MV Britannic

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de MV Britannic (1929))
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o navio de 1929. Para o navio de 1874, veja SS Britannic. Para o navio de 1915, veja HMHS Britannic.
MV Britannic
Britannic (III).jpg
Carreira  Reino Unido
Operador White Star Line (1930–1932)
Cunard-White Star Line (1932–1949)
Cunard Line (1949–1960)
Fabricante Harland and Wolff, Belfast
Batimento de quilha 14 de abril de 1927
Lançamento 6 de agosto de 1929
Viagem inaugural 28 de junho de 1930
Descomissionamento 16 de dezembro de 1960
Porto de registo Liverpool, Inglaterra
Estado Desmontado
Características gerais
Tipo de navio Transatlântico
Tonelagem 23.943 t
Maquinário Motores a diesel
Comprimento 217 m
Boca 25 m
Propulsão 2 hélices
- 23 000 hp (17 200 kW)
Velocidade 18 nós (33,3 km/h)
Passageiros 1553

MV Britannic foi um transatlântico da White Star Line, terceiro navio da companhia a ostentar o nome. Ele foi construído pela Harland and Wolff, em Belfast na Irlanda do Norte. Ele foi lançado em 06 de Agosto de 1929. Como seu companheiro de chapa MV Georgic, Britannic era um navio movido por motores a diesel. O seu deslocamento era de 26.943 toneladas brutas com um comprimento de 712 pés (217 m). Na época de seu lançamento era o maior navio do motor de fabrico britânica. Estes dois seriam os únicos Navios a Motor da White Star. O Britannic era um navio de passageiros popular, como ele representava o que era então a ultima palavra em decoração de interiores e mobiliário Art Deco, bem como o desenho das chaminés rebaixadas dando-lhe um perfil elegante.

História[editar | editar código-fonte]

Primeiras viagens[editar | editar código-fonte]

O Britannic realizou a sua primeira viagem na rota Liverpool-Belfast-Glasgow-Nova Iorque, em 28 de Junho de 1930. Geralemnte passava os verões na rota do Atlântico Norte, enquanto que nos invernos fazia a rota no Caribe. Realizou este serviço até que a White Star Line passou a fazer parte da Cunard White Star em 1934. Em 1935, passou para a rota Londres - Nova Iorque, na qual estava no começo da Segunda Guerra Mundial.

Segunda Guerra Mundial[editar | editar código-fonte]

Durante a Guerra, o Britannic dedicou-se ao transporte de tropas, transportando cerca de 180 000 soldados durante a guerra. Em 1948 voltou para a rota Londres - Nova Iorque.

Serviço durante a pós-guerra[editar | editar código-fonte]

Em 1950, a Cunard White Star passou a ser conhecida como Cunard Line, deixando o Britannic e Georgic como os únicos navios em serviço da antiga White Star Line. Ambos os dois seguiram realizando as suas viagens sob a bandeira da extinta empresa durante o resto do seu tempo de serviço.

Em junho de 1950, o Britannic colidiu com o navio dos Estados Unidos, Pioneer Land.

A última viagem[editar | editar código-fonte]

As últimas viagens do Britannic foram realizadas na rota Liverpool - Nova Iorque, sendo o último transatlântico com bandeira da White Star Line a realizar[1] em novembro de 1960 esta rota. A última partida de Nova Iorque ocorreu a 25 de novembro de 1960, chagando a Liverpool a 2 de dezembro. No sentido inverso, a última partida de um navio da White Star Line de Liverpool também foi realizada pelo Britannic a 16 de dezembro de 1960. Ao chegar a Nova Iorque a cambota do motor teve uma avaria grave e as viagens posteriores foram canceladas. A Cunard declarou a reparação como proibitiva sob o ponto de vista económico e o Britannic atravessou o atlântico pela ultima vez com destino a Inverkeithing, onde foi vendido para sucata, sendo desmantelado no ano seguinte.

Referências

  1. «RMS Britannic on White Star Line Archives 1931». Chriscunard.com. Consultado em 16 de julho de 2009 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre MV Britannic