Yerry Mina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Yerry Mina
Yerry Mina
Mina atuando pelo Palmeiras em 2017
Informações pessoais
Nome completo Yerry Fernando Mina González
Data de nasc. 23 de setembro de 1994 (23 anos)
Local de nasc. Guachené, Colômbia
Nacionalidade colombiano
Altura 1,95 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Everton
Número 13
Posição Zagueiro
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2013–2014
2014–2016
2016–2017
2018
2018–
Deportivo Pasto
Santa Fe
Palmeiras
Barcelona
Everton
0024 0000(1)
0124 000(12)
0048 0000(9)
0006 0000(0)
0000 0000(0)
Seleção nacional3
2016–
2016–
Colômbia Sub-23
Colômbia
0004 0000(3)
0015 0000(6)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 20 de maio de 2018.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 3 de julho de 2018.

Yerry Fernando Mina González, mais conhecido como Mina (Guachené, 23 de setembro de 1994), é um futebolista colombiano que atua como zagueiro. Atualmente defende o Everton.

Em 2018, Mina entrou para a história das Copas por ter sido o primeiro zagueiro, desde 1966, a marcar 3 gols de cabeça numa mesma edição do torneio[1][2]. Além disso, ele foi o segundo jogador colombiano a marcar em 3 partidas consecutivas[2] e o não-europeu com mais gols na edição.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Deportivo Pasto[editar | editar código-fonte]

Yerry fez a sua estreia como profissional em 20 de março de 2013, aos 18 anos de idade, atuando pelo Deportivo Pasto numa partida válida pela Copa Colômbia, contra o Deportivo Cali. Fez parte da campanha do Deportivo Pasto na Copa Sul-Americana de 2013, em que sua equipe passaram à fase eliminatória. Ele marcou seu primeiro gol com a camisa do Pasto no Torneio Finalización do Campeonato Colombiano, em 18 de outubro de 2013 num empate por 2 a 2 contra o Atletico Huila, marcando de cabeça após uma bola parada.

Independiente Santa Fé[editar | editar código-fonte]

No fim de 2013, Mina acertou sua ida para o Independiente Santa Fe,[3] que disputaria em 2014 a Copa Libertadores. Fez sua estréia pelo Santa Fe em 24 de janeiro de 2014, num jogo contra o Águilas Doradas, ganho pelo time de Santa Fe por 3 a 0.

Na temporada 2015, Mina se consolidou como titular no esquema tático do técnico Gustavo Costas. Marcou um gol na partida de volta da Superliga contra o Atlético Nacional, dando ao Independiente o título. Posteriormente, marcaria outro gol na histórica goleada sobre o Colo-Colo, do Chile, na fase de grupos da Copa Libertadores de 2015, em que obteve destaque e levando o time até as quartas de final da competição, onde caiu para o Internacional.

No segundo semestre de 2015, Mina já se havia consolidado como peça chave do elenco, também sendo considerado como uma das maiores promessas do futebol sul-americano. Titular indiscutível na equipe campeã da Copa Sul-americana de 2015,[4] o defensor colombiano foi convocado para um torneio preparatório da Seleção Colombiana Sub-23 para as Olímpíadas de 2016.[5] Em 11 de fevereiro de 2016, marcou pela primeira vez na sua carreira dois gols numa mesma partida contra o Oriente Petrolero, pela primeira fase da Copa Libertadores da América de 2016, partida vencida por 3 a 0.

Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Em 1º de maio de 2016, o Palmeiras anunciou a compra dos direitos econômicos de Yerry Mina, assinando um contrato por cinco anos, porém o jogador permanecera no Independiente até o fim do campeonato colombiano, em maio. Ele fez sua estréia pelo clube em 4 de julho, na vitória por 3 a 1 sobre o Sport Recife. Seu primeiro gol pelo Palmeiras, foi marcado no jogo seguinte, em um empate por 1 a 1 contra o Santos. Mina, entretanto, foi substituído pouco antes do final do primeiro tempo devido a uma lesão aparente que havia deixado o defensor em lágrimas quando saiu do campo em uma maca. Em 13 de julho, foi confirmado que Mina não se recuperaria a tempo para os Jogos Olímpicos de 2016, com a expectativa da lesão estimado em 6 a 8 semanas.[6]

Após retornar de lesão, Mina marcou gols em São Paulo e Corinthians, conseguindo em apenas 1 ano, marcar gols em cada um dos rivais do Palmeiras, e ganhou destaque na internet, depois de exibir sua dança em suas comemorações.

Mina sempre foi um atleta muito alegre e descontraído, e sua marca registrada é sua comemoração de gols bem irreverentes desde os tempos de Santa fé. Sua principal dança é a salsa choque, que ele aprendeu dançar com sua família.

Pelo Verdão, manteve a escrita, tanto com jogos seguros quanto com gols (marcou inclusive contra os rivais Santos, São Paulo e Corinthians). Em sua primeira temporada no Palestra Itália, colecionou também convocações para a seleção principal de seu país

No final do ano, Mina se sagrou campeão brasileiro com o Palmeiras e ainda fez parte da melhor defesa do torneio.

Mina havia sofrido uma lesão muscular na partida contra o Vitória, quando o Palmeiras já era campeão. Portanto, o zagueiro recebeu mais dias de férias do que seus companheiros, voltando apenas na partida contra o Linense, pelo campeonato paulista, na qual seu time venceu por 4 a 0.

Na segunda rodada da libertadores, o Palmeiras empatava com o Jorge Wilstermann por 0x0 até os 50 do segundo tempo, quando Mina completou o cruzamento de Roger Guedes e fez o gol da vitória. Mina voltou a marcar na libertadores no jogo contra o Peñarol, ajudando a sua equipe a vencer por 3 a 2 em um jogo marcado por muita confusão.

Viu sua equipe ser eliminada do paulista ainda nas semifinais, mas isso não o suficiente para apagar sua boa atuação no campeonato como um todo, chegando a entrar na seleção do campeonato.

Barcelona[editar | editar código-fonte]

No dia 8 de janeiro de 2018 o Barcelona exerceu a prioridade de compra que havia sido adquirida no momento da transferência do jogador do Santa Fe para o Palmeiras, o custo total da transferência para os catalães foi de 12,3 milhões de euros.[7] No dia seguinte, o Barcelona confirmou a contratação de Mina, que assinará contrato até junho de 2023.[8] Fez sua estréia em 8 de fevereiro, na vitória do Barcelona por 2 a 0 sobre o Valência, em uma partida válida pelas semifinais da Copa do Rei da Espanha.[9]

Everton[editar | editar código-fonte]

Em 9 de agosto de 2018, assinou por cinco temporadas com o Everton.[10]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Deportivo Pasto 2014 14 1 0 8 0 0 2 0 0 24 1 0
Total 14 1 0 8 0 0 2 0 0 0 0 0 24 1 0
Santa Fe 2014 34 3 0 16 0 0 2 0 0 52 3 0
2015 23 2 1 8 0 0 21 1 0 2 1 0 54 4 1
2016 10 2 0 8 3 0 18 5 0
Total 67 7 1 24 0 0 31 4 0 2 1 0 124 12 1
Palmeiras 2016 14 4 0 1 0 0 15 4 0
2017 14 2 1 4 0 0 7 3 0 8 0 0 33 5 1
Total 28 6 1 5 0 0 7 3 0 8 0 0 48 9 1
Barcelona 2017–18 5 0 1 1 0 0 0 0 0 6 0 1
Total 5 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 6 0 1
Everton 2018–19 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0
Total na carreira 114 14 3 38 0 0 40 7 0 10 1 0 202 22 3

Seleção Colombiana[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão listados todos jogos e gols do futebolista pela Seleção Colombiana, desde as categorias de base. Abaixo da tabela, clique em expandir para ver a lista detalhada dos jogos de acordo com a categoria selecionada.

Sub-23 (Olímpico)

Ano
Jogos Gols
2016 4 0
Total 4 0

Seleção principal

Ano
Jogos Gols
2016 5 1
2017 4 2
2018 6 3
Total 15 6

Seleção Colombiana (total)

Ano
Jogos Gols
2016 9 1
2017 4 2
2018 6 3
Total 19 6

Títulos[editar | editar código-fonte]

Barcelona
Palmeiras
Santa Fe

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. espn.com.br/ Ex-Palmeiras deixa Copa com recordes: maior que Messi, perto de Beckenbauer
  2. a b espn.com.br/ Copa do Mundo: Mina atinge marca histórica com gol diante da Inglaterra
  3. «Santa Fe confirma nuevo defensa central para 2014 - Independiente Santa Fe». Independiente Santa Fe (em espanhol). 14 de dezembro de 2013. Consultado em 1 de maio de 2016. 
  4. «Yerry Mina festejó el título a puro baile - ESPN Video». ESPN.com.co. Consultado em 1 de maio de 2016. 
  5. «Yerry Mina, novedad en último ciclo del año de la Selección Sub-23». futbolred.com (em espanhol). Consultado em 1 de maio de 2016. 
  6. «Exame aponta lesão, e Mina ficará afastado do Palmeiras por até 2 meses - Futebol - UOL Esporte». Consultado em 1 de setembro de 2016. 
  7. «É do Barcelona! Palmeiras acerta venda de Mina, seu 2º jogador mais caro na década». Globoesporte.com. 10 de janeiro de 2018. Consultado em 10 de janeiro de 2018. 
  8. «Agreement for the transfer of Yerry Mina». .fcbarcelona.com. 11 de janeiro de 2018. Consultado em 11 de janeiro de 2018. 
  9. «Mina estreia, Coutinho faz 1º gol e leva Barça à final da Copa do Rei - Futebol - UOL Esporte». UOL Esporte 
  10. «Everton Complete Mina Signing». Site oficial do Everton (em inglês) 
  11. Com dancinha de Mina, Barça vence Espanyol e leva Supercopa da Catalunha

Ligações externas[editar | editar código-fonte]