Mosteiro de Phyang

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mosteiro de Phyang
Nomes alternativos Gompa de Phyang • Mosteiro de Phiyang • Mosteiro de Fiang
Tipo gompa
Estilo dominante tibetano
Construção 1515 (504 anos)
Aberto ao público Sim
Religião Budismo tibetano
(Drikung Kagyu)
Geografia
País  Índia
Cidade Phyang
Estado Jammu e Caxemira
Distrito Leh
Região Ladaque
Coordenadas 34° 11' 11" N 77° 29' 22" E
Mosteiro de Phyang está localizado em: Jammu e Caxemira
Mosteiro de Phyang
Localização do Mosteiro de Phyang em Jammu e Caxemira

O Mosteiro de Phyang, Gompa de Phyang, Mosteiro de Phiyang ou Mosteiro de Fiang é um mosteiro budista tibetano (gompa) do Ladaque, no estado de Jammu e Caxemira, noroeste da Índia. Situa-se na aldeia de Fiang, 15 km a oeste de Leh. Foi fundado em 1515 e, além do Mosteiro de Lamayuru, é a única gompa do Ladaque pertencente à seita Drikung Kagyu.[1]

No complexo do mosteiro há vários santuários. Além de algumas pinturas murais com centenas de anos,[2] a principal atração do mosteiro para os visitantes é um museu onde estão expostos ídolos, thangkas, armas de fabrico chinês, tibetano e mongol, etc. As peças mais antigas têm alegadamente mais de 900 anos.[3]

No mosteiro celebra um festival anual, o Gang-Sngon Tsedup, entre o 17.º e o 19.º dia do primeiro mês do calendário tibetano. No segundo e terceiro dia do sexto mês do calendário tibetano há outro festival que inclui danças sagradas com máscaras (Cham).[3]

História[editar | editar código-fonte]

Há pelo menos duas versões da história da fundação do mosteiro. Segundo uma delas, o local onde se situa atualmente o mosteiro em tempos fez parte de um conjunto de numerosas propriedades monásticas que foram oferecidas a Chosje Damma Kunga durante o reinado do Dharmaraja Jamyang Namgial. Em 1515, foi construído um mosteiro na colina de Phyang, conhecido como Tashi Chozong, o qual foi o primeiro estabelecimento da escola Drikung no Ladakh, cujos ensinamentos foram iniciados por Skyoba Jigsten Gonbo.[3]

Segundo outra versão, o mosteiro foi fundado por Tashi Namgyal, que terá reinado no terceiro quartel do século XVI, embora a cronologia do Ladaque dessa época seja complicada, nomeadamente porque muito provavelmente alguns nomes foram omitidos nas crónicas quer por erros quer para deliberadamente fazer esquecer alguns eventos.[4]

Notas e referências[editar | editar código-fonte]

  1. Rizvi, Janet (1996), Ladakh: Crossroads of High Asia, ISBN 9780195645460 (em inglês) 2.ª ed. , Deli: Oxford University Press India, p. 228 
  2. Rizvi 1996, p. 229.
  3. a b c «Phyang Monastery» (em inglês). www.buddhist-temples.com. Consultado em 25 de outubro de 2016 
  4. Rizvi 1996, p. 64.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Mosteiro de Phyang