Call It What You Want (canção de Taylor Swift)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Call It What You Want"
Single promocional de Taylor Swift
do álbum Reputation
Lançamento 3 de novembro de 2017 (2017-11-03)
Formato(s)
Gênero(s) Dream pop, synth-pop
Duração 3:24
Gravadora(s) Big Machine
Composição
Produção
  • Taylor Swift
  • Jack Antonoff
Faixas de Reputation
"This Is Why We Can't Have Nice Things""
(13)
"New Year's Day"
(15)

"Call It What You Want" é uma canção gravada pela cantora e compositora norte-americana Taylor Swift para o seu sexto álbum de estúdio Reputation (2017). A faixa foi lançada em 3 de novembro de 2017, como single promocional do álbum.[1] Swift co-escreveu e co-produziu a canção com Jack Antonoff.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

Depois que Swift realizou várias festas de audição durante outubro de 2017, onde ela tocou seu sexto álbum de estúdio Reputation para 500 fãs de todo o mundo,[2][3] e depois de lançar "Gorgeous" como o primeiro single promocional do Álbum, em 2 de novembro de 2017, Swift anunciou lançaria "Call It What You Want" como o segundo single promocional da Reputation ao postar teasers em suas contas oficiais no Twitter e no Instagram. A faixa foi lançada à meia-noite de 3 de novembro de 2017.

Composição[editar | editar código-fonte]

Jack Antonoff, co-produtor e co-compositor da canção, revelou em seu twitter que "Call It What You Want" foi "feito com um MPC, kickback ao vivo, cordas dx7 e amostras da voz de Taylor como introdução, e durante toda a canção. Adoro transformar a voz dela em um instrumento." Ele também comentou estar "honrado de 'Call It What You Want' ter sido lançada no mundo. Essa canção significa muito para mim", e recomendou os fãs a "ouvirem-na com fones de ouvido, à noite, numa caminhada".[4]

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

Frank Guan do site Vulture afirmou que a canção "oferece delicadeza e leveza, sua produção exagerada e arejada evoca, ou tenta evocar, a sensação de um romance radiante e protetor, frente a um devastador fiasco social; os ouvintes imediatamente verão esse fiasco como sendo aquele que a cantora sofreu no ano passado nas mãos de Kim Kardashian e Kanye West".[5] Em uma crítica positiva, o site The Record Changer afirmou que, até agora, a canção é "certamente a adição mais digna" de Reputation, e chamou-a de "o símbolo do lugar de Taylor na música pop".[6]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela musical (2017) Melhor
posição
 Austrália (ARIA Charts)[7] 16
 Irlanda (IRMA)[8] 44
 Nova Zelândia (Recorded Music NZ)[9] 34
 Reino Unido (Official Charts Company)[10] 29

Certificações[editar | editar código-fonte]

País (Empresa) Certificação
 Estados Unidos (RIAA) Ouro[11]

Referências

  1. Ashley Iasimone, Lars Brandle (3 de novembro de 2017). «Taylor Swift Debuts 'Call It What You Want': Watch Lyric Video». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  2. Amy Mackleden (14 de outubro de 2017). «Taylor Swift Just Hosted Her First 'Reputation' Listening Party in London». Elle (em inglês). Hachette Filipacchi Médias. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  3. Jennifer Drysdale (13 de outubro de 2017). «Taylor Swift Holds First Secret 'Reputation' Listening Party for Fans in the UK and Swifties Are Freaking Out». Entertainment Weekly (em inglês). Time Inc. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  4. Ashley Iasimone (5 de novembro de 2017). «Jack Antonoff Shares Some Insight Into the Making of Taylor Swift's 'Call It What You Want'». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  5. Frank Guan (3 de novembro de 2017). «The Anesthetic Lift of Taylor Swift's 'Call It What You Want'». Vulture (em inglês). New York Media, LLC. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  6. «"Call It What You Want" Represents Taylor Swift's Place in Pop Music». The Record Changer (em inglês). 6 de novembro de 2017. Consultado em 12 de novembro de 2017 
  7. «ARIA Australian Top 50 Singles» (em inglês). Australian Recording Industry Association. 11 de novembro de 2017. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  8. «IRMA – Irish Charts» (em inglês). Irish Recorded Music Association. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  9. «NZ Top 40 Singles Chart» (em inglês). Recorded Music NZ. 30 de outubro de 2017. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  10. «Official Singles Chart Top 100» (em inglês). Official Charts Company. Consultado em 11 de novembro de 2017 
  11. «Gold & Platinum: Taylor Swift - Call It What You Want» (em inglês). Recording Industry Association of America. 13 de março de 2018. Consultado em 3 de abril de 2018