Fremen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Os Fremen são personagens fictícios da série de livros Duna.

Descrição[editar | editar código-fonte]

São os habitantes nativos de Arrakis (para eles, Duna).

Devido ao convívio com a "Especiaria Melânge" (Spice Melange), tinham os olhos completamente azuis, sem parte branca. Viviam em tribos, e eram profundamente adaptados a seu meio, usando roupas especiais, chamados de trajes destiladores que permitiam viver em um planeta árido como Duna, coletando a umidade do corpo do usuário e seus excrementos (urina e fezes) reciclando-os em água potável.

Os Fremen também eram conhecidos como "Cavaleiros da areia" devido ao seu hábito de cavalgar os grandes Vermes da Areia de seu planeta quando queriam deslocar-se a grande distância ou velocidade.

Uma das armas mais conhecidas deles é a Faca Cristalina.

Como seres humanos "in extremis", ao longo do tempo eles adaptaram sua cultura e modo de vida para sobreviver e prosperar nas condições incrivelmente duras de Arrakis. Os Fremen são distinguidos por suas ferozes habilidades de luta e habilidade em sobreviver nestas condições. Sendo a água uma mercadoria tão rara no planeta, sua cultura gira em torno de sua preservação e conservação.[1] Herbert baseava sua cultura, em parte, no deserto beduíno, povo de San e na Nação dos Pedaços Negros.[2]

  1. Herbert, Frank (1965). Dune. [S.l.: s.n.] 
  2. McNelly, Willis E. (3 de fevereiro de 1969). «Interview with Frank Herbert and Beverly Herbert». Consultado em 29 de outubro de 2008. Frank Herbert: Well, of course, in studying sand dunes, you immediately get into not just the Arabian mystique but the Navaho mystique and the mystique of the ... black foot (people) of the Kalahari and how they utilize every drop of water. You can’t just stop with the people who are living in this type of environment: you have to go on to how the environment works on the people and how they work on their environment.