Höðr

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Loki engana Höðr, fazendo com que ele mate Balder.

Na mitologia nórdica, Höðr, Hoder ou Hóder era um deus cego, irmão de Balder e filho de Odin. Assassinou involuntariamente seu irmão e morreu pelas mãos de Vali, filho de Odin.

Segundo o relato contido nas Eddas, o deus Balder tinha pesadelos onde pressagiava sua morte e sua mãe, a deusa Frigg percorreu o mundo fazendo com que todas as coisas do mundo jurassem que jamais machucariam seu filho. Loki soube disso e se enfureceu, indo falar com Frigg disfarçado e ela lhe mencionou que não havia considerado necessário fazer jurar ao visgo, por considerá-lo inofensivo. Loki ao saber isso fez um dardo utilizando um ramo de visgo e guiou a Höðr para que atirasse contra ele como uma brincadeira, matando assim a Balder.[1]

Em outra versão diferente do mito relatado em Gesta Danorum, não se faz menção a Loki e Balder é morto por Höðr com uma punhalada.[2]

Edda Poética[editar | editar código-fonte]

Ek sá Baldri,
blóðgom tívur,
Óðins barni,
ørlög fólgin:
stóð um vaxinn
völlum hærri
mjór ok mjök fagr
mistilteinn.
Varð af þeim meiði,
er mær sýndisk,
harmflaug hættlig:
Höðr nam skjóta.
Baldrs bróðir var
of borinn snemma,
sá nam, Óðins sonr,
einnættr vega.
Þó hann æva hendr
né höfuð kembði,
áðr á bál um bar
Baldrs andskota.
En Frigg um grét
í Fensölum
vá Valhallar -
vituð ér enn, eða hvat?
- edição de Eysteinn Björnsson's[3]
Eu vi para Baldr,
o deus sangrando
O filho de Othin,
seu destino estabelecido:
Famosa e justa
nos campos sublimes,
Completamente crescido em força
o visco estava de pé.
Do ramo que parecia
tão delgado e justo
Veio um eixo prejudicial
que Hoth deve atirar;
Mas o irmão de Baldr
nasceu há muito tempo,
E uma noite de idade
lutou contra o filho de Othin.
Suas mãos ele não lavou,
seus cabelos ele não penteou,
Até que ele suportou a fúria
O inimigo de Baldr.
Mas em Fensalir
Frigg chorava
Para a necessidade de Valhall:
Você saberia ainda mais?
- Tradução[4]
Eu vi para Baldr-
para o sacrifício manchado de sangue
O filho de Óðinn -
Os destinos se escondem.
Ali estava crescido,
mais alto do que as planícies,
esbelto e mais justo
o visco.
Formou-se a partir desse caule
que era aparente,
um poço de angústia, perigoso:
Hǫðr começou a disparar.
Um irmão de Baldr
nasceu rapidamente:
ele começou - o filho de Óðinn -
matando, a uma noite de idade.
Ele nunca lavou as mãos,
nunca penteou a cabeça,
até que ele abalou a pira
O adversário de Baldr -
enquanto Frigg chorava
em Fen Halls
para o mal de Valh.
Você ainda procura saber? E o que?
- tradução de Ursula Dronke

Referências

  1. Sturluson|trad. Arthur Gilchrist Brodeur|http://www.cybersamurai.net/Mythology/nordic_gods/LegendsSagas/Edda/ProseEdda/GylfaginningXLI-LIV.htm#gylf49%7Ctítulo =Gylfaginning, capítulo 49|obra=Edda prosaica|Data de acesso = 22/11/2007}}
  2. Saxo Grammaticus |trad. Douglas B. Killings | http://omacl.org/DanishHistory/book3.html%7Ctítulo=Gesta Danorum, libro 3 |Data de acesso = 22/11/2007}}
  3. http://www.hi.is/~eybjorn/ugm/vsp3.html
  4. «The Poetic Edda: Voluspo». sacred-texts.com 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Höðr