Bromazepam

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bromazepam
Alerta sobre risco à saúde
Bromazepam.svg Bromazepam-from-xtal-3D-balls.png
Lexotan.jpg
Nome IUPAC 9-bromo-6-pyridin-2-yl- 2,5-diazabicyclo [5.4.0]undeca- 5,8,10,12-tetraen- 3-one
Identificadores
Número CAS 1812-30-2
PubChem 2441
DrugBank DB01558
ChemSpider 2347
Código ATC N05BA08
SMILES
DCB n° 01366
Propriedades
Fórmula química C14H10BrN3O
Massa molar 316.15 g mol-1
Farmacologia
Biodisponibilidade 84%
Via(s) de administração oral
Metabolismo hepático
Meia-vida biológica 12 a 20 h
Excreção renal
Classificação legal

B1 - Substância psicotrópica (Sujeita a Notificação de Receita B) (BR)



Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Bromazepam (nomes comerciais: Lexotan, Ultramidol, entre outros) é fármaco benzodiazepínico, com propriedades ansiolíticas, hipnóticas, relaxante neuro-músculo-esquelético e sedativo.[1]

Reações adversas[editar | editar código-fonte]

  • Alterações cardioventriculares
  • Alteração da audição
  • Flatulência excessiva
  • Alucinações visuais e táteis
  • Descoordenação erétil
  • Confusão
  • Diarreia
  • Náuseas e/ou vómitos
  • Sonolência

Drogadição[editar | editar código-fonte]

O seu uso prolongado pode vir a causar drogadição (dependência), bem como superveniente síndrome de abstinência na eventual descontinuação abrupta, a fim de evitar síndrome de abstinência. Em casos mais graves de dependência, uma descontinuação abrupta pode causar convulsões e morte.[2]

Contra indicações e precauções[editar | editar código-fonte]

Interações[editar | editar código-fonte]

Deve ser evitado o uso concomitante de álcool e outras drogas depressoras do Sistema Nervoso Central (SNC).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. www.infarmed.pt http://www.infarmed.pt/prontuario/framenavegaarvore.php?id=49  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. Brett, Jonathan; Murnion, Bridin (outubro de 2015). «Management of benzodiazepine misuse and dependence». Australian Prescriber (5): 152–155. ISSN 0312-8008. PMC 4657308Acessível livremente. PMID 26648651. doi:10.18773/austprescr.2015.055. Consultado em 7 de abril de 2021 


Ícone de esboço Este artigo sobre fármacos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.