Absolutamente Ao Vivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Absolutamente Ao Vivo
Álbum ao vivo de UHF
Lançamento 23 de março de 2009
Gravação 23 de setembro de 2006
Coliseu dos Recreios, Lisboa
Gênero(s) Rock
Duração 102:12 (2CD)
Idioma(s) Português
Formato(s) 2CD, DVD, descarga digital
Editora(s) AM.RA Discos
Produção UHF
Cronologia de UHF
UHF – Os Anos Valentim de Carvalho
(2008)
Eu Sou Benfica
(2009)
Capa do single extra
(na 1ª edição do DVD)

Absolutamente Ao Vivo é o terceiro álbum ao vivo da banda portuguesa de rock UHF. Editado em 23 de março de 2009 pela AM.RA Discos.[1]

Trata-se do registo do concerto gravado no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, no dia 23 de setembro de 2006, no decorrer da digressão do álbum Há Rock no Cais.[2] São 24 canções, e dois poemas citados, sem recurso às potencialidades dos estúdios digitais para regravar autenticamente em estúdio o que falhou no concerto, daí a atribuição do título "Absolutamente Ao Vivo", como referiu o vocalista António Manuel Ribeiro:

Este trabalho celebrou os trinta anos do primeiro contrato discográfico dos UHF, sob o qual editaram o primeiro disco em 1979, e protagonizaram o primeiro impulso para a criação do movimento de renovação musical, que viria a designar-se de “rock português” no ano seguinte, em 1980, de que os UHF são fundadores. Absolutamente Ao Vivo foi lançado simultâneamente em duplo disco compacto e álbum de vídeo, sendo o primeiro DVD da carreira da banda,[4] que na primeira tiragem incluiu o single extra com o inédito "O Tempo é Meu Amigo".[5] Esta canção faz parte da banda sonora da telenovela "Deixa Que Te Leve", exibida nesse ano de 2009.[6] De fora do alinhamento ficaram os temas "No Fio dos Anos (sempre a correr)", "Acende um Isqueiro", "Há Rock no Cais" e "Geraldine" – por apresentarem falhas técnicas – enquanto que o tema "Devo Eu", de 1983, foi proibido de ser editado por ação judicial recorrente contra os UHF, da editora Movieplay, que detém o catálogo da extinta Rádio Triunfo, como esclarece o líder da banda:

O álbum atingiu a 14ª posição na tabela de vendas em 2009.[8]

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

O duplo disco compacto é composto por 24 faixas em versão padrão, e por dois poemas citados. António Manuel Ribeiro partilha a composição com Miguel Fernandes nos temas "Juro Que Tentei" e "Matas-me Com o Teu Olhar", e com Renato Gomes nos temas "Rapaz Caleidoscópio" e "Cavalos de Corrida". As restantes faixas são da autoria de António Manuel Ribeiro.

CD1
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "No Palco" (poema)  1:28
2. "Quando (dentro de ti)"  António M. Ribeiro 2:55
3. "Noites Lisboetas"  António M. Ribeiro 3:51
4. "Os Putos Vieram Divertir-se"  António M. Ribeiro 3:32
5. "Brincar no Fogo"  António M. Ribeiro 3:05
6. "Juro Que Tentei"  António M. Ribeiro / Miguel Fernandes 6:39
7. "Foge Comigo Maria"  António M. Ribeiro 3:45
8. "Matas-me Com o Teu Olhar"  António M. Ribeiro / Miguel Fernandes 4:55
9. "Sarajevo (versão 92)"  António M. Ribeiro 4:56
10. "A Lágrima Caiu"  António M. Ribeiro 4:21
11. "Uma Palavra Tua"  António M. Ribeiro 3:13
12. "Toca-me"  António M. Ribeiro 3:43
13. "Nove Anos"  António M. Ribeiro 3:44
CD2
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "A Morte" (poema)  0:41
2. "Sonhos na Estrada de Sintra"  António M. Ribeiro 10:50
3. "Rapaz Caleidoscópio"  António M. Ribeiro / Renato Gomes 6:07
4. "Um Copo Contigo"  António M. Ribeiro 3:03
5. "Modelo Fotográfico"  António M. Ribeiro 3:30
6. "Rua do Carmo"  António M. Ribeiro 4:05
7. "Menina Estás à Janela"  Popular 4:29
8. "Matas-me Com o Teu Olhar" (acústico)António M. Ribeiro / Miguel Fernandes 3:09
9. "Estou-me nas Tintas (primeiro os meus)"  António M. Ribeiro 2:51
10. "Cavalos de Corrida"  António M. Ribeiro / Renato Gomes 4:20
11. "Na Tua Cama"  António M. Ribeiro 4:35
12. "Fogo (tanto me atrais)"  António M. Ribeiro 4:06
13. "Hesitar"  António M. Ribeiro 5:39
Duração total:
102:12
DVD
N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "No Palco" (poema)António M. Ribeiro  
2. "Quando (dentro de ti)"  António M. Ribeiro  
3. "Noites Lisboetas"  António M. Ribeiro  
4. "Os Putos Vieram Divertir-se"  António M. Ribeiro  
5. "Brincar no Fogo"  António M. Ribeiro  
6. "Juro Que Tentei"  António M. Ribeiro / Miguel Fernandes  
7. "Foge Comigo Maria"  António M. Ribeiro  
8. "Matas-me Com o Teu Olhar"  António M. Ribeiro / Miguel Fernandes  
9. "Sarajevo (versão 92)"  António M. Ribeiro  
10. "A Lágrima Caiu"  António M. Ribeiro  
11. "Uma Palavra Tua"  António M. Ribeiro  
12. "Toca-me"  António M. Ribeiro  
13. "Nove Anos"  António M. Ribeiro  
14. "A Morte" (poema)   
15. "Sonhos na Estrada de Sintra"  António M. Ribeiro  
16. "Rapaz Caleidoscópio"  António M. Ribeiro / Renato Gomes  
17. "Um Copo Contigo"  António M. Ribeiro  
18. "Modelo Fotográfico"  António M. Ribeiro  
19. "Rua do Carmo"  António M. Ribeiro  
20. "Menina Estás à Janela"  Popular  
21. "Matas-me Com o Teu Olhar" (acústico)António M. Ribeiro / Miguel Fernandes  
22. "Estou-me nas Tintas (primeiro os meus)"  António M. Ribeiro  
23. "Cavalos de Corrida"  António M. Ribeiro / Renato Gomes  
24. "Na Tua Cama"  António M. Ribeiro  
25. "Fogo (tanto me atrais)"  António M. Ribeiro  
26. "Hesitar"  António M. Ribeiro  
Versão ao vivo próxima do punk rock. A canção fala sobre a noite de Lisboa, do trânsito intenso de corpos e vontades.[9]

Problemas para escutar este arquivo? Veja a ajuda.

Membros da banda[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Absolutamente Ao Vivo (2CD)». Spirit Of Rock. Consultado em 5 de abril de 2016 
  2. «Average setlist for tour: Há Rock no Cais». Setlist-FM. Consultado em 5 de maio de 2016 
  3. Ana Vitória (22 de março de 2009). «UHF sem maquilhagem». Jornal de Notícias. Consultado em 5 de novembro de 2014 
  4. «UHF editam "Absolutamente Ao Vivo"». TVI 24. 17 de março de 2009. Consultado em 3 de junho de 2014 
  5. «Primeiro DVD dos UHF sai a 16 de Março». Disco Digital. 26 de fevereiro de 2009. Consultado em 5 de novembro de 2014 
  6. «BSO Deixa que te Leve (2CD)». Fnac. Consultado em 5 de novembro de 2014 
  7. «Primeiro DVD dos UHF envolto em polémica». Blitz. 12 de março de 2009. Consultado em 3 de junho de 2014 
  8. UHF tocam em Leiria. Jornal O Mensageiro. Página visitada em 5 de novembro de 2014
  9. Ribeiro, António (2005). Cavalos de Corrida–A Poética dos UHF. Quinta da Graça, Bela Vista, 1950-219 Lisboa: Setecaminhos. p. 41. ISBN 989-602-073-6 
  10. a b c d «Há Rock no Cais». Fonoteca C.M.Lisboa. Consultado em 31 de março de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]