Irmão Lázaro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Irmão Lázaro
Lázaro em 2012
Vereador de Salvador
Período 1 de janeiro de 2021 até 19 de março de 2021
Deputado federal pela Bahia
Período 1 de fevereiro de 2015 até 31 de janeiro de 2019
Secretário de Relações Institucionais de Salvador
Período 18 de abril de 2016 até 20 de outubro de 2016
Dados pessoais
Nascimento 4 de novembro de 1966
Salvador, Bahia
Morte 19 de março de 2021 (54 anos)
Feira de Santana, Bahia
Nacionalidade brasileiro
Cônjuge Marivânia Conceição Souza[1]
Partido PSC (2013-2019)
PL (2019-2021)
Ocupação cantor, compositor e político

Antônio Lázaro Silva, mais conhecido como Irmão Lázaro (Salvador, 4 de novembro de 1966Feira de Santana, 19 de março de 2021), foi um cantor, compositor e político brasileiro filiado ao Partido Liberal (PL), eleito Deputado Federal pelo Estado da Bahia e membro da bancada evangélica. Licenciou-se do mandato a partir de 18 de abril de 2016, para assumir o cargo de Secretário Municipal de Relações Institucionais em Salvador. Em seu lugar foi empossado o suplente Luciano Braga, do PMB.

Como músico, Lázaro fez parte da banda Olodum e, mais tarde, se tornou um artista solo evangélico. Seu álbum Testemunho e Louvor, lançado em 2008, deu-lhe notoriedade como artista religioso por meio de músicas como "Meu Mestre", "Eu Te Amo Tanto" e "Eu Sou de Jesus", o que lhe rendeu 10 indicações ao Troféu Talento de 2009. Nos anos seguintes, liberou outros trabalhos, até seu registro final, o EP Entrega, lançado em 2019.

Irmão Lázaro tem dois livros publicados: Quem era eu , obra autobiográfica que conta a sua trajetória e testemunho de vida, do anonimato à fama, lançada no ano de 2012; e Virando a Página - Vivendo de maneira a agradar a Deus.

Morreu no dia 19 de março de 2021, devido a complicações da COVID-19.[2]

Carreira musical[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira na música aos 18 anos, quando comprou seu primeiro violão.[3] Poucos meses depois, dedicou-se ao baixo elétrico. Com passagens pelas bandas Terceiro Mundo e Cão de Raça, Lázaro ingressou no Olodum, grupo no qual ficou famoso através da canção I Miss Her, com letra em inglês. Após enfrentar problemas com drogas e com dores, Lázaro converteu-se à religião evangélica, passando a compor e cantar música cristã contemporânea.[4][5]

Na nova fase da carreira lançou várias obras, entre elas em 2008, o álbum ao vivo Testemunho e Louvor, gravado na Igreja Batista Central, na cidade de Feira de Santana,[6] que lhe deu notoriedade no segmento evangélico e 10 indicações ao Troféu Talento 2009 - incluindo uma indicação dupla na categoria Música do Ano com Eu Te Amo Tanto e Meu Mestre.[7][8]

Em 2009, assinou com a gravadora Som Livre, pela qual lançou o álbum Vai Mudar.[9] Em seguida, optou por seguir como artista independente com o trabalho ao vivo Um Sentimento Novo, ambos com desempenho comercial inferior a Testemunho e Louvor.[10] Em abril de 2012, o cantor assinou com a gravadora Sony Music Brasil e, dois meses depois, lançou o disco Quem Era Eu, gravado ao vivo em Feira de Santana.[11] Em 2013 o músico lançou Entre Amigos, cujo repertório foi contemplado por regravações com participações de Fernandinho, Damares, Regis Danese, Marquinhos Gomes, entre outros.[12][13]

Além de flertar com gêneros como o axé, Lázaro também gravou músicas com sonoridades de forró eletrônico, arrocha e reggae nos seus álbuns sucessores, como O Mundo É Crazy (2014) e Vou Continuar Orando (2016).[14] Seu último trabalho foi o EP Entrega, lançado em 2019.[15]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Em 2014 candidatou-se à Câmara dos Deputados, pelo PSC. Elegeu-se, sendo o terceiro mais votado do estado, com 161 438, ou 2,43% do total, passando a integrar a Bancada Evangélica do Congresso.[18] No mesmo ano em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, questionado a respeito da homofobia, declarou que se descreve conservador, mas que defende a liberdade individual.[19] Em abril de 2016 foi anunciado que ele se licenciaria do mandato para assumir o cargo de Secretário de Relações Institucionais da prefeitura de Salvador onde coordenaria o projeto “Sua Vida Vai Mudar”, com foco na recuperação de dependentes químicos,[20] em substituição a Heber Santana, que pretendia se candidatar à reeleição como vereador na capital baiana.[21][22]

No legislativo, integrou a Comissão de Defesa do Consumidor, Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa e a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado e destinou mais de R$ 60 milhões em recursos e emendas para mais de 100 municípios baianos.[23]

Em 2018, disputou uma cadeira no Senado Federal e obteve pelo PSC 1 830 581 votos, 15,37%, ficando em terceiro lugar, e, portanto, fora das duas vagas ao Senado.

No ano de 2020 Irmão Lázaro foi eleito vereador para sua cidade natal, Salvador com 4 273 votos, assumindo o cargo em 1º de janeiro de 2021 até o dia 19 de março de 2021,[24] quando faleceu, na cidade de Feira de Santana por complicações da COVID-19.[2]

Morte[editar | editar código-fonte]

Foi diagnosticado com a COVID-19 no dia 15 de fevereiro e desde então fazia o tratamento em casa. Entretanto, no dia 22 de fevereiro, ele sentiu desconforto, febre e procurou um médico. Ao chegar no hospital, foi comprovado que ele estava com metade dos pulmões comprometidos e por isso ficou internado, mas em leito clínico. Em 25 de fevereiro de 2021, em Feira de Santana, precisou ser transferido para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI). No mesmo dia em que foi internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), ele seria transferido para outro hospital na capital baiana, Salvador, mas o médicos suspenderam a transferência por causa de seu frágil estado de saúde.[25]

Após mais de um mês internado, no dia 19 de março de 2021, por volta das 18h00, por meio do Twitter, sua assessoria informou que o estado de saúde do mesmo era frágil e delicado, e pediu por orações. Durante a noite, sua filha confirmou que o mesmo havia vindo a óbito por meio de uma publicação no Instagram. Na rede social a mesma escreveu "Hoje a pessoa mais importante da minha vida se foi, o homem que eu mais amei e continuarei amando o resto da vida".[4]

Referências

  1. Filha do cantor Irmão Lázaro nasce no interior da Bahia
  2. a b «Morre o vereador Irmão Lázaro, por complicações da Covid-19». G1. 20 de março de 2021 
  3. «Biografia - Irmão Lázaro». Som13. Som13.com.br. Consultado em 7 de fevereiro de 2012 
  4. a b «Morre vereador e cantor gospel Irmão Lázaro, vítima de complicações da covid-19». Correio 24 Horas. 20 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2021. Cópia arquivada em 20 de março de 2021 
  5. Rogeres, Roy (11 de setembro de 2018). «Irmão Lázaro: 'Voto contra projetos que tragam danos à população'». Portal A TARDE. Consultado em 20 de março de 2021. Cópia arquivada em 22 de janeiro de 2021 
  6. «CD Diamante (Damares) - Análise». Super Gospel. Supergospel.com.br. Consultado em 31 de outubro de 2012 
  7. «Conheça os vencedores do Troféu Talento 2009». Notícias Gospel. Consultado em 25 de janeiro de 2015 
  8. Gospel+. «Indicados ao Troféu Talento 2009». Consultado em 29 de outubro de 2011 
  9. «Irmão Lázaro - Vai Mudar, lançamento novo CD pela Som Livre». Gospel+. 29 de setembro de 2009. Consultado em 9 de novembro de 2011 
  10. «Confira nossos comentários em relação ao segundo disco ao vivo do Irmão Lázaro - Um sentimento novo». Super Gospel. Consultado em 10 de agosto de 2020 
  11. «Irmão Lázaro e Sony Music firmam acordo de parceria do novo disco - Quem era eu». Super Gospel. Consultado em 12 de abril de 2012 
  12. Tiago Chagas (7 de outubro de 2013). «"Entre Amigos": Irmão Lázaro anuncia CD com Thalles e Fernandinho». Gospel+ Música. Consultado em 21 de março de 2021 
  13. Luan Mateus (6 de outubro de 2013). «'Entre Amigos' é novo álbum do Irmão Lázaro». Missão Gospel. Consultado em 21 de março de 2021 
  14. «Irmão Lázaro aposta na "sofrência" com o álbum "Vou Continuar Orando"». Gospel+ Música Cristã, Evangélica, Gospel. 14 de novembro de 2016. Consultado em 27 de setembro de 2020 
  15. «Entrega de Irmão Lázaro». Apple Music. Consultado em 20 de março de 2021 
  16. «Eu te amo tanto (DVD) - Lázaro». Gospel Goods. Gospelgoods.com.br. Consultado em 31 de outubro de 2012 [ligação inativa]
  17. «Um Sentimento novo (DVD) - Lázaro». Gospel Goods. Gospelgoods.com.br. Consultado em 31 de outubro de 2012 [ligação inativa]
  18. Alessandra Mello (7 de outubro de 2014). «Bancada evangélica fica menor na Câmara dos Deputados». Jornal Estado de Minas. Consultado em 21 de março de 2021 
  19. Tiago Chagas (26 de novembro de 2014). «Eleito deputado federal, Irmão Lázaro diz que lutará contra a homofobia: "Pessoas são livres"». Notícias Gospel. Consultado em 21 de março de 2021 
  20. «Irmão Lázaro deixa a Câmara dos Deputados para ser o "braço direito" de ACM Neto em Salvador». Portal de Notícias. 9 de abril de 2016. Consultado em 21 de março de 2021 
  21. «SALVADOR: IRMÃO LÁZARO ASSUME SECRETARIA NO GOVERNO DE ACM NETO | Sudoeste Hoje». Sudoeste Hoje. 31 de março de 2016. Consultado em 21 de março de 2021 
  22. Luana Ribeiro (6 de outubro de 2014). «Terceiro deputado federal mais votado, Irmão Lázaro estréia na política após hits na música». Bahia Notícias. Consultado em 21 de março de 2021 
  23. «Biografia do(a) Deputado(a) Federal IRMÃO LAZARO». Portal da Câmara dos Deputados. Consultado em 9 de abril de 2021 
  24. «Vereadores - 19ª Legislatura (2021-2024) - Câmara Municipal de Salvador». www.cms.ba.gov.br. Consultado em 9 de abril de 2021 
  25. «Morre o vereador Irmão Lázaro, por complicações da Covid-19». G1. 20 de março de 2021. Consultado em 20 de março de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]