Copa Europeia/Sul-Americana de 1995

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Copa Europeia/Sul-Americana de 1995
0 a 0 tempo normal e 0 a 0 também na prorrogação,
o Ajax venceu nas cobranças de penalidades por 4 a 3.
Data 28 de novembro de 1995
Local Estádio Nacional, Tóquio
Melhor em campo Blind (Ajax)
Árbitro Inglaterra David Elleary
Público 47 129

A Copa Europeia/Sul-Americana de 1995 foi disputada pelo Ajax da Holanda, campeão da Liga dos Campeões da UEFA de 1994–95 e o Grêmio, campeão da Copa Libertadores da América de 1995. O jogo ocorreu em 28 de novembro de 1995.[1]

A final foi realizada no Estádio Olímpico de Tóquio. Após o empate no tempo normal de 0 a 0 e 0 a 0 também na prorrogação, a decisão foi para as cobranças de penalidades com a vitória do Ajax por 4 a 3.

Os técnicos da partida eram Luiz Felipe Scolari (Felipão) do Grêmio e Louis van Gaal do AFC Ajax.

História[editar | editar código-fonte]

Em dezembro de 1995, no Estádio Nacional de Tóquio (JAP), o Ajax encarou o forte Grêmio, comandado em campo por Arce, Adílson Batista, Roger, Dinho, Carlos Miguel, Paulo Nunes e Jardel, e no banco por Luiz Felipe Scolari. O tricolor gaúcho era o campeão da América e apostava na forte defesa, aliada ao ataque oportunista, para conquistar o troféu. O Ajax tinha no entrosamento, velocidade e toque de bola as armas para bater o rival brasileiro. O duelo foi muito equilibrado, com Kluivert, principal atacante holandês, sofrendo demais nas mãos de Rivarola, que acabou sendo expulso na segunda etapa. O jogo seguiu sem gols durante os 90 minutos e na prorrogação, forçando a disputa de pênaltis. Nela, brilhou a estrela de Van der Sar, que defendeu a cobrança de Dinho. Kluivert e Arce chutaram para fora e na trave, respectivamente, os irmãos de Boer, Finidi George e Blind fizeram para o Ajax, com Magno, Gélson e Adílson convertendo para o Grêmio, decretando o placar de 4 a 3 e a vitória holandesa. O Ajax se tornava bicampeão intercontinental, o que poderia ser um tetra se não fosse a recusa da equipe em participar de duas disputas na década de 70. Não faltava mais nada para os comandados de Louis van Gaal. O mundo era deles.

O Ajax cita em seu site na aba títulos a Copa Intercontinental como um Mundial de Clubes, idolatrando-se bicampeão mundial.[2]

Equipes classificadas[editar | editar código-fonte]

Localidade das equipes que disputaram a Copa Toyota 1995.
Confederação Equipe Classificação Participação
CONMEBOL Brasil Grêmio Campeão da Copa Libertadores da América de 1995
UEFA Países Baixos Ajax Campeão da Liga dos Campeões da UEFA de 1994–95 *

*OBS: Em 1971 e 1973, o Ajax desistiu de disputar o torneio e foi substituído por Panathinaikos e Juventus respectivamente.

Chaveamento[editar | editar código-fonte]

  A Classificação[NOTA] Copa Intercontinental
                     
 Países Baixos Ajax 1  
 Itália Milan 0  
   Países Baixos Ajax (pen) 0 (4)
   Brasil Grêmio 0 (3)
 Brasil Grêmio 3 1
 Colômbia Atlético Nacional 1 1
Notas

Final[editar | editar código-fonte]

28 de novembro de 1995 Ajax Países Baixos 0 – 0 (0 – 0 Pro) Brasil Grêmio Estádio Olímpico, Tóquio, Japão
18:15
Público: 47 129
Árbitro: Inglaterra David Elleary
Assistente 1: Coreia do Sul Jeon Young-Hyun
Assistente 2: Japão Yoshikazu Hiroshima
    Penalidades  
Kluivert Erro
R. de Boer Convertido
F. de Boer Convertido
Finidi Convertido
Blind Convertido
4 – 3 Erro Dinho
Erro Arce
Convertido Magno
Convertido Gélson
Convertido Adílson
 


Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Ajax
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Grêmio
G 1 Países Baixos Edwin van der Sar
LD 2 Países Baixos Michael Reiziger
Z 3 Países Baixos Danny Blind
Z 4 Países Baixos Frank de Boer
LE 5 Países Baixos Winston Bogarde
M 6 Países Baixos Ronald de Boer
A 7 Nigéria Finidi George
M 8 Países Baixos Edgar Davids Penalizado com cartão amarelo após 113 minutos 113'
A 9 Países Baixos Patrick Kluivert
M 10 Finlândia Jari Litmanen Substituído após 94 minutos de jogo 94'
A 11 Países Baixos Marc Overmars Substituído após 68 minutos de jogo 68'
Substituições:
A 16 Nigéria Nwankwo Kanu Penalizado com cartão amarelo após 70 minutos 70' Entrou em campo após 68 minutos 68'
M 14 Países Baixos Martijn Reuser Entrou em campo após 94 minutos 94'
Treinador:
Países Baixos Louis van Gaal
Ajax vs Grêmio 1995-11-28.svg
G 1 Brasil Danrlei
LD 2 Paraguai Francisco Arce Penalizado com cartão amarelo após 18 minutos 18'
Z 3 Paraguai Catalino Rivarola Penalizado com cartão amarelo após 53 minutos 53' Expulso a 56 minutos 56'
Z 4 Brasil Adilson
LD 6 Brasil Roger
V 5 Brasil Dinho
V 8 Brasil Goiano Penalizado com cartão amarelo após 43 minutos 43'
M 10 Brasil Arílson Penalizado com cartão amarelo após 54 minutos 54' Substituído após 61 minutos de jogo 61'
M 11 Brasil Carlos Miguel Substituído após 97 minutos de jogo 97'
A 7 Brasil Paulo Nunes
A 9 Brasil Mário Jardel Substituído após 78 minutos de jogo 78'
Substituições:
Z 13 Brasil Luciano Entrou em campo após 61 minutos 61'
A 16 Brasil Magno Entrou em campo após 78 minutos 78'
M 14 Brasil Gélson Penalizado com cartão amarelo após 109 minutos 109' Entrou em campo após 97 minutos 97'
Treinador:
Brasil Luiz Felipe Scolari

Campeão[editar | editar código-fonte]

Copa Europeia/Sul-Americana de 1995
Flag of the Netherlands.svg
Ajax
2º Título

Referências

  1. «Toyota Cup 1995». FIFA.com (em inglês). p. web archive. Consultado em 13 de Setembro de 2016. Cópia arquivada em 12 de Novembro de 2012 
  2. http://english.ajax.nl/the-club/history.htm