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  9. butterfunk, Ronnie Radke www.butterfunk.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  10. Listen Up! canção inédita palcoprincipal.sapo.pt. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  11. Listen Up! Demo Falling in Reverse (2009) www.spirit-of-metal.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  12. Falling in Reverse nota Listen Up! no Facebook Oficial www.facebook.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  13. História de Escape the Fate no site da Mtv www.mtv.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  14. The Fate Escape The Fate Chart History Albums, Billboard.com www.billboard.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  15. As Vegas bands make it big, one promising rock singer blows it -- with deadly results www.archives.lasvegascitylife.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  16. Escape The fate singer escapes jail, Kerrang!, 21 de janeiro de 2008.] www.kerrang.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  17. Alternative Press Exclusivo: Ronnie Radke quebra o silêncio após sair da prisão http://www.altpress.com.+Página visitada em 19 de janeiro de 2013.
  18. BryanStars: Tensão em Escape the Fate www.bryanstars.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  19. Escape the fate cancela Uk Tour, Kerrang! www.kerrang.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  20. Entrevista traduzida, Ronnie fala sobre saída da prisão e ser expulso do Escape the Fate www.fallinginreverse.com.br. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  21. Radke Says Craig Sucks Dick www.popscreen.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  22. Entrevista exclusiva de Ronnie Radke a Alternative Press contando sobre o ocorrido com sua antiga banda e sobre sua volta após sair da prisão http://www.altpress.com.+Página visitada em 19 de janeiro de 2013.
  23. Ronnie diz que Escape The Fate é um lixo nos dias atuais www.mpsirock.com.br. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  24. Annie Zaleski (22 de dezembro de 2010). Exclusive: Ronnie Radke breaks his silence after prison release www.altpress.com. Página visitada em 19 de janeiro de 2013.
  25. Aubin (07 de junho de 2011). Ronnie Radke returns with Falling in Reverse www.punknews.org. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  26. Jennifer Beaudoin (19 de maio de 2012). Ronnie Radke from Falling in Reverse Calls en:Wikipedia “A Liar” – Rock on the Range 2012 www.q103albany.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  27. Spirit Of Metal (2009). Falling in Reverse Demo www.spirit-of-metal.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  28. Kelly (fevereiro de 2012). Ronnie Radke fala sobre saída da prisão e ser expulso do Escape the Fate www.fallinginreverse.com.br. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  29. Dan (20 de dezembro de 2010). Kerrang!:"Ex-Escape The Fate frontman freed from jail" www.kerrang.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  30. Storm King (08 de junho de 2011). "Scene's most notorious frontman Ronnie Radke, former Escape the Fate Returns With Falling in Reverse" www.blabbermouth.net. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  31. Bryne Yancey (06 de janeiro de 2012). Exclusive: Bassist Mika Horiuchi no longer in Falling In Reverse www.altpress.com. Página visitada em 06 de janeiro de 2013.
  32. Spirit Of Metal: Falling in Reverse members www.spirit-of-metal.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  33. Cassie Whitt (02 de novembro de 2012). Ronnie Radke kicks I See Stars off the Thug In Me Is You tour www.altpress.com. Página visitada em 19 de janeiro de 2013.
  34. Kerrang (janeiro de 2013). Kerrang!:"O novo álbum está pronto" revela Ronnie Radke www.fallinginreverse.com.br. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  35. a b Bob Zerull (7 de maio de 2013). "FALLING IN REVERSE ARRIVE FASHIONABLY LATE" www.zoiksonline.com. Página visitada em 15 de maio de 2013.
  36. Cassie Whitt (7 de maio de 2013). UPDATE: Falling In Reverse detail new album, ‘Fashionably Late,’ release first single, “Alone” www.altpress.com. Página visitada em 15 de maio de 2013.
  37. Cassie Whitt (13 de maio de 2013). Falling In Reverse cancel remaining tour dates as Ronnie Radke prepares for fatherhood www.altpress.com. Página visitada em 20 de maio de 2013.
  38. Cassie Whitt (May 31, 2013). Título não preenchido, favor adicionar Alternative Press.
  39. Simonk (June 1, 2013). Título não preenchido, favor adicionar KillYourStereo.com.
  40. Cassie Whitt (June 1, 2013). Ronnie Radke posts second solo song, “What Up Earth?” Alternative Press.
  41. http://www.altpress.com/features/entry/ronnie_radke_sumerian_diss_tracks_full_lyrics
  42. Ronnie Radke's "Blacklist" New Rap Song Release www.rockmetalnews.com (4 de julho de 2013).
  43. http://loudwire.com/falling-in-reverse-ronnie-radke-fatherhood-mystery-project/
  44. ROCK SOUND ISSUE 177 www.rocksound.tv (17 de julho de 2013). Página visitada em 13 de agosto de 2013.
  45. Rest in Peace Anthony James Radke, older brother of Ronnie Radke Music Junkie Press (11 de agosto de 2013). Página visitada em 13 de agosto de 2013.
  46. Lasvegasweekly: Tragedy Murder, suicide, music and drugs www.lasvegasweekly.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  47. Entrevista com Ronnie Radke a Revolver_(revista) Ronnie Radke revela 6 coisas a não fazer na prisão www.revolvermag.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  48. "Ronnie Radke quebra o silêncio" entrevista a Alternative press www.altpress.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  49. Ronnie Radke quebra o silêncio após a liberação da prisão www.ultimate-guitar.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  50. Entrevista Revolver (revista), Ronnie Radke: Seis coisas para não fazer na prisão www.revolvermag.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  51. Glendale Police talk about Ronnie Radke's arrest
  52. New Metal-Vocalista do Falling in Reverse preso novamente e não aparece a julgamento
  53. Revolver Magazine: Falling In Reverse Singer Ronnie Radke Arrested
  54. Ronnie Radke Turns On Fans After Domestic Assault Backlash
  55. Mpsirock:Radke é preso novamente
  56. Cantor Ronnie Radke, preso em mandado de agressão doméstica
  57. Entrevista traduzida de Altpress, "Ronnie comenta sobre o caso de agressão à sua ex namorada e revela que vai ser pai" www.fallinginreverse.com.br. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  58. BREAKING: Ronnie Radke arrested for injuring fans www.underthegunreview.net. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  59. Revolver Magazine: "Falling in Reverse Singer Ronnie Radke Arrested for Injuring Two Fans" www.revolvermag.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  60. Mpsirock:Ronnie Radke preso mais uma vez www.mpsirock.com.br. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  61. Cantor Ronnie Radke de Falling in Reverse acusado de atirar o microfone na plateia www.dailyrecord.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  62. Six Flags Great Adventure proibi shows de metal após incidente de Ronnie Radke www.hollywoodreporter.com. Página visitada em 05 de janeiro de 2013.
  63. Entrevista a Revolver (revista) Ronnie Radke mostra suas tattoos favoritas www.revolvermag.com e www.fallinginreverse.com.br. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  64. LA Ink - Ronnie Radke www.casttv.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  65. Meets with Ronnie Radke Scuzz TV
  66. Meets with Ronnie Radke Scuzz TV www.radiotimes.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  67. http://www.altpress.com/features/entry/ronnie_radkes_hood_up_clothing_linelove_it_or_hate_you_wont_stop_talking_ab
  68. http://rockzi.com/newspage?id=2039d699f22134ab444bbda6baa1d77d&tag=%2Frockzi%2Fmusic
  69. Ronnie Radke e Jacky Vincent falam sobre Warped Tour, influencias músicas e mais www.loudwire.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  70. Entrevista exclusiva com Ronnie Radke a Alternative_Press www.altpress.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  71. Rocker Ronnie Radke out of prison www.lasvegasweekly.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  72. Altpress- Ronnie Radke vreaks his silence www.altpress.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  73. Ronnie Radke fala sobre saída da prisão e ser expulso do Escape the Fate www.altpress.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  74. Rocker Ronnie Radke trying to rise from ashes www.lvrj.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  75. Ronnie Radke produz e participa de single da banda Survive This www.fallinginreverse.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  76. http://www.altpress.com/aptv/video/video_premiere_survive_this_where_i_belong_ft._ronnie_radke
  77. Bryanstars :Deuce featuring Ronnie Radke www.bryanstars.com. Página visitada em 03 de janeiro de 2013.
  78. "A Smile From The Trenches + Ronnie Radke" www.mpsirock.com.br. Página visitada em 15 de maio de 2013.
  79. Brandon Geist (13 de dezembro de 2011). Revolver’s Mega 100th Issue—Featuring the 100 Greatest Living Rock Stars. Página visitada em 20 de maio de 2013.
  80. Simon (02 de maio de 2012). Kerrang! Hero of The Year. Página visitada em 20 de maio de 2013.
  81. Cassie Whitt (28 de dezembro de 2012). 2012 Readers Poll: Vocalist of the year. Página visitada em 20 de maio de 2013.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons