Valproato

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Valproato
Alerta sobre risco à saúde
Valproic acid.svg
Valproic acid3Dan.gif
Nome IUPAC 2-propylpentanoic acid
Identificadores
Número CAS 99-66-1
PubChem 3121
DrugBank APRD00256
ChemSpider 3009
Código ATC N03AG01
SMILES
Propriedades
Fórmula química C8H16O2
Massa molar 144.2 g mol-1
Farmacologia
Biodisponibilidade Rápida absorção
Via(s) de administração Oral e intravenoso
Metabolismo Hepaticglucuronide conjugation 30–50%, mitochondrial β-oxidation over 40%
Meia-vida biológica 9–16 horas
Ligação plasmática Dependente da concentração, de 90% em 40 µg/mL a 81.5% em 130 µg/mL
Excreção Menos de 3% excretados inalterados em urina.
Classificação legal


POM (UK) ? (US)

Riscos na gravidez
e lactação
X Teratogênico
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

O valproato sódico ou ácido valproico é um anticonvulsivantes e estabilizador de humor muito usado no tratamento de epilepsia (generalizadas ou focais), convulsões e transtorno bipolar. Usado no transtorno bipolar serve para prevenir episódios de mania ( euforia) e de depressão, daí ser um ótimo estabilizador de humor que é usado quando o lítio não pode ser utilizado.

Apresentação[editar | editar código-fonte]

Disponível em comprimido, cápsulas e xarope que devem ser armazenados a temperatura ambiente (15-30ºC) em lugar seco e sem sol. Pode ser em cápsulas de ação imediata, retardada ou prolongada e de 125mg, 250mg ou 500mg. Demora alguns dias para chegar ao efeito máximo.[1] Disponível em versão injetável para crises convulsivas. Nomes comerciais: Depakene, Depakine, Depakote, Divalproex, Epilim, Valparin, Torval CR.

Uso[editar | editar código-fonte]

É usado para tratar tratamento de[2] :

Farmacodinâmica[editar | editar código-fonte]

Tal como a fenitoína e a carbamazepina, o valproato bloqueia as descargas repetidas e prolongadas dos neurônios, que estão por trás de uma crise epilética. Estes efeitos devem-se, em doses terapêuticas, à diminuição da condutância dos canais de sódio voltagem-dependentes e inibindo a degradação do GABA.[3]

Contra-indicações[editar | editar código-fonte]

Não deve ser usado por grávidas nem por lactantes, deve-se substituí-lo por outro anticonvulsivo. Pode inibir a cicatrização (trombocitopénia), especialmente quando acompanhado de um AINEs ou heparina. Não deve ser usado por pacientes com hepatotoxicidade ou distúrbio no ciclo da ureia.[3]

Inibe o CYP2C9, a glucuronil transferase e o epóxido hidroxilase. Interage medicamentosamente com vários anticoagulantes, ansiolíticos, antidepressivos, antipsicóticos, anticonvulsivantes e com a zidovudina. Potencializa os efeitos do álcool. Nunca deve-se usar junto com Amifampridina.[3]

Efeitos adversos[editar | editar código-fonte]

Relativamente aos seus efeitos secundários, os agudos incluem náuseas, vómitos, dor abdominal, aumento de peso,dor na barriga e alopécia.

Referências