Buspirona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2017)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Estrutura química de Buspirona
Buspirona
Star of life caution.svg Aviso médico
Nome IUPAC (sistemática)
8-[4-(4-pyrimidin-2-ylpiperazin-1-yl)butyl]-
8-azaspiro[4.5]decane-7,9-dione
Identificadores
CAS 36505-84-7
ATC N05BE01
PubChem 2477
DrugBank APRD00222
Informação química
Fórmula molecular C21H31N5O2 
Massa molar 385,50314 g/mol
Farmacocinética
Biodisponibilidade Baixa e variável (aproximadamente 5%)
Metabolismo Maioritariamente Hepática
Meia-vida 2-3 horas
Excreção urina (29-63%) e fezes (18-38%) na forma dos seus metabólitos
Considerações terapêuticas
Administração Oral
DL50  ?

Buspirona (nomes de marca Ansial, Ansiced, Ansiten, Anxiron, Axoren, Bespar, BuSpar, Buspimen, Buspinol, Buspisal, Narol, Spitomin, Sorbon) é um agente ansiolítico não-benzodiazepínico, e um agonista de receptores de serotonina pertencente à classe de compostos azaspirodecanediona. Sua estrutura é irrelacionada à das benzodiazepinas mas tem uma eficácia comparada ao diazepam para o tratamento de transtorno de ansiedade generalizada.

Não demonstra potenciais riscos de dependência comparado a outras drogas comumente prescritas para ansiedade, especialmente benzodiazepinas. Não foi observado o desenvolvimento de tolerância ao medicamento e tolerância a buspirona causada por outras benzodiazepinas, barbitúricos e álcool não existe. Além disso, não é uma substância sedativa.

Pressupõe-se que a buspirona actua ao interferir com a função do neurotransmissor serotonina no cérebro, particularmente servindo como um agonista do receptor pré-sinaptico 5-HT1A. Também funciona como um conjunto agonista/antagonista pós-sinaptico da recepção da dopamina. Os efeitos mediados pelos receptors GABA são poucos. A buspirona também pode ter efeitos indirectos em outros neurotransmissores no cérebro.

A acção de uma única dose é muito maior do que a sua semi-vida de cerca de 2 a 3 horas. A biodisponibilidade da buspirona é muito pequena e é variável devido ao efeito de primeira passagem em que a concentração da droga é bastante reduzida antes de chegar à circulação sistémica. A droga é rapidamente expelida. Tomar a droga em conjunto com comida pode aumentar a biodisponibilidade. A droga tem a Ligação a proteínas plasmáticas de 95%. O metabólito 1-PP também é um agonista parcial de 5-HTA1 com propriedades ansiolíticas, mas mais fraco do que a droga principal.

Também é muito útil como acréscimo ao tratamento da depressão quando junto de um SSRI.

A maior desvantagem é que os efeitos ansiolíticos começam a notar-se apenas cerca de 1 a 3 semanas passarem. Muitas vezes os pacientes têm de ser tratados em conjunto com uma benzodiazepina para ansiólise imediata. Geralmente a buspirona não funciona tão bem quanto as benzodiazepinas. Logo, benzodiazepinas são utilizadas maioritariamente em tratamentos para ataques de pânico e fobias sociais. Também é particularmente difícil de tratar pacientes tratados anteriormente com benzodiazepinas sabendo os efeitos imediatos destes tranquilizantes.

Efeitos Secundários[editar | editar código-fonte]

  • tonturas
  • dores no estômago
  • vómitos
  • prisão de ventre
  • diarreia
  • dores de cabeça
  • fadiga e fraqueza

Contra-Indicações e Precauções[editar | editar código-fonte]

  • doença renal ou hepática
  • abuso de drogas e álcool
  • gravidez e amamentação
  • deve evitar-se a operação de máquinas pesadas com este medicamento

Bibliografia[editar | editar código-fonte]