José Hosken de Novaes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de José Hosken de Novais)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.

José Hosken de Novaes (Carangola, 7 de fevereiro de 1917Londrina, 31 de janeiro de 2006) foi um político brasileiro.

Filho de Américo Moreira Novaes e Maria Hosken de Novaes, mudou-se para o Rio de Janeiro para estudar direito. Em 1939 obteve o grau de bacharel em ciências jurídicas pela Faculdade Nacional de Direito. Hosken chegou a Londrina em 1941, para chefiar o departamento jurídico da prefeitura. Em 1942 a família mudou-se para Londrina, dedicando-se à advocacia.[1]

Vida política[editar | editar código-fonte]

Ingressou na política após o fim do Estado Novo em 1945, na União Democrática Nacional. Seu prestígio como advogado e líder ultrapassou as fronteiras do município. Exerceu assim os cargos de procurador-geral do Estado, secretário de Estado da Fazenda e membro da Comissão Estadual de Revisão de Terras e Consultas.

Em 1963 elegeu-se prefeito municipal de Londrina, com administração modelar. Eleito vice-governador em 1979, assumiu o poder para completar o período governamental, dada a desincompatibilização de Ney Braga, candidato ao Senado. No discurso de posse declarou: "Pretendo terminar este governo sem descaracterizá-lo ou renegar seus compromissos políticos".

Parcimonioso, destacou-se pela contenção de gastos, apoio às atividades culturais e proteção ao social. Presidiu, com total isenção, as eleições governamentais com transparente austeridade. Professor de direito civil, ao deixar o governo, voltou às aulas e ao seu escritório de advocacia em Londrina, onde iniciou sua vida política.

Enquanto vice-governador, Hosken teve direito a uma pequena sala, com um ou dois assessores e um velho automóvel que o levava para casa ao fim do expediente. Ao assumir o cargo, quando da desincompatibilização de Ney Braga, que tencionava voltar ao Senado, no discurso que fez, Hosken afirmou estar surpreso de ver tanta gente, porque, afinal, o que ocorria ali, naquele momento, era uma possezinha sem importância.[1]

Apoiou os candidatos da situação sem favorecê-los com recursos públicos. Entregou as contas do governo do estado perfeitamente em ordem, fato reconhecido publicamente por seus adversários políticos.[2]

Considerado ousado na época em que foi prefeito, José Hosken de Novaes criou o Sercomtel (Serviço de Comunicação Telefônica de Londrina) e a Cohab (Companhia de Habitação de Londrina), que construiu as primeiras casas populares na cidade. Seu governo teve um sentido altamente humanitário, voltado inteiramente para as pessoas de menores recursos. Criou o Serviço de Assistência Médica Municipal e Pronto Socorro Odontológico. Aplicou grandes recursos na área de educação, expandiu o Serviço de Água e Esgotos.[3]

Em agosto de 2009, seu nome foi lembrado entre os três políticos citados como maiores londrinenses da história em enquete promovida pelo LondrinaMais.[4]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Nei Braga
Governador do Paraná
1982 — 1983
Sucedido por
José Richa


Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.