The Adventures of André & Wally B.

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade(desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Adventures of André & Wally B.
As Aventuras de André e Wally B. (PT)
André e Wally B. (BR)
 Estados Unidos
1984 •  cor •  2 min 
Direção Alvy Ray Smith
Roteiro Alvy Ray Smith
Companhia(s) produtora(s) The Graphics Group
Distribuição Lucasfilm
Lançamento 25 de julho de 1984
Idioma inglês
Cronologia
Luxo Jr.
Página no IMDb (em inglês)

The Adventures of André & Wally B. é um curta-metragem animação digital de 1984 da The Graphics Group, uma subsidiária da Lucasfilm, que mais tarde teve seu nome mudado para Pixar. Considerado um filme revolucionário à época o que despertou o interesse da indústria cinematográfica em filmes de animação, marcando então o início da chamado "era da animação computadorizada. O filme foi lançado em 25 de julho de 1984 na SIGGRAPH em Minneapolis.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A história se passa em uma floresta e envolve um engraçado personagem chamado André que, ao acordar, se depara com um zangão chamado Wally B.. André engana Wally B., fazendo-o olhar para trás, dando a André tempo suficiente para correr e fugir. André consegue fugir, o que deixa o zangão furioso. Então Wally B. resolve dar uma lição em André da maneira mais dolorosa possível: picando-o com o seu enorme ferrão. André corre o mais rápido que pode, porém Wally B. consegue alcançá-lo e finalmente picá-lo, finalizando curta com André se vingando de Wally B., jogando o seu tarbush bem no meio do ferrão do zangão.

Distinções[editar | editar código-fonte]

The Adventures of André & Wally B. foi vencedor de prêmios em vários festivais, confêrencias e celebrações, como:

  • Festival Internacional de Animação em Toronto em 1985;
  • Conferência Nacional das Associações de Computações Gráficas em 1985;
  • Primeiro Festival Anual de Animação em Hiroshima em 1985;
  • Celebração de Animação em Los Angeles em 1985;
  • E outros.

Making Of[editar | editar código-fonte]

Animação[editar | editar código-fonte]

Uma foto tirada em um parque de diversão, onde podemos ver um exemplo do motion-blur.

O programa de computador usado para renderizar o curta criava apenas figuras geométricas em 3D. Por essa causa, se você observar com atenção, o corpo dos personagens são compostos de esferas, cones, cilindros, elipsoides, etc. O trabalho de John Lasseter como animador do curta era manipular figuras geométricas capazes de realizar o movimento de achatar-se e esticar-se, o que naquela época era um grande desafio.

A animação foi marcada pelo primeiro do motion-blur em computação gráfica. O motion-blur é uma técnica muito usada nos desenhos animados e nas animações em 3D. Essa técnica é usada para dar a impressão de movimento em alta velocidade. Assim, quando alguma coisa se move muito depressa, vemos apenas uma "mancha" passar na nossa frente.

O curta foi renderizado em um Cray X-MP/48 (um super-computador) e em 10 VAX de 11/750 do Project Athena.

Música[editar | editar código-fonte]

Na trilha sonora, foram usados alguns trechos da ópera O Barbeiro de Sevilha de Gioacchino Rossini.

Logo no começo do curta, desde o momento em que aparece o título até a primeira cena, podemos ouvir um trecho do começo da ária Largo al Factotum, a ária mais famosa e conhecida da ópera O Barbeiro de Sevilha. Em outra parte do curta, desde momento em que o zangão Wally B. se aproxima do rosto de André até o começo dos créditos finais, podemos ouvir outro trecho da ópera.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

The Adventures of André & Wally B. (em inglês) no Internet Movie Database

Referências

  1. «The Adventures of André & Wally B.» (PDF). Consultado em 22 de março de 2013