Finding Nemo (franquia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Finding Nemo
Procurando Nemo (Brasil)
À Procura de Nemo (Portugal)
Criador Pixar Animation Studios
Trabalho original Finding Nemo (2003)
Filmes e televisão
Filmes
Curtas-metragens
  • Exploring the Reef with Jean-Michel Cousteau (2003)
  • Marine Life Interviews (2016)
Jogos
Videojogos
  • Finding Nemo (2003)
  • Disney Friends (2007)
  • Kinect: Disneyland Adventures (2011)
  • Disney Infinity (2013)
  • Rush: A Disney•Pixar Adventure (2017)
Áudio
Trilhas sonoras

Finding Nemo (2003)

Finding Dory (2016)

Outros
Brinquedos
  • Turtle Talk with Crush (2004-presente)
  • The Seas with Nemo & Friends (2007-presente)
  • Finding Nemo – The Musical (2007-presente)
  • Crush's Coaster (2007-presente)
  • Finding Nemo Submarine Voyage (2007 presente)

Finding Nemo (Brasil: Procurando Nemo /Portugal: À Procura de Nemo) é uma série de filmes de animação CGI e franquia de mídia da Disney que começou com o filme de 2003 de mesmo nome, produzido pela Pixar e lançado pela Walt Disney Pictures. O filme original foi seguido por uma sequência, Procurando Dory, lançada em 2016. Ambos os filmes foram dirigidos por Andrew Stanton. A série de filmes recebeu uma recepção crítica positiva. Com dois filmes lançados até o momento, a série arrecadou US$ 1.9 bilhões em todo o mundo.

Série de filmes[editar | editar código-fonte]

Procurando Nemo (2003)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Finding Nemo

Procurando Nemo é o quinto filme da Pixar. O filme conta a história de um peix-palhaço chamado Nemo (dublado por Alexander Gould) que é sequestrado, seu pai protetor Marlin (dublado por Albert Brooks) que, junto com uma cirurgião-patela chamada Dory (dublado por Ellen DeGeneres), procura por ele todo o caminho até à Baía de Sydney. Ao longo do caminho, Marlin aprende a correr riscos e deixa o pequeno Nemo cuidar de si mesmo.

Procurando Dory (2016)[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Finding Dory

Procurando Dory é o décimo sétimo filme da Pixar. O filme foca a personagem amnésica chamada Dory, (dublada por Ellen DeGeneres) que viaja para a Califórnia para encontrar seus pais há muito perdidos, Jenny e Charlie, além de explorar a ideia de ela se reunir com sua família.[1] Acontece um ano após Procurando Nemo e fica na costa de Morro Bay, Califórnia.[2][3]

Procurando Marlin (2026)[editar | editar código-fonte]

É uma fan-made, ou seja ela não é oficial, que conta a história de que Marlin se perde no oceano, tentando achar a sua esposa Coral que aparentemente está viva, vai em uma aventura com Nemo e Dory para poder acha-lá, os produtores podem chegar a fazer esse filme, mas agora a Pixar está focada em fazer produções originais.

Documentário[editar | editar código-fonte]

Exploring the Reef with Jean-Michel Cousteau (2003)[editar | editar código-fonte]

Exploring the Reef é um pequeno documentário. Apresenta Jean-Michel Cousteau, explorando a Grande Barreira de Coral, mas Marlin, Dory e Nemo o interrompem. O curta está incluído no Disneynature Dolphins no Disney +.[4]

Entrevistas com personagens[editar | editar código-fonte]

Marine Life Interviews (2016)[editar | editar código-fonte]

Marine Life Interviews concentra-se em alguns dos personagens coadjuvantes de Dory, que dão breves entrevistas e pensamentos sobre Dory. Isso é semelhante às entrevistas com os personagens de Procurando Nemo.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Desempenho de bilheteria[editar | editar código-fonte]

Procurando Nemo é o segundo filme de maior bilheteria de 2003, atrás de O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei.[5] Foi o filme da Pixar com maior bilheteria, até 2010, quando Toy Story 3 o superou.[6] Finding Dory é o terceiro filme de maior bilheteria de 2016, atrás de Captain America: Civil War e Rogue One.[7] Procurando Nemo é a sexta franquia de animação com maior bilheteria e detém a terceira bilheteria média por filme entre todas as franquias de animação na história das bilheterias (US $ 983,8 milhões).[8]

Resposta crítica[editar | editar código-fonte]

Filme Rotten Tomatoes Metacritic CinemaScore
Procurando Nemo 99% (263 críticos) [9] 90 (38 críticos) [10] A + [11]
Procurando Dory 94% (319 críticos) [12] 77 (48 críticos) [13] A [14]

Elogios[editar | editar código-fonte]

Ambos os filmes receberam críticas extremamente positivas, com o primeiro filme ganhando o Oscar de Melhor Animação. Foi um grande sucesso financeiro, pois arrecadou mais de US$ 921 milhões em todo o mundo. É o DVD mais vendido de todos os tempos, com mais de 40 milhões de cópias vendidas a partir de 2006[15] e é o segundo filme de maior bilheteria de todos os tempos. Em 2008, o American Film Institute o nomeou o 10º maior filme americano de animação já feito durante o Top 10.[16] Também ganhou o prêmio de melhor filme de animação no Kansas City Film Critics Circle Awards, no Las Vegas Film Critics Society Awards, no National Board of Review Awards, no Online Film Critics Society Awards e no Toronto Film Critics Association Awards.

Atrações de parques temático[editar | editar código-fonte]

Outras mídias[editar | editar código-fonte]

Videojogos[editar | editar código-fonte]

Procurando Nemo[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Finding Nemo (jogo eletrônico)

Procurando Nemo foi lançado em 2003 pela THQ. O objetivo do jogo é completar diferentes níveis sob os papéis dos protagonistas do cinema Nemo, Marlin ou Dory. Inclui cenas do filme e cada clipe é baseado em um nível. Por exemplo, Marlin e Dory pulando através de um lote de água-viva. O jogo recebeu críticas mistas. Ele recebeu 2/5 estrelas no GameSpy,[18][19][20][21] 6.2/10 pontos no GameSpot[22][23][24] e o IGN deu 7.0/10 e 6.0/10 no seu PS2 e Xboc e GameCube, respectivamente.[25][26][27]

Disney Friends[editar | editar código-fonte]

Em 2007, a Disney Interactive Studios lançou Disney Friends. É um videogame baseado em vários filmes da Disney. O jogo apresenta os personagens Stitch de Lilo & Stitch, Dory de Procurando Nemo, Pooh de Winnie the Pooh e Simba de O Rei Leão.

Kinect: Aventuras na Disneylândia[editar | editar código-fonte]

Kinect: Disneyland Adventures é um videogame lançado em 2011 pela Frontier Developments. O jogo é baseado em várias atrações da Disneyland. Foi lançado no Kinect para Xbox 360. Os personagens de Finding Nemo aparecem como parte de um minijogo baseado em Finding Nemo Submarine Voyage .

Nemo's Reef[editar | editar código-fonte]

O Nemo's Reef foi um jogo para celular disponível de 20 de dezembro de 2012 a 30 de junho de 2017 pela Disney Mobile. O jogo é um recife casual que apresenta personagens de Procurando Nemo . Foi lançado em dispositivos Android e iOS .

Disney Infinity[editar | editar código-fonte]

Disney Infinity foi uma série de videogames desenvolvida pela Avalanche Software que foi executada de 2013 a 2016. Elementos de Finding Nemo apareceram em todos os três jogos da série, com discos baseados no filme lançado para o primeiro jogo e um conjunto de peças baseado em Finding Dory, junto com figuras de Dory e Nemo lançadas para as versões de console do Disney Infinity 3.0 em junho 2016. O playset e os números mencionados foram os últimos novos conteúdos lançados para a série, que foi cancelada pela Disney em maio de 2016.

Rush: Uma Disney • Aventura da Pixar[editar | editar código-fonte]

Kinect Rush: A Disney•Pixar Adventure é um videogame desenvolvido pela Asobo Studio, lançado originalmente em 2012 para o Xbox 360. Em 31 de outubro de 2017, um lançamento remasterizado sem a marca Kinect intitulada Rush: A Disney•Pixar Adventure foi lançado para Xbox One e Microsoft Windows 10. A versão remasterizada adiciona um mundo baseado em Finding Dory ao lado dos mundos da versão original.

Musical de palco[editar | editar código-fonte]

Procurando Nemo - O Musical é um show de 40 minutos (realizado cinco vezes por dia), que estreou em 2 de janeiro de 2007 no Theatre in the Wild no Disney's Animal Kingdom em Orlando, Flórida. É uma adaptação musical do filme com novas músicas escritas pelo compositor vencedor do Tony compositor de Avenue Q, Robert Lopez e sua esposa, Kristen Anderson-Lopez. "Combina fantoches, dançarinos, acrobatas e cenários animados".[28]

Revista[editar | editar código-fonte]

Em agosto de 2016, a Egmont Publishing lançou uma revista, intitulada Procurando Dory.[29]

Música[editar | editar código-fonte]

Procurando Nemo é o álbum da trilha sonora do filme de mesmo nome. A trilha sonora foi marcada por Thomas Newman. A trilha sonora foi indicada ao 76º Oscar de Melhor Trilha Sonora Original, mas perdeu contra O Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei.[30] Ela recebeu 5/5 estrelas da Film Score Reviews e 3.5/5 estrelas da Soundtrack.net.

Equipe técnica[editar | editar código-fonte]

Filme Data de lançamento Diretor Produtor Produtor executivo Compositor Escritor(es) Editor Tempo de execução
Procurando Nemo 30 de maio de 2003 Andrew Stanton Graham Walters John Lasseter Thomas Newman Andrew Stanton, Bob Peterson e David Reynolds David Ian Salter 100 minutos
Procurando Dory 17 de junho de 2016 Lindsey Collins Andrew Stanton e Victoria Strouse Axel Geddes 120 minutos

Referências

  1. Risley, Matt (2 de abril de 2013). «Pixar confirm Finding Nemo sequel». Total Film. Consultado em 2 de abril de 2013 
  2. Zeitchik, Steven (2 de abril de 2013). «Ellen DeGeneres' 'Nemo' sequel, 'Finding Dory', set for 2015». The Los Angeles Times. Consultado em 2 de abril de 2013 
  3. Lussier, Germain. «'Finding Nemo' Sequel Officially Called 'Finding Dory', Releases 25 de novembro de 2015». /Film. Consultado em 2 de abril de 2013 
  4. «Finding Nemo: Exploring the reef with Jean-Michel, Nemo and Dori». Ocean Futures. Consultado em 5 de abril de 2013 
  5. «Top Grossing Films of 2003». Box Office Mojo 
  6. «Pixar». Box Office Mojo. Consultado em 10 de setembro de 2010 
  7. «2016 WORLDWIDE GROSSES». Box Office Mojo. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  8. «Worldwide Grosses». Box Office Mojo. Consultado em 28 de agosto de 2015 
  9. «Finding Nemo (2003)». Rotten Tomatoes 
  10. «Finding Nemo reviews» 
  11. «Finding Nemo – CinemaScore». CinemaScore 
  12. «Finding Dory (2016)». Rotten Tomatoes 
  13. «Finding Dory reviews» 
  14. «Finding Dory – CinemaScore». CinemaScore 
  15. Boone, Louis E. Contemporary Business 2006, Thomson South-Western, page 4 - ISBN 0-324-32089-2
  16. «AFI's 10 Top 10». American Film Institute. Consultado em 5 de abril de 2015 
  17. «Finding Nemo Ride, Pirate Shows, and New Electrical Parade Floats Coming to Tokyo Disney Resort in 2017». WDW News Today. 21 de setembro de 2016. Consultado em 3 de outubro de 2016 
  18. «Finding Nemo (Game Boy)». GameSpy. Consultado em 5 de abril de 2013. Cópia arquivada em 31 de dezembro de 2005 
  19. «Finding Nemo (PlayStation 2)». GameSpy. Consultado em 5 de abril de 2013 
  20. «Finding Nemo (Xbox)». GameSpy. Consultado em 5 de abril de 2013 
  21. «Finding Nemo (GameCube)». GameSpy. Consultado em 5 de abril de 2013 
  22. Tracy, Tim (3 de junho de 2003). «Disney/Pixar Finding Nemo Review (PlayStation 2)». GameSpot. Consultado em 5 de abril de 2013 
  23. Tracy, Tim (3 de junho de 2003). «Disney/Pixar Finding Nemo Review (Xbox)». GameSpot. Consultado em 5 de abril de 2013 
  24. Tracy, Tim (3 de junho de 2003). «Disney/Pixar Finding Nemo Review (GameCube)». GameSpot. Consultado em 5 de abril de 2013 
  25. Perry, Douglass C. (27 de maio de 2003). «Finding Nemo». IGN. Consultado em 5 de abril de 2013 
  26. Perry, Douglass C. (27 de maio de 2003). «Finding Nemo Review». IGN. Consultado em 5 de abril de 2013 
  27. Perry, Douglass C. (27 de maio de 2003). «Finding Nemo». IGN. Consultado em 5 de abril de 2013 
  28. Hernandez, Ernio. "Avenue Q Composer Lopez Co-Pens Musical Finding Nemo for Disney Arquivado em 29 de dezembro de 2008 no Wayback Machine.,"Playbill.com (10 de abril de 2006).
  29. «Egmont Publishing Launches Finding Dory Magazine» (Nota de imprensa). Egmont Publishing. 19 de julho de 2016. Consultado em 3 de setembro de 2016. Cópia arquivada em 16 de agosto de 2016 
  30. «The 76th Academy Awards (2004) Nominees and Winners». Academy Award. Consultado em 8 de abril de 2013. Cópia arquivada em 15 de outubro 2012