All Too Well

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
"All Too Well"
Canção de Taylor Swift
do álbum Red
Formato(s)
Gravação 2011
Gênero(s)
Duração 5:29
Gravadora(s) Big Machine
Composição
Produção
Faixas de Red
"I Knew You Were Trouble"
(4)
"22"
(6)

"All Too Well" é uma canção gravada pela cantora e compositora americana Taylor Swift, contida em seu quarto álbum de estúdio Red (2012). A faixa foi escrita por Taylor Swift e Liz Rose, enquanto sua produção foi feita pela cantora e por Nathan Chapman. A canção foi aclamada pelos críticos musicais, e Swift a cantou no Grammy Awards de 2014.

Antecedentes e lançamento[editar | editar código-fonte]

"All Too Well", produzida por Swift e por Nathan Chapman, foi a primeira canção que Swift escreveu para o seu álbum Red.[2] Contando com a colaboração de vários artistas no álbum, Swift escreveu a canção em conjunto com Liz Rose, com quem a cantora compôs muitas das canções presentes em seus álbuns anteriores. Rose disse que Swift inesperadamente pediu que ela a ajudasse a escrever a canção como um projeto único, depois de não ter colaborado com Swift por alguns anos.[3]

Swift afirmou que a canção foi "a mais difícil de escrever do álbum", dizendo: "Me levou muito tempo para filtrar tudo o que eu queria colocar na canção sem que fosse uma canção de 10 minutos, que é algo que você não pode colocar num álbum. Eu queria uma história que pudesse funcionar na forma de um canção e liguei para minha co-escritora Liz Rose e disse: 'Venha, temos que filtrar isso', e demorou muito para conseguir.[4] Rose também disse que a canção originalmente tinha "10, 12 ou 15 minutos de duração", antes de ser cortada e sobrar apenas "as partes importantes".[3] Mesmo após o corte, a canção é a faixa mais longa do álbum, registrando cinco minutos e vinte e oito segundos (5:28).

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

A canção foi amplamente aclamada pelos críticos de música, e muitos a descreveram como a melhor faixa do álbum. A revista Slant Magazine particularmente elogiou a canção dizendo "'All Too Well' é indiscutivelmente a melhor canção de todo o catálogo de Swift: o arranjo lentamente crescendo do coffeehouse folk ao arena rock, enquanto Swift acrescenta novos detalhes de um relacionamento destruído, até que ela lança uma dos melhores versos de sua carreira ("Você me liga novamente apenas para me quebrar como uma promessa / Tão casualmente cruel em nome de ser honesto"), e a canção explode em uma sangria total."[1]

A revista Billboard deu à canção uma crítica positiva dizendo: "Bem assim, Swift retorna ao seu núcleo demográfico: "All Too Well" é um canção country suntuosa, com Swift "dançando pela cozinha sob a luz da geladeira" à lembrança de um romance que, aparentemente, foi enterrado no tempo. A faixa poderia ter sido, confortavelmente, encaixada em Speak Now, e até toca em alguns dos mesmos temas presentes em "Mine", mas em Red ela serve como um lembrete de que essas canções sempre estarão presentes no leme de Swift."[5]

O portal About.com deu à canção 4 de 5 estrelas, dizendo que a canção possui "uma elegante guitarra".[6] O site PopCrush elogiou a canção, dizendo que "Swift desliza facilmente de volta às baladas mais melancólicas e confessionais. Sua sonoridade é simples, ainda assim sua letra é abundante e densa de detalhes."[7] Da mesma forma, o site Idolator afirmou que "E, no entanto, é a tensa 'All Too Well' que atinge com mais força: Swift expôe a imagem devastadora, "Estamos dançando pela cozinha sob a luz da geladeira", antes de chegar a uma ruptura quase histérica com o choro desanimado: "Eu sou um pedaço de papel amassado, deitado aqui." É dramático, mas com Swift, sempre é. E isso é bom."[8]

Em 2017, Rob Sheffield, da revista Rolling Stone, deu à canção o primeiro lugar em sua lista "Ranking de todas as 115 canções de Taylor Swift", escrevendo "nenhuma outra canção faz um trabalho tão estelar de mostrar sua habilidade de transformar um pequeno detalhe trivial em um sofrimento lendário."[9]

Apresentações ao vivo[editar | editar código-fonte]

Em 26 de janeiro de 2014, Swift cantou "All Too Well" no Grammy Awards de 2014, em Los Angeles.[10] Vestindo um dramático vestido de contas, com detalhes em lantejoulas e uma longa cauda que se estendia atrás dela,[11] Swift cantou enquanto tocava piano em um palco com iluminação baixa, antes de uma banda ao vivo se juntar à ela, no meio da apresentação.[12][13] O bate-cabeça de Swift, no clímax da canção, gerou intensa cobertura por parte da mídia.[11][14][15] Sean Thomas, do site The Slanted, chamou a apresentação de "performance da noite",[16] e Amy Sciarretto, do site PopCrush, exaltou a apresentação chamando-a de "inesquecível".[17]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Após o lançamento de Red, todas as músicas do álbum figuraram nas paradas musicais de diversos países, devido à quantidade de downloads de suas músicas e de suas vendas digitais. Com isso, a canção estreou no número 80 no Billboard Hot 100, alcançou o número 59 Canadian Hot 100 e o número 17 no Hot Country Songs

Posições[editar | editar código-fonte]

Tabela musical(2012–13) Melhor
posição
 Canadá (Canadian Hot 100)[18] 59
 Estados Unidos (Billboard Hot 100)[19] 80
 Estados Unidos (Billboard Country Songs)[20] 17
 Estados Unidos (Billboard Country Airplay)[21] 58

Referências

  1. a b Jonathan Keefe (22 de outubro de 2012). «Taylor Swift - Red». Slant Magazine (em inglês). Slant Magazine LLC. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  2. Taylor Swift (13 de abr de 2013). Taylor Swift - RED (Stories behind the Songs) (em inglês). Youtube. Em cena em 12:01. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  3. a b Chris Willman (15 de agosto de 2014). «Swift Collaboration: Liz Rose Reveals Secrets Behind Taylor's Early Hits». Yahoo! Music (em inglês). Yahoo!. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  4. «Taylor Swift Reveals 'All Too Well' Hard To Write — About Jake Gyllenhaal?». Hollywood Life (em inglês). Penske Media Corporation. 22 de outubro de 2012. Consultado em 10 de dezembro de 2017 
  5. «Taylor Swift, 'Red': Track-By-Track Review». Billboard (em inglês). Prometheus Global Media. 19 de outubro de 2012. Consultado em 11 de dezembro de 2017 
  6. Robert Silva (17 de março de 2017). «Taylor Swift's 'Red' - Track by Track Review: 05 - 'All Too Well' - Song Review». About.com (em inglês). Consultado em 11 de dezembro de 2017 
  7. Amy Sciarretto (18 de outubro de 2012). «Taylor Swift, 'Red' – Album Review». PopCrush (em inglês). Townsquare Media. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  8. Sam Lansky (22 de outubro de 2012). «Taylor Swift's 'Red': Album Review». Idolator (em inglês). Hive Media. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  9. Rob Sheffield (21 de setembro de 2017). «All 115 of Taylor Swift's Songs, Ranked». Rolling Stone (em inglês). Wenner Media LLC. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  10. Christopher Rosen (27 de janeiro de 2014). «Taylor Swift Grammys Performance Of 'All To Well' Is Worth All Feelings». The Huffington Post (em inglês). AOL. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  11. a b Kase Wickman (26 de janeiro de 2014). «How Taylor Swift's Grammy Performance Helped Fans Forgive Her Exes». MTV News (em inglês). MTV. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  12. Rachel Marecsa (27 de janeiro de 2014). «Grammys 2014: Taylor Swift reacts too early before losing Album of the Year award to Daft Punk». New York Daily News (em inglês). Tronc. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  13. Justin Harp (27 de janeiro de 2014). «Grammy Awards 2014: Taylor Swift dazzles with 'All Too Well' - video». Digital Spy (em inglês). Hearst Magazines UK. Consultado em 12 de dezembro de 2017 
  14. Daisy Wyatt (27 de janeiro de 2014). «Grammys 2014: Beyonce and Jay Z open bizarre awards featuring Taylor Swift head-banging». The Independent (em inglês). Independent Print Limited. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  15. Rebecca Tucker (27 de janeiro de 2014). «'F–k you, Grammys': From Trent Reznor's tweet to Taylor Swift's hair, presenting the best and worst moments from the 2014 Grammy Awards». National Post (em inglês). Postmedia Network. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  16. Sean Thomas (27 de janeiro de 2014). «Performance of the night goes to Taylor Swift at the Grammys». The Slanted (em inglês). Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  17. Amy Sciarretto (26 de janeiro de 2014). «Taylor Swift Wows Us From Behind the Piano While Performing 'All Too Well' at the 2014 Grammys [VIDEO]». Pop Crush (em inglês). Townsquare Media. Consultado em 13 de dezembro de 2017 
  18. «Taylor Swift Album & Song Chart History» (em inglês). Canadian Hot 100 para Taylor Swift.
  19. «Taylor Swift Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Hot 100 para Taylor Swift.
  20. «Taylor Swift Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Country Songs para Taylor Swift.
  21. «Taylor Swift Album & Song Chart History» (em inglês). Billboard Country Airplay para Taylor Swift.

Ligações externas.[editar | editar código-fonte]