Amitriptilina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Amitriptilina
Alerta sobre risco à saúde
Amitriptyline.svg Amitriptyline-from-picrate-xtal-3D-balls.png
Tryptanol.jpg
Nome IUPAC 3-(10,11-diidro-5H-dibenzo''a'',''d'' ciclohepteno-5-ilideno)-N, N-dimetil-1-propanamina
Identificadores
Número CAS 50-48-6
PubChem 2160
DrugBank APRD00227
ChemSpider 2075
Código ATC N06AA09
Propriedades
Fórmula química C20H23N
Massa molar 277.4 g mol-1
Farmacologia
Biodisponibilidade 30–60%
Via(s) de administração oral
Metabolismo hepático
Meia-vida biológica 10 a 50h (média de 15h)
Ligação plasmática > 90%
Excreção renal
Riscos associados
Frases R R23/24/25, R36/37/38, R42/43, R63
Frases S S22, S26, S36/37/39, S45
Compostos relacionados
Compostos relacionados Imipramina
Nortriptilina
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

A amitriptilina é um antidepressivo tricíclico (ADT). Foi desenvolvida em 1960 e aprovada em abril de 1961 (nos EUA). Está na lista de medicamentos essenciais da OMS.

Sua principal finalidade é o tratamento da depressão e da incontinência urinária noturna,[1] além de ser utilizada no tratamento de alguns tipos de cefaleias primárias.[2] Pode demorar de duas a quatro semanas para começar a fazer efeito, enquanto os efeitos colaterais surgem muito rapidamente.

Amitriptilina é usado para uma série de condições médicas, incluindo transtorno depressivo maior. Algumas evidências sugerem amitriptilina pode ser mais eficaz do que outros antidepressivos incluindo inibidores da recaptação da serotonina (ISRS) embora raramente seja utilizada como um antidepressivo de primeira linha, devido à sua alta toxicidade em overdose e tolerabilidade geralmente mais pobres.[carece de fontes?]

Embora numa fase inicial do tratamento se verifique sedação, pode levar de uma a seis semanas até que seja atingido o efeito desejado. Além de antidepressivo, a amitriptilina atua também como bloqueador dos ataques de pânico (Transtorno do Pânico) e Transtorno de ansiedade generalizada.

Mecanismo de ação[editar | editar código-fonte]

Amitriptilina atua primariamente como um inibidor da recaptação da serotonina-norepinefrina, com ações fortes sobre o transportador de serotonina e efeitos moderados no transportador de norepinefrina. Tem influência negligenciável sobre o transportador de dopamina e, portanto, não afeta a recaptação de dopamina, sendo quase 1000 vezes mais fraca do que sobre ele em serotonina. É metabolizado em nortriptilina, potente e seletivo inibidor da recaptação de norepinefrina, que podem complementar os seus efeitos sobre a recaptação da norepinefrina.

A amitriptilina, adicionalmente, funciona como um 5-HT2A, 5-HT2C, 5-HT3, 5-HT 6, 5-HT 7, alfa-1-adrenérgicos, H1, H 2, H 4, e receptor de Mach antagonista, e σ um receptor agonista. Também tem sido mostrado p ser um relativamente fraco do receptor de NMDA modulador alostérico negativo no mesmo local de ligação como a fenciclidina.[necessário esclarecer] Amitriptilina inibe os canais de sódio, canais de cálcio L -tipo, e K v 1.1, K v 7.2, e K v 7.3 canais de potássio dependentes da voltagem, e, por conseguinte, atua como um de sódio, cálcio e potássio bloqueador do canal.[3][4][necessário esclarecer]

Recentemente,[quando?] amitriptilina foi demonstrada para atuar como um agonista do receptor TrkA e receptores TrkB. Ela promove a heterodimerização destas proteínas, na ausência de NGF e tem uma potente atividade neurotrófica, tanto in vivo e in vitro, em modelos de rato. Estes são os mesmos receptores de BDNF ativo, uma endógena neurotrofina com poderosos efeitos antidepressivos, e, como tal, esta propriedade pode contribuir significativamente para a sua eficácia terapêutica contra a depressão. Amitriptilina também actua como um inibidor funcional da esfingomielinase ácida.[5][6]

Reações adversas[editar | editar código-fonte]

  • Secura da boca, o que propicia o aparecimento de cáries: para contornar o problema a pessoa deve tomar pequenos e constantes goles de água e evitar comer açúcar.
  • Obstipação (prisão de ventre) que deve ser regulado com enriquecimento de fibras na dieta e não com laxantes
  • Tonturas, zumbidos ou dores de cabeça, sedação ou mesmo prostração.
  • Ganho de peso rápido e aumento do apetite.
  • Taquicardia e crises hipertensivas.
  • Diminuição da libido.
  • Facilita o surgimento de crises convulsivas em pessoas com epilepsia.
  • Problemas de visão.
  • Sensação de cansaço e/ou fraqueza muscular.
  • Dormência da língua.
  • Movimentos involuntários dos músculos.
  • Sudorese excessiva
  • Inquietação

Contraindicações[editar | editar código-fonte]

Pode estar desaconselhada no caso de doença cardíaca, histórico de ataque cardíaco ou convulsões. No caso de pacientes com diabetes, a amitriptilina pode reduzir os níveis de açúcar no sangue, bem como pode agravar outros problemas de saúde como o hipertiroidismo, o glaucoma ou os problemas em urinar. [7]

Nomes comerciais[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bula - Amitriptilina - Anvisa
  2. Cefaleias primárias
  3. Sills, M. A.; P. S. (1 de julho de 1989). «Tricyclic antidepressants and dextromethorphan bind with higher affinity to the phencyclidine receptor in the absence of magnesium and L-glutamate». Molecular Pharmacology. 36 (1): 160–165. ISSN 0026-895X. PMID 2568580 
  4. «Amitriptyline». DrugBank. 16 de setembro de 2013 
  5. Pancrazio, J. J.; G. L. (1 de janeiro de 1998). «Inhibition of neuronal Na+ channels by antidepressant drugs». The Journal of Pharmacology and Experimental Therapeutics. 284 (1): 208–214. ISSN 0022-3565. PMID 9435180 
  6. Jang, Sung-Wuk; Xia (26 de junho de 2009). «The Antidepressant Amitriptyline is a TrkA and TrkB Receptor Agonist that Promotes TrkA/TrkB Heterodimerization and Has Potent Neurotrophic Activity». Chemistry & biology. 16 (6): 644–656. ISSN 1074-5521. PMID 19549602. doi:10.1016/j.chembiol.2009.05.010 
  7. Amitriptyline