Edwin Catmull

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Edwin Catmull
Nascimento 31 de março de 1945 (72 anos)
Parkersburg
Nacionalidade Estados Unidos Estadunidense
Alma mater Universidade de Utah
Prêmios Medalha John von Neumann IEEE (2006)
Instituições Lucasfilm, The Walt Disney Company, Pixar
Campo(s) Ciência da computação

Edwin Catmull (Parkersburg, 31 de março de 1945) é um cientista da computação gráfica estadunidense e presidente da Pixar e Walt Disney Animation Studios.

Quando ele era novo sentia-se inspirado pelos filmes da Disney e sonhou em tornar-se animador. Mais tarde ele achou que não tinha talento e dedicou-se à matemática, física e ciência de computação.[1]

Foi aluno de Ivan Sutherland durante o seu tempo de estudante trabalhou em mapeamento de textura, B-Splines, Spatial Anti-Aliasing e Subdivision Surfaces e Z-Buffer.

Em 1972 ele criou um filme animado 3D da sua mão esquerda.

Em 1979 George Lucas convidou Catmull a trabalhar na indústria do entretenimento nas áreas de gráficos computadorizados, edição de video e audio digital.

Em 1986 Catmull tornou-se CTO do estúdio Pixar fundado por Steve Jobs.

1995 a Pixar lançou o primeiro filme de longa-metragem animado Toy Story.

Como cientista informático, Catmull contribuiu com muitos descobrimentos na área de computação gráfica. Ele é considerado o inventor da técnica Z-Buffer.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Michael Stonebraker
Medalha John von Neumann IEEE
2006
Sucedido por
Charles Thacker


  1. E.,, Catmull, Edwin. Creativity, Inc : overcoming the unseen forces that stand in the Way of true inspiration. London: [s.n.] ISBN 9781448126286. OCLC 869785115