Hiper-reflexia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Hiperreflexia
Classificação e recursos externos
CID-10 R29.2
CID-9 796.1
A Wikipédia não é um consultório médico. Leia o aviso médico 

Hiperreflexia é uma condição neurológica caracterizada por atividade aumentada dos reflexos. Pode se apresentar como hiperatividade dos reflexos fisiológicos, como do reflexo patelar, e/ou como presença de reflexos patológicos (também chamados primitivos), como a extensão do hálux e abertura em leque dos demais artelhos após elicitação do reflexo plantar. Tal resposta anormal é conhecida como sinal de Babinski.[1]

Causas[editar | editar código-fonte]

A hiperreflexia pode ser produto de diversas alterações orgânicas. A principal causa é lesão da medula espinhal que torna o arco reflexo totalmente independente da inibição cortical.

Doenças que acometem o neurônio motor superior levam a liberação piramidal, o que se manifesta como atividade aumentada dos reflexos.

Doenças metabólicas que cursam com hipocalcemia também podem levar a quadros de hiperreflexibilidade devido a maior excitabilidade neural.[2]

Tratamento[editar | editar código-fonte]

O tratamento depende do diagnóstico da patologia específica que está causando o sintoma.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Acharya, Aninda B.; Dewey, Jeffrey J. (2019). «Babinski Reflex». Treasure Island (FL): StatPearls Publishing. PMID 30085551 Verifique |pmid= (ajuda) 
  2. Corrêa, Pedro Henrique S.; Arioli, Edson L. (1999-12). «Hipocalcemia». Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia. 43 (6): 467–471. ISSN 0004-2730. doi:10.1590/S0004-27301999000600013  Verifique data em: |data= (ajuda)