Brenda Chapman

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Brenda Chapman
Nascimento 1 de novembro de 1962 (57 anos)
Beason, Illinois
Residência Tamalpais Valley, California
Nacionalidade americana
Cônjuge Kevin Lima
Filho(s) Emma Rose Lima
Ocupação Animadora, Diretora, artista de storyboard
Principais trabalhos O Príncipe do Egito, O Rei Leão, Brave (filme)
Prémios Oscar de melhor filme de animação
Página oficial
brenda-chapman.com

Brenda Chapman (nascida em 1 de novembro de 1962)[1][2][3] é uma escritora, artista de história (storyboard) e diretora americana. Em 1998, ela se tornou a primeira mulher a dirigir um longa animado de um grande estúdio, O Príncipe do Egito da DreamWorks Animation. Ela co-dirigiu Brave da Disney.Pixar, tornando-se a primeira mulher a ganhar o Oscar de Melhor longa Animado.[4][5]

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Chapman nasceu em Beason, Illinois[6], a mais jovem de cinco filhos.[7] Estudou animação na California Institute of the Arts (CalArts). Durante suas férias de verão, ela começou sua carreira profissional no sindicado de televisão de animação. Depois de se graduar com um BFA em animação de personagens, ela foi uma estagiária de história em A Pequena Sereia da Disney. Ela foi um dos vários artistas de histórias chaves em Beauty and the Beast, onde ela trabalhou de perto com o futuro diretor da Disney, Roger Allers, para definir muitas das sequências importantes do filme. Ela mais tarde serviu como chefe de história, a primeira mulher a fazê-lo em um longa-metragem de animação, para O Rei Leão.

Chapman também trabalhou na história e o desenvolvimento de outros filmes de animação da Disney, como The Rescuers Down Under, The Hunchback of Notre Dame, e Fantasia 2000.  Ela se juntou a DreamWorks Animation em seu início no outono de 1994.

Chapman foi um de uma equipe de três diretores que trabalharam e O Príncipe do Egito, juntamente com Steve Hickner e Simon Wells. Ela se tornou a primeira mulher a dirigir em um longa metragem animado de um grande estúdio;[5] outras três tinha dirigiram filmes independentes antes dela (Lotte Reiniger de The Adventures of Prince Achmed, Joy Batchelor de Animal Farm, e Arna Selznick de The Care Bears Movie).[5][8]

Ela também trabalhou em Chicken Run, e vários projetos em desenvolvimento, enquanto estava na DreamWorks.

Chapman mudou-se para a Pixar, em 2003, onde ela teve um breve trabalho em Carros antes do início do desenvolvimento e direção de Valente. Chapman concebeu o projeto e foi anunciada como o diretor do filme, tornando-lhe a primeira mulher diretora da Pixar.[9] Em outubro de 2010, no entanto, ela foi substituída por Mark Andrews, após divergências.[10] Há rumores de que ela, posteriormente quis sair da Pixar, mas ela permaneceu na equipe até pouco depois do lançamento de Valente,[11] e começou a trabalhar como consultora para a Lucasfilm no fim de julho de 2012,[12]  onde ajudou a salvar os problemas da história de Estranha Magia.[13] Quando perguntada se pretende voltar para a Pixar, Chapman respondeu: "A porta está fechada. Eu fiz a decisão certa para sair e firmemente fechei a porta. Eu não tenho vontade de voltar para lá. A atmosfera e a liderança não se encaixam bem comigo."[13] Ela declarou que uma sequela para Valente é inevitável.[14]

Em 2013, ela voltou a DreamWorks Animation,[1][15] onde ela estava desenvolvendo uma adaptação de um livro infantil que teve uma forte personagem feminina, e foi descrita como "engraçado com a magia e coração."[13] Em 2015, ela está desenvolvendo projetos para Chapman Lima Produções, com seu marido Kevin Lima.[16]

Outros créditos incluem Who Framed Roger Rabbit, Shrek, WALL-E, Ratatouille, Up e Toy Story 3.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Chapman é casada com o diretor Kevin Lima (A Goofy Movie, Tarzan, Enchanted), que ela conheceu na California Institute of the Arts.[1] Eles têm uma filha, Emma Rose Lima, que foi a inspiração para a princesa Mérida, de Brave.[1][15][17] Em abril de 2014, Chapman, quem nunca viveu na Escócia, mas afirma ter origem escocesa,[18] pediu aos escoceses para não apoiarem a Independência no referendo em setembro de 2014.[14]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Year Title Notes
1988 Who Framed Roger Rabbit Animação adicional
1989 The Little Mermaid Artista de história
1990 The Rescuers Down Under Artista de história
1991 Beauty and the Beast História
1994 The Lion King Chefe de história
1996 The Hunchback of Notre Dame história
1998 The Prince of Egypt diretora com Steve Hickner e Simon Wells
1999 Fantasia 2000 história
2000 The Road to El Dorado adicional artista de história
Chicken Run adicional artista de história
2012 Brave diretora

roteiro/história com Mark Andrews

2015 Strange Magic consultora, voz de Imp[19][20]

Referências

  1. a b c d Liberatore, Paul (27 de fevereiro de 2013). «Marin's Brenda Chapman shares Oscar glory for 'Brave' with her teenage daugthter». Marin Independent Journal. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  2. Chapman, Brenda (1 de novembro de 2013). «This is amazing!RT @amightygirl: Remembering: Soviet "Night Witch" pilots flew cropduster planes vs. Nazi invaders». Twitter. Consultado em 24 de novembro de 2013 
  3. Chapman, Brenda (1 de novembro de 2012). «Thanks for the kind birthday wishes!». Twitter. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  4. Sperling, Nicole (25 de maio de 2011). «When the glass ceiling crashed on Brenda Chapman». Los Angeles Times. Consultado em 11 de agosto de 2013 
  5. a b c Mallory, Michael (19 de março de 2000). «Move Over, Old Men; Disney's fabled favorite artists weren't alone in the male-ruled animation world. Now women are in key jobs, and they aim to stay.». Los Angeles Times. p. CALENDAR 8. Consultado em 14 de maio de 2010. (pede registo (ajuda)) 
  6. Laura (20 de outubro de 2011). «Brenda Chapman». Animation Insider. Consultado em 24 de novembro de 2013 
  7. Poluan, Illona (30 de novembro de 2012). «Interview with Brenda Chapman: storyteller, animator and director». 99 Designs. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  8. Beck, Jerry (2005). The Animated Movie Guide. [S.l.]: Chicago Reader Press. p. 48. ISBN 1-55652-591-5 
  9. Powers, Lindsay (14 de outubro de 2010). «Pixar announces first female director». The Hollywood Reporter. Consultado em 29 de março de 2011 
  10. Sperling, Nicole (25 de maio de 2011). «When the glass ceiling crashed on Brenda Chapman». Los Angeles Times. Consultado em 19 de agosto de 2011 
  11. Griffin, Andy. «Interview Part II: Brave». Pixar Portal. Consultado em 21 de dezembro de 2011 
  12. Griffin, Andy. «Brenda Chapman Leaves Pixar for Lucasfilm». Pixar Portal. Consultado em 6 de agosto de 2012 
  13. a b c Schavemaker, Peter (11 de junho de 2013). «An Interview From Abroad with Brenda Chapman». Animation Magazine. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  14. a b Miller, Phil (17 de abril de 2014). «Brave creator urges Scots to back Yes». Herald Scotland. Consultado em 17 de abril de 2014 
  15. a b McIver, Brian (9 de dezembro de 2012). «Director behind Brave reveals her agony at getting kicked off film». Daily Record. Consultado em 10 de dezembro de 2012 
  16. «Story and Technology». Siggraph. 19 de junho de 2015. Consultado em 21 de julho de 2015 
  17. Moody, Annemarie (9 de abril de 2008). «Disney Taps Deep Into DNA In Unveiling Animation Slate». Animation World Network. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  18. http://www.pixarportal.com/blog.php?id=brenda-chapman-interview-part-two-brave
  19. «Surprise! George Lucas Wrote A Disney Animated Movie Called 'Strange Magic' & It Comes Out January 2015». Indiewire. 11 de novembro de 2014. Consultado em 25 de janeiro de 2015 
  20. Harris, Jeffrey (23 de janeiro de 2015). «Strange Magic Review». 411MANIA. Consultado em 25 de janeiro de 2014 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]