Amenti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Amenti era o nome que os egípcios davam ao templo onde as almas dos mortos eram reunidas depois da morte, para serem julgadas por Osíris.

Segundo os egípcios, a alma era julgada num tribunal. após a morte, Anúbis pesa então o coração do morto (prato esquerdo da balança) de encontro à pena de Maat, a Deusa da verdade e da justiça (prato direito da balança). Se coração do defunto pesar mais que a pena, então o morto tem um coração cheio de ações más. Nesse evento, a alma da pessoa era destruída por Ammit, devorada e engolida, condenando assim o morto a arcar com suas ações para as próximas vidas. Mas se o coração estiver limpo a balança lhe será favorável, e então o defunto teve uma vida com mais ações construtivas do que destrutivas e pode ser apresentado a frente de Osíris para seguir ciclo de evolução com mais conhecimento.

Ver também Aahla.

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia egípcia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.