Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Taça dos Campeões Estaduais Rio-São Paulo ou Copa dos Campeões Estaduais de São Paulo e do Rio de Janeiro foi uma competição de futebol que envolvia os campeões estaduais do Rio de Janeiro e de São Paulo.

A competição era muito valorizada no começo do século, considerada um "tira-teima" entre os campeões dos dois maiores centros de futebol do Brasil - as principais equipes do futebol brasileiro, à época, estavam restritas ao eixo Rio-São Paulo. Com a criação do Torneio Rio-São Paulo, que por sua vez evoluiu para o atual Campeonato Brasileiro de Futebol, a disputa perdeu boa parte do seu apelo.

A disputa dos campeões era decidida geralmente em uma disputa simples em apenas um jogo, ou em melhor de dois jogos ou três pontos. Quase sempre valia uma taça, oferecida pelas federações estaduais, pelos clubes, ou mesmo importantes personalidades e empresas da época.

A competição valia sempre pelo ano em que seus participantes foram campeões estaduais, mesmo que fosse disputada no ano seguinte. A primeira taça disputada foi a Taça Salutaris, disputada entre os campeões paulista e carioca de 1910. Em algumas oportunidades, os participantes ainda não eram campeões matematicamente, mas adiantaram a disputa e confirmaram seus títulos estaduais em seguida.

A oficialidade de vários jogos listados abaixo são duvidosas, devendo esta lista ser lida com muito cuidado,[1] sendo a Taça Ioduran, segundo o jornalista Tomás Mazzoni, em seu livro História do futebol no Brasil, a primeira competição interestadual oficial do Brasil, organizada pelas ligas carioca e paulista.

Campeões e vices[editar | editar código-fonte]

Ano Campeão Resultado Vice-campeão Local
1910[2] Botafogo
Rio de Janeiro
7 - 2
15/08/1910
A.A. das Palmeiras
São Paulo
Velódromo Paulistano, São Paulo
1911[3] Não houve Disputa cancelada Não houve Disputa cancelada
1912[4] SC Americano
São Paulo
3 - 0
06/10/1912
Botafogo
Rio de Janeiro
Campo Público de São Cristóvão, Rio de Janeiro
1913[5] Não houve Paulistano 3 - 2 America
24/05/1914 (1º jogo)
Não houve (2º jogo)
Não houve Velódromo Paulistano, São Paulo (1º jogo)
Não houve (2º jogo)
1914[6] AA São Bento
São Paulo
1 - 0
25/04/1915
Flamengo
Rio de Janeiro
Velódromo Paulistano, São Paulo
1915[7] Não houve Disputa cancelada Não houve Disputa cancelada
1916[8] America
Rio de Janeiro
0 - wo
??/04/1917
Paulistano
São Paulo
Campos Sales, Rio de Janeiro
1917 Paulistano
São Paulo
3 - 2
07/04/1918
Fluminense
Rio de Janeiro
General Severiano, Rio de Janeiro
1918[9] Fluminense
Rio de Janeiro
0 - wo
27/08/1919
Paulistano
São Paulo
Velódromo Paulistano, São Paulo
1920[10] Paulistano
São Paulo
4 - 1
23/03/1920
Fluminense
Rio de Janeiro
Laranjeiras, Rio de Janeiro
1920
1921[11]
Não houve Disputa não marcada Não houve Disputa não marcada
1922[12] Não houve Corinthians 2 - 0, 2 - 4 America
20/08/1922, 03/09/1922
Não houve São Paulo
Campos Sales, Rio de Janeiro
1923[13] Palestra Italia
São Paulo
2 - 0 e 1 - 1
28/09/1924 e 15/11/1924
Vasco da Gama
Rio de Janeiro
Desconhecido
1924
1925[14]
Não houve Disputa não marcada Não houve Disputa não marcada
1926 Palestra Itália
São Paulo
2 - 0 e 2 - 3
29/11/1926
São Cristóvão
Rio de Janeiro
Palestra Itália, São Paulo
Laranjeiras, Rio de Janeiro
1928[15] Não houve Corinthians 2 - 2 America
13/05/1929
Não houve São Paulo
1929[16] Corinthians
São Paulo
4 - 2 e 3 - 2
16/02/1930 e 23/02/1930
Vasco da Gama
Rio de Janeiro
Parque São Jorge, São Paulo
São Januário, Rio de Janeiro
1930 Botafogo
Rio de Janeiro
0 - 2 e 7 - 1
12/04/1931 e 06/05/1931
Corinthians
São Paulo
Floresta, São Paulo
General Severiano, Rio de Janeiro
1931 São Paulo
São Paulo
3 - 1
06/04/1932
America
Rio de Janeiro
Floresta, São Paulo
1934[17] Palestra Itália
São Paulo
1 - 1
19/08/1934, 07/09/1934
Vasco da Gama
Rio de Janeiro
Desconhecido
1935[18] Botafogo
Rio de Janeiro
9 - 2, 1 - 2 e 2 - 2
03/08/1935, 21/08/1935 e 27/08/1935
Santos
São Paulo
General Severiano, Rio de Janeiro
Vila Belmiro, Santos
Vila Belmiro, Santos
1936[19] America
Rio de Janeiro
2-3, 1-0 e 3-1
05/04/1936, 18/04/1936 e 06/06/1936
Portuguesa de Desportos
São Paulo
Estádio da Ponte Grande, São Paulo
, Campos Sales, Rio de Janeiro
, Campos Sales, Rio de Janeiro
1937 Vasco da Gama
Rio de Janeiro
0 - 0 e 3 - 1
17/07/1937 e 04/08/1937
Palestra Itália
São Paulo
Pacaembu, São Paulo
São Januário, Rio de Janeiro
1941 Corinthians
São Paulo
5 - 2
23/12/1941
Fluminense
Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1942 Palmeiras
São Paulo
3 - 0
03/03/1943
Flamengo
Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1943 São Paulo
São Paulo
3 - 0
24/10/1943
Flamengo
Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1946 São Paulo
São Paulo
3 - 1
29/12/1946
Fluminense
Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1947
(Troféu Mito)
Palmeiras
São Paulo
2 - 1, 1 - 3 e 2 - 1
07/01/1948, 10/01/1948 e 04/03/1948
Vasco da Gama
Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
São Januário, Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1948 São Paulo
São Paulo
2 - 1
30/01/1949
Botafogo
Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1953 São Paulo
São Paulo
3 - 1 e 1 - 0
28/01/1954 e 04/02/1954 (Amistoso que foi válido pela Taça)
Flamengo
Rio de Janeiro
Maracanã, Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1956[20] (honorário) São Paulo
São Paulo
3 - 2 e 6 - 2
15/09/1957 e 17/11/1957(Campeonato Paulista e Taça)
Santos
São Paulo
Pacaembu, São Paulo
Vila Belmiro, Santos
1956[20] Flamengo
Rio de Janeiro
2 - 1
04/09/1956
(ver Nota Abaixo)
Santos
São Paulo
Maracanã, Rio de Janeiro
1957[20] São Paulo
São Paulo
5 - 2
06/04/1958
(Rio-SP e Taça)
Botafogo
Rio de Janeiro
Maracanã, Rio de Janeiro
1961[21] Botafogo
Rio de Janeiro
3 - 0
03/01/1962
Santos
São Paulo
Maracanã, Rio de Janeiro
1975[20] São Paulo
São Paulo
1 - 0
08/10/1975 (Camp.Brasileiro e Taça)
Fluminense
Rio de Janeiro
Morumbi, São Paulo
1980[20] São Paulo
São Paulo
2 - 1
21/02/1981 (Camp.Brasileiro e Taça)
Fluminense
Rio de Janeiro
Morumbi, São Paulo
1985 São Paulo
São Paulo
2 - 2 e 2 - 0
02/02/1986 e 06/02/1986
Fluminense
Rio de Janeiro
Laranjeiras, Rio de Janeiro
Pacaembu, São Paulo
1986 Inter de Limeira
São Paulo
3 - 0
07/10/1986
Flamengo
Rio de Janeiro
Major José Levy Sobrinho, Limeira-SP
1987[20] São Paulo
São Paulo
2 - 1
15/11/1987 (Camp.Brasileiro e Taça)
Vasco da Gama
Rio de Janeiro
Maracanã, Rio de Janeiro
Observação:
  • Os títulos estão colocados como sendo referentes ao ano em que os clubes foram campeões nos seus estados, mas alguns clubes consideram o ano do título como sendo o ano em que foi decidido.
  • Na edição cancelada de 1911 o torneio recebia o nome de Taça Salutaris, já nas edições de 1916, 1917 e 1918 o torneio recebia o nome de Taça Ioduran, e em 1920 se chamou Torneio dos Campeões contendo também nessa edição o campeão gaúcho Brasil de Pelotas que nessa oportunidade acabou ficando em terceiro lugar.
  • O título de 1929 rendeu ao Corinthians o apelido de "Campeão dos Campeões", que carrega até hoje.
  • Em 1956, os times cariocas desistiram da competição alegando incompatibilidade do calendário de jogos, título foi disputado entre Santos (campeão paulista de 1956) e São Paulo (vice-campeão paulista de 1956), em dois jogos válidos pelo campeonato paulista de 1957; tornando o São Paulo campeão da "Taça" daquele ano de 1956.
  • O site RSSSF cogita que o jogo entre Flamengo e Santos de 04 de setembro de 1956 poderia ser uma edição da competição, afirmando não ser claro se a partida foi válida pela competição ou se foi um mero amistoso ("ordinary friendlies")[22] , porém o jornal O Estado de São Paulo da mesma data atesta ter sido este um jogo amistoso.[23]


Títulos por equipe[editar | editar código-fonte]

Clube Estado Títulos Vices
São Paulo  São Paulo 11 (1931, 1943, 1946, 1948, 1953, 1956, 1957, 1975, 1980, 1985 e 1987) 0
Palmeiras  São Paulo 5 (1923, 1926, 1934, 1942 e 1947) 1 (1937)
Botafogo  Rio de Janeiro 4 (1910, 1930, 1935 e 1961) 3 (1912, 1948 e 1957)
Paulistano  São Paulo 2 (1917 e 1920) 2 (1916 e 1918)
America  Rio de Janeiro 2 (1916 e 1936) 1 (1931)
Corinthians  São Paulo 2 (1929 e 1941) 1 (1930)
Fluminense  Rio de Janeiro 1 (1918) 7 (1917, 1920, 1941, 1946, 1975, 1980 e 1985)
Vasco da Gama  Rio de Janeiro 1 (1937) 5 (1923, 1929, 1934, 1947 e 1987)
São Bento  São Paulo 1 (1914) 0
Inter de Limeira  São Paulo 1 (1986) 0
Americano  São Paulo 1 (1912) 0
Flamengo  Rio de Janeiro 1 (1956) 5 (1914, 1942, 1943 1953 e 1986)
Santos  São Paulo 0 4 (1935, 1955, 1956 e 1961)
A.A. das Palmeiras  São Paulo 0 1 (1910)
Portuguesa  São Paulo 0 1 (1936)
São Cristóvão  Rio de Janeiro 0 1 (1926)

Total de títulos por Estado[editar | editar código-fonte]

Estado Títulos Vices
 São Paulo 22 9
 Rio de Janeiro 9 22

Referências

  1. Lista de campeões da Taça dos Campeões Estaduais da RSSSF Brasil
  2. Os clubes participantes eram A.A. das Palmeiras (SP) e Botafogo (RJ). A Palmeiras venceu a primeira partida por 4 a 2, perdeu a segunda por 6 a 1 e venceu a partida extra por 2 a 0 - na época o saldo de gols não era contabilizado. E ficou com a "Taça Salutaris". Todos os jogos foram disputados em 1911.
  3. O Botafogo brigou com a Liga Metropolitana e recebeu apoio dos clubes paulistas. Com isso, a AA das Palmeiras não cedeu a Taça Salutaris, em sua posse, para a disputa que deveria ser feita entre Fluminense e SPAC. A Taça Salutaris acabou sendo doada, e o campeão dos campeões de 1911 não foi definido.
  4. Os clubes participantes eram SC Americano (SP) e Botafogo (RJ), líderes de seus campeonatos e futuros campeões. O Americano venceu a partida, única, por 3 a 0, e conquistou a "Taça Dr. Joaquim Delamare".
  5. Os clubes participantes eram Paulistano (SP) e America (RJ). O Paulistano venceu a primeira partida por 3 a 2, mas a segunda partida não foi realizada. Nenhum time foi declarado campeão. O nome da taça ainda é desconhecido.
  6. A disputa passou a ser em jogo único.
  7. Flamengo e AA das Palmeiras não encontraram datas, pois a competição foi abafada pela "Taça Rio-São Paulo" disputada entre as seleções carioca e paulista (vencida pela paulista).
  8. A "Taça Ioduran" passou a ser oferecida nesse ano, e ficaria de posse definitiva com a federação que a levantasse por 3 anos seguidos. A disputa entre os campeões de Rio e São Paulo, porém, não aconteceu em campo: o Paulistano desistiu de jogar, em cima da hora, e entregou os pontos ao America como protesto. Os motivos: uma briga após um amistoso entre as equipes, alguns meses antes, a acusação de que os paulistas se reforçavam com jogadores de clubes rivais nas disputas interestaduais, e a escolha do campo do America para o jogo.
  9. A taça deveria ser disputada em abril de 1919, mas os paulistas pediram o adiamento da partida para junho. No dia 11 de junho de 1919 o Paulistano pediu para o confronto com o Fluminense ser considerado apenas amistoso, pois seu time não estava em forma, o que o Fluminense aceitou, vencendo o Paulistano, em São Paulo, por 3 a 1. A Taça Ioduran seria disputada à vera em 27 de agosto, em São Paulo, mas novamente o Paulistano não quis disputá-la, afirmando protestar contra uma briga entre a liga paulista e a Confederação Brasileira, e entregou os pontos. O Fluminense acusou o clube paulista de fugir de outra derrota, como a inflingida no amistoso. Como a "Taça Ioduran" estava em posse do Paulistano e este se recusou a entregá-la ao Fluminense, as federações do Rio e São Paulo concordaram em encerrar a disputa.
  10. A Taça Ioduran foi substituída pelo Torneio dos Campeões de 1920, disputada entre os campeões do Rio, São Paulo e Rio Grande do Sul - cada um se enfrentando uma vez, já no ano de 1920.
  11. Os campeões destes anos não agendaram as disputas.
  12. America e Corinthians marcaram dois jogos. Com uma vitória para cada lado, o terceiro jogo não foi marcado. O America já era o campeão carioca, mas o Corinthians era apenas o líder paulista, faltando pouco para conseguir o título.
  13. Como o Vasco foi afastado do seio dos grandes clubes cariocas, por contar com um time de negros, o Corinthians não aceitou o convite para a disputa dos campeões, sendo substituído pelo vice Palestra Itália (atual Palmeiras), que brigou com a liga paulista para conseguir enfrentar e vencer o Vasco.
  14. Os campeões destes anos não agendaram as disputas.
  15. America e Corinthians empataram o jogo e não marcaram uma partida extra.
  16. As disputas passaram a ser realizadas em duas partidas, com saldo de gols como critério.
  17. Apesar dos 2 jogos da edição de 1934 terem sido empates, o site RSSSF cita o Palmeiras como campeão, sem citar nenhum critério de desempate. A página do Vasco da Gama na Wikipedia citava "divisão de título" em 1934, mas sem citar fontes.
  18. Os clubes eram líderes dos respectivos campeonatos, e disputaram uma melhor-de-três. O Botafogo recebeu a taça por ter o melhor saldo de gols. Ambos confirmaram, mais tarde, os títulos de seus estados.
  19. RSSSF Brasil Torneio dos Campeões Estaduais 1936 em homenagem nomeada Taça Dr. Sergio Meira
  20. a b c d e f Existem dúvidas quanto à validade da competição.
  21. A partida, disputada em meio a uma festa no Maracanã, abriu a temporada de 1962. Após o jogo Santos e Botafogo trocaram de faixas, e o clube carioca recebeu o troféu.
  22. Página do RSSSF sobre a competição, acessado em 04/02/2013
  23. Jornal O Estado de São Paulo, 04/09/1956.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]