Tarzan's New York Adventure

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Tarzan's New York Adventure
Tarzan em Nova Iorque (PT)
Tarzan contra o Mundo (BR)
 Estados Unidos
1942 • p&b • 71 min 
Direção Richard Thorpe
Produção Frederick Stephani
Elenco Johnny Weissmuller
Maureen O'Sullivan
Johnny Sheffield
Virginia Grey
Charles Bickford
Gênero Aventura
Idioma Inglês
Distribuição MGM
Página no IMDb (em inglês)

Tarzan's New York Adventure (Tarzan contra o Mundo (título no Brasil) ou Tarzan em Nova Iorque (título em Portugal)) é um filme norte-americano de 1942, do gênero aventura, dirigido por Richard Thorpe e estrelado por Johnny Weissmuller e Maureen O'Sullivan.

A produção[editar | editar código-fonte]

Tarzan se prepara para um novo visual em cena do trailer do filme.

Este é o último filme de Tarzan produzido pela MGM. O título original, Tarzan Against the World, foi substituído às vésperas da estreia pelo produtor Frederick Stephani.[1] Stephani também teve de acalmar Maureen O'Sullivan que, desde Tarzan Escapes, sentia-se tão marcada pelo papel de Jane que temia pelos danos que isso traria para sua carreira.[1] Então, ele lhe deu o ambiente sofisticado de uma metrópole -- Nova Iorque -- e um guarda-roupas da moda.[1]

Lançado em 15 de abril de 1942, o filme não foi bem recebido. Pela primeira vez na era sonora, o rei das selvas usava mais que uma tanga, e vê-lo de terno e gravata foi demais para os fãs. Porém, ao menos uma de suas falas tornou-se clássica: ao ver a cidade pela primeira vez, dentro de um avião, ele exclama: "stone jungle" (selva de pedra).

Sem novos direitos sobre quaisquer obras de Edgar Rice Burroughs, a MGM encerrou sua associação com o herói. Ademais, a Segunda Guerra trouxe uma enorme retração do mercado externo, responsável pela metade dos lucros de Tarzan.[1]

A despeito disso, a MGM tentou segurar Weissmuller, mas sem sucesso. Sol Lesser estava à espreita desde 1938 e levou-o para a RKO, onde teria início um novo ciclo das aventuras do Homem Macaco. Johnny Sheffield foi junto, mas não Maureen, feliz por finalmente ver-se livre do personagem que a acompanhava desde fins de 1931.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Johnny Weissmuller e Maureen O'Sullivan em outra cena do trailer do filme.

Boy, o filho de Tarzan, é raptado por Buck Rand, que o deseja para seu circo em Nova Iorque. Tarzan e Jane (e Chita!) seguem para lá, na tentativa de libertá-lo. Durante um julgamento sobre a custódia do menino, Tarzan torna-se violento e é preso. Ele escapa e foge da polícia saltando da Ponte do Brooklyn no East River. Quando, por fim, localiza o circo, ele pede a ajuda dos elefantes, um final típico das películas feitas na MGM.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Para o Hollywood Reporter, o filme é o "o mais adulto da série de Tarzan".[1] Para Leonard Maltin, "um lançamento divertido. O primeiro encontro de Tarzan com encanamentos é memorável".[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator/Atriz Personagem
Johnny Weissmuller Tarzan
Maureen O'Sullivan Jane
Johnny Sheffield Boy
Virginia Grey Connie Beach
Charles Bickford Buck Rand
Paul Kelly Jimmy Shields
Chill Wills Manchester Montford
Cy Kendall Coronel Ralph Sergeant
Russell Hicks Juiz Abbotson
Howard Hickman Advogado Blake Norton
Charles Lane Advogado

Referências

  1. a b c d e ESSOE, Gabe, Tarzan of the Movies, sexta impressão, Secaucus, EUA: The Citadel Press, 1968 (em inglês)
  2. MALTIN, Leonard, Classic Movie Guide, segunda edição, Nova Iorque: Plume, 2010 (em inglês)

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • CASSAL, A. B., Mundo de Tarzan, in Fanzim, Edição de Natal, Porto Alegre, 1993
  • EAMES, John Douglas, The MGM Story, Londres: Octopus Books, 1982 (em inglês)
  • ESSOE, Gabe, Tarzan of the Movies, sexta impressão, Secaucus, EUA: The Citadel Press, 1968 (em inglês)
  • SILVA, Diamantino da e LOSSO, Umberto, Tarzan, O Mito da Liberdade, in Mocinhos & Bandidos Especial, São Paulo, 1986

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]