Acetato de eslicarbazepina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Acetato de eslicarbazepina
Alerta sobre risco à saúde
Eslicarbazepine acetate structure.svg
Nome IUPAC (S)-10-Acetoxy- 10,11-dihydro- 5H-dibenz[b,f]azepine- 5-carboxamide
Identificadores
Número CAS 236395-14-5
PubChem 179344
Código ATC N03[2] AF04[3]
Propriedades
Fórmula química C17H16N2O3
Massa molar 296.3 g mol-1
Farmacologia
Via(s) de administração oral
Excreção ~90% renal
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O acetato de eslicarbazepina é um fármaco utilizado como antiepilético.

Este fármaco foi desenvolvido pela BIAL - Portela & Ca, SA, sendo o primeiro fármaco de raiz e patente portuguesa.[4] Seu desenvolvimento teve um custo aproximado de 300 mihões de euros e demorou 14 anos para ser estudado até ser comercializado.[5] Em Portugal começou a ser comercializado em abril de 2010.[6]

Indicações[editar | editar código-fonte]

  • Redução da frequência de crises epilépticas parciais.

Mecanismo de acção[editar | editar código-fonte]

A sua acção deve-se ao bloqueio dos canais de sódio.

Patentes[editar | editar código-fonte]

A primeira patente europeia, para proteger o Acetato de eslicarbazepina é a EP 0751129. A prioridade desta patente europeia é a patente portuguesa PT 101732.

Inventores: Jan Benes, Patricio Manuel Vieira Araújo da Silva

Nomes comercais[7] [editar | editar código-fonte]

NOME DO  MEDICAMENTO PAÍSES ONDE É COMERCIALIZADO
Zebinix  Alemanha Austrália Dinamarca Portugal Reino UnidoFlag of Spain.svg Espanha
STEDESA  Canadá Estados Unidos
Exalief

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.