Fiat Chrysler Automobiles

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Fiat Chrysler Automobiles
Razão social Fiat Chrysler Automobiles N.V.
Empresa de capital aberto
Cotação Borsa Italiana: FCA
NYSE: FCAU
Atividade Automotiva
Sistemas de produção
Mídia impressa
Fundação 12 de Outubro de 2014
Sede Amsterdam,
 Países Baixos[1]
Proprietário(s) Exor S.p.A. (30.78%)
Pessoas-chave John Elkann (Chairman)
Mike Manley (CEO)
Empregados Aumento225,587 (2014)

Baixa199.000 (2018)

Subsidiárias
Ativos Aumento $121.6 bilhões (2015)
Lucro Baixa €632.0 milhões (2014)

Baixa €110.0 milhões (2018)

LAJIR Aumento €3.223 bilhões (2014)
Faturamento Aumento €96.090 bilhões(2014)
Aumento €110.595 bilhões(2015)
Antecessora(s) Grupo Fiat
Website oficial www.fcagroup.com/

A Fiat Chrysler Automobiles (FCA) é um conglomerado industrial ítalo-americano que junta as marcas Fiat e Chrysler e está entre os fundadores da indústria automobilística europeia. Com sede no Amsterdam e ações listadas nos EUA e na Itália, foi formado em 2014, após a consolidação da incorporação, na Holanda, do Grupo Chrysler (bandeiras Chrysler, Jeep, RAM e Dodge) pela Fiat (Fiat, Alfa Romeo, Maserati, Ferrari e Iveco).[2]

Focado no setor automotivo, o Grupo projeta e produz automóveis, caminhões, tratores, máquinas agrícolas, motores, transmissões, peças fundidas, autopeças e sistemas de automação industrial, entre outros.

No setor de automóveis, a Fiat desenvolve suas atividades industriais e de serviços por meio de sociedades localizadas em 50 países e mantém relações comerciais com clientes em mais de 190 países.

Do ponto de vista operacional, o CEO é apoiado pelo Group Executive Council [GEC] (Conselho Executivo do Grupo, em português), um órgão de decisão liderado pelo CEO e composto por 4 principais grupos: operações regionais, marcas, processos industriais e funções de suporte / corporativo.

Os números da FCA no mundo:

  • 102 Plantas
  • 114 centros de Pesquisa e Desenvolvimento
  • 199 mil empregados
  • 2,3 milhões de automóveis e veículos comerciais vendidos

Group Executive Council[editar | editar código-fonte]

  1. O primeiro consiste em 4 Grupos de Operações Regionais, além de Componentes Automotivos (Magneti Marelli) e Sistemas e Fundidos (Comau e Teksid). Um Chief Operating Officer (COO) em cada uma das quatro regiões é responsável pelos lucros e perdas da região e gestão de recursos regionais, incluindo atividades industriais e comerciais.
  • Mark Stewart [NAFTA]
  • Antonio Filosa [LATAM]
  • Pietro Gorlier [EMEA]
  • Paul Alcala [APAC excluindo a China]
  • Daphne Zheng [CHINA]
  • Ermanno Ferrari [Magneti Marelli]

2. O segundo agrupamento reflete o foco e a ênfase do Grupo em suas marcas. Cada uma das marcas é representada dentro do GEC através dos Líderes de Marca, que são responsáveis ​​pela identidade da marca, pelo desenvolvimento dos portfólios de produtos da marca, bem como pela implementação de estratégias comerciais e de marketing em cada região operacional.

  • Olivier François [Fiat]
  • Timothy Kuniskis [Alfa Romeo]
  • Harald Wester [Maserati]
  • Pietro Gorlier [Peças e Serviço (MOPAR)]
  • Olivier François [Diretor de marketing]
  • Reid Bigland [Chefe de vendas nos EUA]

3. O terceiro grupo é composto por Líderes Industriais, que são responsáveis ​​por gerenciar e coordenar processos industriais entre regiões operacionais, bem como padronizar métodos e ferramentas industriais, quando apropriado.

  • Harald Wester [Diretor Técnico]
  • Ralph Gilles [desenhar]
  • Scott Garberding [Chief Manufacturing Officer]
  • Carl Smiley [Chief Purchasing & Supply Chain Officer]
  • Richard Schwarzwald [Qualidade]
  • Bob Lee [Coordenador de Powertrain]
  • Mark Chernoby [Chief Technical Compliance Officer]

4. O agrupamento final é composto por Líderes de Suporte e Processo Corporativo.

  • Richard Palmer [Diretor Financeiro e Desenvolvimento de Negócios]
  • Linda Knoll [Chefe de Recursos Humanos]
  • Alessandro Baldi [Diretor de Auditoria e Sustentabilidade]
  • Niel Golightly [Chief Communications Officer]
  • Michael J. Keegan [Coordenador GEC]

Marcas do Grupo[editar | editar código-fonte]

Após o anúncio da aquisição total do Grupo Chrysler pela Fiat[3], no dia 01 de janeiro de 2014, a FCA passou a controlar as seguintes marcas de automóveis de passeio:

Marcas europeias:

Marcas americanas

Além disso, o grupo também é proprietário das seguintes marcas: Case, New Holland para tratores, máquinas de construção e colheitadeiras; Iveco e Irisbus para caminhões e ônibus; Magneti Marelli, Teksid, FPT Powertrain e COMAU para componentes e serviços automotivos. Além da Innocenti que se especializou na fabricação de lambretas e produziu alguns veículos. A Ferrari pertenceu ao grupo até o início de 2016, quando, por meio de uma cisão, separou-se para fazer um IPO de suas ações na Bolsa de Valores.[4]

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, as seguintes empresas compõem o Grupo: Fiat Automóveis, Jeep, Iveco, Case, New Holland como montadoras; Magneti Marelli, CMA Componentes de módulos automotivos,Teksid, FPT Powertrain e COMAU para componentes; Banco Fidis, CNH Capital e Fiat Finanças para serviços financeiros; Fiat Services, FIDES Corretagem de Seguros, Isvor e Fundação Fiat para serviços; Casa Fiat de Cultura e Fundação Torino para cultura e educação.

A FCA possui duas plantas industriais no Brasil:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]