Adam Warlock

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Adam Warlock
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Publicado por Marvel Comics
Primeira aparição (como Ele) Fantastic Four #66-67 (setembro e outubro de 1967)

(como Adam Warlock) Marvel Premiere #1 (Abril de 1972)

Criado por Stan Lee & Jack Kirby
Características do personagem
Alter ego Ele
Afiliações Guardiões do Universo
Guarda do Infinito
Habilidades Força sobre-humana, resistência, agilidade, vôo, Manipulação de energia
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Adam Warlock, conhecido nos anos de 1960 como Ele, é um personagem fictício dos quadrinhos da Marvel Comics. Sua estréia foi na revista Fantastic Four #66 (setembro de 1967) (na forma de um casulo) e #67 (outubro de 1967), (na forma humanóide). Criado por Stan Lee e Jack Kirby.

História das publicações[editar | editar código-fonte]

Depois de sua aparição enigmática nas aventuras do Quarteto Fantástico, o personagem reapareceu na revista Thor #165-166 (junho e julho de 1969), como um super-vilão que rapta Sif, a namorada do Deus do Trovão, tentando formar com ela o primeiro casal de uma nova espécie cósmica. Com argumento de Roy Thomas e as ilustrações de Gil Kane, Ele reapareceria três anos depois primeiro como um guru de um grupo de jovens, depois como um alegórico Messias renomeado de Warlock, em série iniciada na revista Marvel Premiere #1 (abril de 1972). Essas aventuras se passaram na Contra-Terra, o planeta criado pelo Alto Evolucionário para abrigar suas formas de vidas evoluídas conhecidas por Novos Homens. A revista depois foi renomeada para Warlock e com o logo de "The Power of Warlock" (o poder de Warlock) a série continuaria até o #8 (agosto de 1972 - outubro de 1973).

Após reaparecer como convidado especial na revista The Incredible Hulk #177-178 (julho-agosto de 1974), Adam Warlock recebeu uma nova série criada por Jim Starlin, aclamada pelos críticos e conhecida como "A Saga de Magus",.1 As aventuras começaram na revista Strange Tales #178-181 (fevereiro-agosto de 1975) e continuaram em Warlock, revistas relançadas com os números 9-15 (outubro de 1975 - novembro de 1976). Starlin a escreveu e ilustrou (às vezes ajudado por Steve Leialoha). A trama envolve Warlock num épico de guerra contra a corrupção, império religioso espacial, sua versão futurista demagógica e louca e o cósmico supervilão Thanos. Num intervalo da saga Warlock apareceu numa aventura com o Homem-Aranha na revista Marvel Team-Up #55 (março de 1977), numa história escrita por Bill Mantlo e desenhada por John Byrne, até que a saga tivesse um grandioso epílogo em duas partes com autoria de Jim Starlin e publicada nas revistas anuais dos Vingadores (The Avengers Annual #7) e Marvel Two-in-One Annual #2 (ambas de 1977). Nesse desfecho morrem Adam Warlock, Thanos, Gamora e Pip. Warlock teria ainda uma quase-ressurreição na revista Marvel Two-in-One #61-63 (março-maio de 1980), escrita por Mark Gruenwald e desenhada por Jerry Bingham, na qual estréia a personagem "Ela", mais tarde chamada de Kismet.

Starlin ressussitaria Thanos nas mini-séries The Thanos Quest #1-2 (setembro de 1990), nas quais escreveu com os desenhos de George Pérez e Ron Lim. Warlock, Gamora e Pip apareceriam na mini-série em seis edições Infinity Gauntlet (julho-dezembro de 1991). Os personagens voltariam em Silver Surfer, vol. 2, #60 e Doctor Strange vol. 3, #36 (ambos de dezembro de 1991).

Warlock começaria sua própria série em Warlock and the Infinity Watch, iniciada por Starlin e desenhada por Angel Medina. Durou 42 edições (fevereiro de 1992 - agosto de 1995), com Starlin escrevendo os primeiros 31 números. Foi substituído por Richard Ashford (uma revista) e John Arcudi até o término, com Pat Olliffe substituindo Medina nos desenhos. Mike Gustovich faria as duas revistas finais. Warlock foi um dos personagens principais em três mini-séries de Starlin : The Infinity War (junho-novembro de 1992), Silver Surfer / Warlock: Resurrection (março-junho de 1993) e The Infinity Crusade (junho-novembro de 1993).

Warlock também protagonizou as The Warlock Chronicles #1-8 (julho 1993 - fevereiro de 1994), com Starlin e diversos desenhistas. Apareceram depois quatro mini-séries chamadas de Warlock (vol. 3, novembro de 1998 - fevereiro de 1999), de Tom Lyle. Outra mini-série com o mesmo título mas sem ligação com Adam Warlock foi lançada em (1999-2000), estrelada pelo alienígena mutante Warlock de Novos Mutantes. Finalmente, outra mini-serie chamada Warlock (vol. 5, novembro de 2004 - fevereiro de 2005), foi escrita por Greg Pak e desenhada por Charles Adlard.

Warlock apareceu em quatro crossovers entre a Marvel Comics e a Malibu Comics (que criara o "Ultraverso"): Rune / Silver Surfer (abril de 1995, embora na capa apareça junho de 1995); Rune vol. 2, #6-7 (1995); e Ultraverse Unlimited #1 (junho de 1996).2

As histórias das revistas regulares e das mini-séries citadas foram publicadas no Brasil pela Editora Abril, durante as décadas de 1980-1990, e atualmente pela Panini, embora algumas permanecem inéditas. Em Portugal, foram publicadas diversas histórias (da fase The Magus Saga) na revista Mundo de Aventuras.

Biografia Ficcional[editar | editar código-fonte]

"Ele" era uma criatura artificial nascida em um casulo como parte de uma experiência de cientistas renegados que formaram a organização conhecida como Enclave e o complexo científico chamado de Colméia. O objetivo dos cientistas era criar o "ser humano perfeito", sob o controle deles. O Quarteto Fantástico investigou o Enclave mas "Ele" fugiu, destruindo o complexo. "Ele" então foi para o Espaço.3 "Ele", envolvido novamente por um casulo para se proteger, foi atingido por um asteróide e salvo pelo alienígena Vigia, que o enviou de volta à Terra. O casulo ficou sob a observação dos militares que resolveram chamar deuses asgardianos para ajudá-los a descobrir do que se tratava. "Ele" revive e ao ver a deusa Sif decide tomá-la como sua companheira. Isso deixa Thor furioso, obrigando "Ele" a mais uma vez se proteger em um casulo e escapar..4

A Jóia da Alma é pequena e possui uma luminosidade e coloração verdes

Warlock então é transportado para a Contra-Terra, uma cópia da Terra original criada pelo Alto Evolucionário. O semideus quer que Warlock detenha o Homem-Fera, um lobo geneticamente modificado e que dissemina o mal pelo novo planeta, para dissabor do seu criador. Foi o Alto-Evolucionário que dá a "Ele" o seu novo nome - Adam, numa referência ao bíblico Adão - pois quer que ele seja o primeiro da sua espécie; e Warlock (Bruxo), para que os homens temessem seu poder. Adam recebe e a coloca na testa a misteriosa Jóia da Alma cujo poder mudará sua vida. Warlock luta várias vezes contra o Homem-Fera, que consegue crucificá-lo e, aparentemente, matá-lo. Warlock, entretanto, consegue recriar o casulo para se recuperar e com a ajuda de Hulk enfim derrota o super-vilão.5 Warlock então volta para o Espaço, para continuar a cumprir o seu papel de "Messias" cósmico em diferentes planetas.

Magus e Thanos[editar | editar código-fonte]

Warlock está em um planeta desértico quando encontra um alienígena perseguido, que lhe fala da ameaça de um enlouquecido deus intergalático intitulado Magus. Esse novo personagem criou a Igreja Universal da Verdade e a usou para se tornar um tirano e dominar grande parte do Universo. Ao conquistar os muitos mundos ele oferecia apenas uma escolha aos nativos humanóides que encontrava: se converterem ou morrerem. Warlock decide combater a Igreja e encontra a ajuda de dois estranhos: Pip, o Troll, e a assassina Gamora, a mulher mais perigosa do Universo. Warlock então descobre que Magus é uma versão futurística de si mesmo, que assim ressurgiu depois de ficar cinco mil anos envolto em um novo casulo. Magus toma conhecimento de Warlock e lhe força a se submeter a diversos acontecimentos que assegurarão a transformação. O plano vai funcionando até que surge o titã Thanos, cuja intervenção não fora prevista por Magus e ameaça a sua transformação. Magus acaba sendo erradicado da existência e Thanos fica livre para prosseguir com seus planos malignos. Warlock então conhece e se defronta com o Ladrão de Estrelas, um humano em coma que conseguiu liberar sua consciência e a convertera numa força destruidora do Universo.6

Thanos reaparece e seu objetivo agora é roubar o poder da Jóia das Almas de Warlock. Thanos combina esse poder com outras Jóias (chamadas de Jóias do Infinito) e consegue o poder para destruir as estrelas a fim de causar um genocídio estelar. Gamora descobre os planos de Thanos e tenta matá-lo mas é ferida mortalmente. Pip também acaba assassinado pelo vilão para que não revele suas ações.

Gamora sobrevive o tempo suficiente para avisar Warlock, que viaja para a Terra e busca ajuda dos Vingadores, Capitão Marvel e a monge Serpente da Lua. Após se defrontarem com o exército de mercenários de Thanos, os Vingadores e Serpente da Lua vão até o Santuário I, o veículo de Thanos. Warlock e Capitão Marvel lutam com Thanos e são seguidos por Thor e Homem de Ferro. Capitão Marvel começa a destruir o canhão de Thanos energizado por uma gema gigante mas este assassina Warlock. Thor e Homem de Ferro completam o ataque, o que deixa Thanos enraivecido. Ele consegue derrotar os outros heróis. As entidades cósmicas Lorde Caos e Mestre Ordem intervêm e Serpente da Lua consegue enviar uma mensagem aos subconscientes do Homem-Aranha e do Coisa durante a batalha para que viessem ajudá-los. Ambos vão ao Espaço e o Homem-Aranha liberta os heróis cativos, conseguindo fazer contato com a Jóia das Almas, trazendo de volta o espírito de Warlock que consegue regredir a forma de Thanos à rocha, terminando com a ameaça.7

O Coisa mais tarde conhece "Ela", uma mulher artificial criada pelo Enclave, como uma equivalente feminina de "Ele" (Warlock). Em busca do seu companheiro, "Ela", o Coisa, Starhawk, Serpente da Lua e o Alto Evolucionário encontram o túmulo de Warlock. No entanto, apesar de descobrirem o corpo do herói intacto, percebem que seu espírito se fôra.8

Infinito[editar | editar código-fonte]

Anos depois o Surfista Prateado testemunha a ressurreição de Thanos pela Senhora Morte, que deseja que ele volte a ser seu campeão. Thanos então volta a coletar as Jóias do Infinito, que ele rouba dos Anciões do Universo. Thanos coloca as jóias em uma manopla e cria a Guarda do Infinito, controlando as energias do Cubo Cósmico.9

A volta de Thanos força Warlock — juntamente com Pip e Gamora — a retornarem ao mundo físico. Em honra à morte, Thanos elimina metade da população do Universo e então parte para derrotar as entidades cósmicas similares à Senhora Morte: (Galactus, Celestiais e Eternidade). Um grupo de super-heróis terrestres - orientados por Warlock - quase derrota Thanos. Surge então Nébula, uma pirata de pele azul que se declara neta de Thanos.10 No fim Warlock divide as jóias entre os seus companheiros, formando a sua Guarda do Infinito. O grupo é formado por Warlock, Pip, Gamora, Drax o Destruidor, Serpente da Lua e o regenerado Thanos.11

Eles enfrentariam uma nova encarnação de Magus, que seria derrotada pela Guarda com a ajuda de outros heróis da Terra.12

Warlock reapareceria num asilo cósmico envolvido em um casulo para se autorregenerar e é procurado pelos seu amigos para enfrentar uma crise causada pelos clones de Thanos.13 Warlock também se relaciona amorosamente com Gamora.14 e se encontra brevemente com a Mulher-Hulk.15

Uma nova versão feminina de Warlock foi criada pelo Enclave (embora não se saiba se esse fato fará parte da cronologia oficial).16

Annihilation Conquest (Aniquilação)[editar | editar código-fonte]

Warlock é procurado pelas heroínas Phyla-Vell (Quasar) e Serpente da Lua a pedido da Suprema Inteligência Kree em função de uma profecia do "Salvador dos Krees", para combater a ameaça da Falange. Warlock não havia se regenerado o suficiente e estava desorientado, usando uma roupa que parecia com a de Magus. Mais tarde Warlock é dominado pelo robo Ultron e ataca a heroína Mântis deixando-a em coma. Ultron é expelido do corpo de Adam pelo alienígena mutante Warlock dos Novos Mutantes, da Tecno-Anarquia. Warlock destrói Ultron numa última batalha e depois quer se juntar ao herói Star Lord e formar uma nova equipe contra ameaças intergaláticas ..17 Surge então uma versão moderna dos Guardiões da Galáxia.18

Poderes e Habilidades[editar | editar código-fonte]

Como "Ele", Warlock possuía força, resistência e agilidade sobrehumana, contando ainda com a capacidade de manipular energia. Ele consegue criar um casulo para envolver o corpo e se preservar e autorregenerar. Sua energia pode ser usada para projeções de imagens, voo e viagens interestelares. Como Warlock ele recebeu a Jóia da Alma, que lhe dá muito dos seus poderes cósmicos. Com a jóia, Warlock absorve as almas de seus oponentes, amigos e dele mesmo, agindo assim como forma também de autopreservação. Quando viaja no Espaço, Warlock se transforma em luz e possui a capacidade de detectar "buracos de verme" e outras irregularidades do Espaço.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Marvel Premiere #1-2 (abril - maio 1972)
  • Warlock #1-8 (agosto 1972 - outubro 1973; título da capa: The Power of... Warlock)
  • Strange Tales 178-181 (março-junho 1975)
  • Warlock #9 (Outubro 1975 - novembro 1976)
  • Fantasy Masterpieces #8-14 (julho de 1980 - janeiro de 1981; apenas reprises)
  • Special Edition on Warlock #1-6 (dezembro de 1982 - maio de 1983; apenas reprises)
  • Warlock vol. 2, #1-6 maio-outubro de 1992; apenas reprises)
  • Warlock and the Infinity Watch #1-42 (fevereiro de 1992 - agosto de 1995)
  • Silver Surfer / Warlock: Resurrection #1-4 (março - junho de 1993)
  • Warlock Chronicles #1-8 (julho de 1993 - fevereiro de 1994)
  • Warlock vol. 3, #1-4 (novembro de 1998 - fevereiro de 1999)
  • Warlock vol. 5, #1-4 (novembro de 2004 - fevereiro de 2005)

Nota: Warlock vol. 4 é estrelado por um personagem não relacionado, um alienígena mutante dos Novos Mutantes

Coletâneas[editar | editar código-fonte]

As histórias foram parte da Marvel Masterworks:

  • Warlock Volume 1 (das revistas Marvel Premiere #1-2,Warlock #1-8 e The Incredible Hulk #176-178, 273 páginas, janeiro de 2007, ISBN 0-7851-2411-X)

Adaptações[editar | editar código-fonte]

Vídeo games[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Adam Warlock aparece na primeira temporada do desenho para TV do Surfista Prateado.

Referências

  1. Silver Bullet Comics (16 de setembro de 2004): "Comic Effect" (coluna de Jim Kingman): "The Magus Saga"
  2. Jeff Christiansen's The Appendix to the Handbook of the Marvel Universe: Rune
  3. Fantastic Four #66-67 (setembro-outubro de 1967)
  4. Thor #165 - 166
  5. Hulk #176-178 (junho-agosto de 1974)
  6. Warlock #9-15 (outubro de 1975 - novembro de 1976)
  7. Avengers Annual #7 (novembro de 1977) e Marvel Two-In-One Annual #2 (1977)
  8. Marvel Two-in-One #61-63 (março-maio de 1980)
  9. The Thanos Quest #1-2 (both sept. 1990)
  10. The Infinity Gauntlet #1-6 (julho-dezembro de 1990)
  11. Warlock and the Infinity Watch #2 (march 1992)
  12. The Infinity War #1-6 (junho-novembro de 1992) and The Infinity Crusade #1-6 (Junho-Dezembro de 1993)
  13. Infinity Abyss #1-6 (agosto-outubro de 2002)
  14. Thanos #1-6 (dezembro de 2003 - abril de 2004)
  15. She-Hulk 2004 #7-8 (novembro-dezembro de 2004)
  16. Warlock vol. 5, #1-4 (novembro de 2004 - fevereiro de 2005).
  17. Annihilation Conquest #1-6 (novembro de 2007 - abril de 2008)
  18. Rogers, Vaneta. Greeting the Guardians: Adam Warlock, Newsarama, may 9, 2008

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]