Cristián Eduardo Zapata Valencia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cristián Zapata
FWC 2018 - Round of 16 - COL v ENG - Photo 104 (cropped).jpg
Informações pessoais
Nome completo Cristián Eduardo Zapata Valencia
Data de nasc. 30 de setembro de 1986 (32 anos)
Local de nasc. Padilla, Colômbia
Altura 1,87 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Genoa
Número 2
Posição Zagueiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2004–2005
2005–2011
2011–2012
2012–2019
2019–
Deportivo Cali
Udinese
Villarreal
Milan
Genoa
0035 0000(0)
0195 0000(5)
0036 0000(0)
0148 0000(5)
0001 0000(0)
Seleção nacional3
2008– Colômbia 0058 0000(2)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 16 de agosto de 2019.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 23 de junho de 2019.

Cristián Eduardo Zapata Valencia (Padilla - 30 de setembro de 1986) é um futebolista colombiano que atua como zagueiro. Atualmente joga pelo Genoa.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Udinese[editar | editar código-fonte]

Zapata foi contratado pela Udinese no dia 31 de agosto de 2005 vindo do Deportivo Cali, juntamente com o seu companheiro de clube Abel Aguilar. Ambos foram contratados pela Udinese enquanto jogavam na Copa do Mundo Sub-20. No dia 18 de setembro de 2006, Zapata renovou e assinou um novo contrato de cinco anos. Naquela temporada, ele disputou 35 jogos da Serie A.

Em outubro de 2007, Zapata, juntamente com Andrea Dossena, Roman Eremenko e Simone Pepe tiveram seus contratos até junho de 2012.

Na temporada 2009–10, Zapata se destacou por ter formado uma boa dupla de zaga com Andrea Coda.

Villarreal[editar | editar código-fonte]

Após a temporada 2010–2011, Cristián Zapata afirmou que muitos dos principais clubes europeus estavam interessados em contratá-lo. Assim, zagueiro colombiano assinou pelo Villarreal no dia 12 de julho de 2011. Já no dia 17 de agosto de 2011, Zapata fez sua estreia pelo Villareal contra a Udinese, seu ex-clube, em uma eliminatória da Liga dos Campeões.

Milan[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2012, o Villarreal anunciou que Zapata deixou o clube rumo ao Milan em um empréstimo de uma temporada. Logo em seu primeiro clássico no Milan contra a Inter de Milão, Zapata foi elogiado por sua defesa e por ter desempenhado um papel importante nos contra-ataques. Em 2013, Zapata assinou em definitivo com o Milan até o verão de 2016.

Em janeiro de 2015, Zapata sofreu uma lesão, mantendo-o afastado por dois meses. Após a recuperação ele retornou a equipe, mas permaneceu no banco de reservas.

No dia 5 de fevereiro de 2017, no primeiro jogo da temporada, em uma derrota por 1-0 em casa contra a Sampdoria, devido às ausências por lesões de Riccardo Montolivo, capitão da equipe, e de Mattia De Sciglio, terceiro capitão, Zapata foi escolhido como capitão do Milan. O vice-capitão, Ignazio Abate, entrou no decorrer da partida, porém Zapata manteve a braçadeira.

Já no dia 15 de abril de 2017, contra a Inter de Milão, Zapata marcou o gol de empate aos 97 minutos. A partida terminou 2-2. Foi também o primeiro jogo do Milan sob a propriedade do Rossoneri Sport Investment, liderado por Li Yonghong, com Zapata entregando sua camisa como um presente para o empreendedor chinês logo após o apito final.

No dia 17 de abril de 2018, ele foi confirmado como vice-capitão da equipe no lugar de Giacomo Bonaventura. Posteriormente, num jogo contra o Napoli, o capitão Leonardo Bonucci não estava disponível e Bonaventura foi titular, porém Zapata ficou com a braçadeira. Nesta partida ele teve uma excelente atuação na defesa ao lado de Mateo Musacchio, seu ex-companheiro do Villarreal.

2018–19[editar | editar código-fonte]

Começou a temporada 2018–19 lesionado, e foi reserva de Musacchio e Alessio Romagnoli. Seu primeiro jogo na temporada foi no dia 4 de outubro, no segundo jogo da Liga Europa, em Milão, na vitória por 3 a 1 contra o Olympiacos. Zapata foi titular nos últimos cinco jogos do clube na fase de grupos Liga Europa, incluindo a última partida contra o Olympiacos, na qual Zapata foi de herói à vilão. Após estar perdendo por 1 a 0, com gol de Pape Cissé, Zapata marcou contra ao desviar chute de Guilherme. Depois Çalhanoğlu cobrou escanteio, e o zagueiro colombiano empurrou para o fundo das redes, descontando o placar. O árbitro só validou por causa da tecnologia da linha do gol. No entanto, aos 36 minutos do segundo tempo, Fortounis cobrou pênalti e garantiu a classificação do Olympiacos para a próxima fase.[2] Jogando por um empate simples, o time italiano perdeu por 3 a 1 para o time grego e terminou em terceiro no grupo.

A estreia na temporada de Zapata na Serie A aconteceu no dia 7 de outubro, em casa, contra o Chievo. No entanto, Zapata não seria titular até Musacchio ter sofrido uma lesão contra o Betis no dia 8 de novembro. Musacchio ficou fora de cinco jogos devido a lesão, mas não voltou a ser titular após se recuperar. Zapata foi titular na vitória do time sobre a Sampdoria, na Copa da Itália, e na derrota da Supercopa para a Juventus em 2019. Terminou a temporada com 20 jogos disputados em todas as competições, tendo o seu contrato não renovado pelo clube.

Genoa[editar | editar código-fonte]

No dia 2 de julho de 2019, foi anunciado como novo jogador do Genoa. O defensor de 32 anos acertou contrato de duas temporadas com o clube italiano, válido até junho de 2021.[3]

Seleção Nacional[editar | editar código-fonte]

Jogou a Copa do Mundo da FIFA de 2014, no Brasil, e a Copa do Mundo de 2018 na Rússia.[4]

Estilo de jogo[editar | editar código-fonte]

Fred, do Brasil, compete com Zapata, da Colômbia, e Juan Cuadrado, pela bola nas quartas-de-final da Copa do Mundo da FIFA de 2014

Um defensor rápido e fisicamente poderoso, conhecido por sua forte marcação de oponentes e força no ar, ele geralmente joga como zagueiro. Embora naturalmente seja destro, ele também pode jogar como lateral nas laterais do campo, já que é confortável com os dois pés.[5]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Ele é primo do também futebolista Duvan Zapata, que atua como atacante.[6] [7]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Milan
Colômbia Sub-20

Links externos[editar | editar código-fonte]

Referências