Acaz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde Fevereiro de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Acaz
Nascimento 763 a.C.
Morte 727 a.C. (36 anos)
Progenitores Pai:Jotão de Judá
Filho(s) Ezequias
Ocupação político

Acaz (Hebraico: אחז‎) foi o 12º rei de Judá, tendo iniciado o seu reinado em 735 a.C. e governou por 16 anos, sendo contemporâneo ao profeta Isaías.

É considerado um rei mau, de acordo com a Bíblia, pois promoveu a idolatria, fechou as portas do Templo de Javé e sacrificou o próprio filho aos deuses pagãos. Além disso, ele ofereceu sacrifícios e queimou incenso nos lugares altos, nas colinas e debaixo de toda a árvore frondosa, imitando as abominações das nações que Javé havia expulsado diante dos israelitas.

Sofreu importantes derrotas militares e não conseguiu obter o apoio da Assíria para controlar os conflitos com as nações vizinhas. Mesmo durante o cerco de Teglat-Falasar, rei da Assíria, o rei Acaz continou a sua infidelidade a Javé[1], oferecendo sacrifícios aos deuses de Damasco que o haviam derrotado. Acaz dizia:Os deuses dos reis da Síria os ajudam na guerra. Por isso, eu ofereço sacrifícios a eles também. Esses deuses acabaram tornando-se uma armadilha para Acaz e para todo o Israel. Nessa época, o rei Acaz mandou pedir ajuda ao rei da Assíria. Os edomitas tinham invadido Judá e capturado prisioneiros. Também os filisteus tinham feito incursões na planície e no negueb de Judá. Tinham tomado as cidades de Bet-Sames, Aialon, Gederot, Soco, Tamma e Ganzo. De fato, Javé estava humilhando Judá, por causa de Acaz, rei de Judá, pois ele levava o povo a extraviar-se, e era infiel a Javé.[2] Acaz ajuntou todos os objetos do Templo de Deus e quebrou tudo. Mandou fechar as portas do Templo de Javé e construiu altares em todas as esquinas de Jerusalém. Construiu lugares altos em todas as cidades de Judá, para queimar incenso aos deuses estrangeiros, provocando a ira de Javé, Deus de seus antepassados.

Ao falecer, não foi sepultado junto com os restos mortais dos reis de Israel.

A história de Acaz pode ser lida em IV Reis 16:1-20 e em II Crônicas 28:1-27, ambos livros do Antigo Testamento.

Reinado de Acaz[editar | editar código-fonte]

À época de Acaz, o Reino de Judá apresentou visíveis sinais de declínio. O reino vassalo de Edom rebelou-se com sucesso e os Filisteus reconquistaram seus territórios na planície costeira. Além disso, os exércitos coligados do Reino de Israel (governado por Faceia) e de Aram-Damasco (Síria) invadiram Judá, infligindo severa derrota militar às forças de Acaz. Embora não tenham conseguido tomar Jerusalém, os aliados carregaram consigo imensos despojos e uma grande quantidade de prisioneiros. Foi nessa ocasião que a coalizão invasora removeu o controle de Judá sobre o importante porto de Elate[3], que foi devolvido aos edomitas. Acuado, Acaz desprezou as advertências de seu conselheiro, o profeta Isaías, e buscou a proteção da Assíria, enviando uma mensagem e valiosos presentes a Tiglate-Pileser III. Segundo 2Reis 16,7, a mensagem dizia: "Sou teu servo e teu filho. Vem libertar-me das mãos do rei da Síria e do rei de Israel, que se insurgiram contra mim".

Os assírios responderam enviando um poderoso exército que esmagou, rapidamente, os aliados. Damasco foi ocupada e Israel perdeu grande parte de seu território. Todos os reinos da região se tornaram tributários da Assíria, inclusive o Reino de Judá. Em uma inscrição, Acaz é mencionado como um monarca que remete a Nínive, ouro, prata, estanho, ferro, chumbo e peças de vestuário. O Livro dos Reis também registra que ele foi a Damasco prestar homenagem a seu suserano assírio.

Precedido por
Jotão (ou Jotam)
Rei de Judá
16 anos
Sucedido por
Ezequias

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. G1. [http://g1 globo.com/noticia/732/07/mesmo-durante-o-cerco-assirio-o-rei-acaz-continua-infiel-a-deus «Mesmo durante o cerco, o rei Acaz continua infiel a Javé»] Verifique valor |url= (ajuda). Consultado em 230222018.  line feed character character in |url= at position 10 (ajuda); Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. G1. «Sem Deus na sua presença, Acaz leva o povo de Judá a extraviar-se». Consultado em 23022018.  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. II Reis 16:6