Humberto II da Itália

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Humberto II
Rei da Itália
Reinado 9 de maio de 1946
a 12 de junho de 1946
Antecessor(a) Vítor Emanuel III
Sucessor(a) Monarquia abolida
 
Esposa Maria José da Bélgica
Descendência Maria Pia de Saboia
Vítor Emanuel, Príncipe de Nápoles
Maria Gabriela de Saboia
Maria Beatriz de Saboia
Casa Real Saboia
Nome completo
Humberto Nicolau Tomás João Maria
Nascimento 15 de setembro de 1904
Castelo Real de Racconigi, Racconigi, Itália
Morte 18 de março de 1983 (78 anos)
Genebra, Suíça
Sepultamento Abadia de Hautecombe, Saint-Pierre-de-Curtille, França
Pai Vítor Emanuel III da Itália
Mãe Helena de Montenegro
Assinatura Assinatura de Humberto II

Humberto II (Racconigi, 15 de setembro de 1904Genebra, 18 de março de 1983), apelidado de "o Rei de Maio", foi o último Rei da Itália entre maio e junho de 1946. Era o único filho do rei Vítor Emanuel III e sua esposa a rainha Helena de Montenegro.

Teve a educação típica dos príncipes europeus da sua época, iniciando desde jovem a sua carreira militar no exército italiano. Já sob a vigência da ditadura de Benito Mussolini, Humberto viria a ascender à patente de general. Casou, em 8 de janeiro de 1930, na Capela Paulina do Palácio do Quirinal, em Roma, com a princesa Maria José, filha do rei Alberto I da Bélgica, de quem teve quatro filhos: Maria Pia e Victor Emanuel, Príncipe de Nápoles, Maria Gabriela e Maria Beatriz.

Embora se tenha mantido afastado dos fascistas, comandou alguns regimentos quando da participação do seu país na Segunda Guerra Mundial. Após a libertação do país da ocupação nazi, Humberto foi nomeado "Tenente-General do Reino", em junho de 1944, quando a figura de seu pai estava já bastante desgastada, dada a passividade que sempre mostrara para com Mussolini. Em 9 de maio de 1946, tornou-se rei de Itália, após a abdicação de seu pai, numa última tentativa de salvar a monarquia.

Na verdade, reinou apenas durante um mês, pois em 2 de junho seguinte, os italianos pronunciaram-se, em referendo, pela instauração da república (ainda que por uma curta margem de diferença). Dias depois o rei seguiu para o exílio, instalando-se em Cascais, Portugal, nunca lhe tendo sido concedida autorização para regressar a Itália. Faleceu em 1983 em Genebra na Suíça, encontra-se sepultado na Abadia de Hautecombe, Saint-Pierre-de-Curtille, na França.

Precedido por
Vítor Emanuel III
Rei da Itália
1946
Coat of arms of the Kingdom of Italy (1870).svg
Sucedido por
Monarquia Abolida
Precedido por
-
Rei Titular da Itália
19461983
Sucedido por
Vítor Emanuel IV
Ícone de esboço Este artigo sobre História da Itália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.