Mosteiro de Diskit

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wiki letter w.svg
Por favor melhore este artigo ou secção, expandindo-o. Mais informação pode ser encontrada no artigo «Diskit Monastery» na Wikipédia em inglês e também na página de discussão. (setembro de 2016)
Mosteiro de Diskit
Nomes alternativos • Mosteiro de Deskit
• Gompa de Diskit
• Gompa de Galdan Tashi Chuling
Tipo gompa
Estilo dominante tibetano
Construção século XIV
Aberto ao público Sim
Religião budismo tibetano, Gelug
Geografia
País  Índia
Cidade Diskit
Estado Jammu e Caxemira
Distrito Leh
Tesil Diskit
Região histórica Ladaque, Vale de Nubra
Coordenadas 34° 32' 28" N 77° 33' 37" E
Mosteiro de Diskit está localizado em: Jammu e Caxemira
Mosteiro de Diskit
Localização do Mosteiro de Diskit em Jammu e Caxemira

O Mosteiro de Diskit, Mosteiro de Deskit, Gompa de Diskit ou Gompa de Galdan Tashi Chuling é o maior e mais antigo mosteiro budista tibetano (gompa) do vale de Nubra, Ladaque, noroeste da Índia. Pertence à seita Gelug ("chapéus amarelos"), depende do mosteiro de Thiksey e situa-se a pouco menos de dois quilómetros a sudeste da aldeia de Diskit, cerca de 115 km por estrada a norte de Leh, a capital regional.

O mosteiro de Hunder, o templo de Lachung encontram-se nas imediações. Na sala de oração há uma estátua de Cho Rinpoche (o Buda Coroado), um tambor gigante e várias imagens de divindades guardiãs ameaçadoras. Numa cúpula elevada do mosteiro há um fresco representando o mosteiro de Tashilhunpo do Tibete.

A administração do mosteiro mantém uma escola, com o apoio do "Tibet Support Group", uma organização não governamental, a qual tem equipamentos informáticos e onde são lecionadas disciplinas científicas em inglês a crianças tibetanas da região.

Em fevereiro, numa altura em que a região está isolada devido à queda de neve intensa, é realizado no mosteiro um festival, o Dosmoche ou "Festival do Bode Expiatório", ao qual acorrem muitos habitantes das aldeias do vale de Nubra.

História[editar | editar código-fonte]

O mosteiro foi fundado no século XIV por Changzem Tserab Zangpo, um discípulo de Tsongkhapa, o fundador da seita Gelug.[1] A história do vale de Nubra e do mosteiro só é conhecida a partir do século XIV. O ladaque era então governado pelo rei Grags-pa-‘bum-lde (1400–1440) e pelo seu irmão, que tentaram, sem sucesso apoderar-e, do vale de Nubra, que estava sob o domínio de um governante local chamado Nyig-ma-grags-pa. Este apoiou a seita Gelug na construção do mosteiro em Diskit e na divinização do ídolo de Tsongkhapa do mosteiro.[2]

Durante o reinado de Blogros-chog-idan (1440–1470), que chegou a controlar o Tibete Ocidental, Panchen Lha-btsun, um natural do vale de Nubra, estudou no Tibete e depois foi assistente do fundador do mosteiro de Tashilhunpo, antes de, nos últimos anos de vida, voltar a Nubra. Em 1500, o Ladaque era governado por Bkra-shis-rnam-rgyal, que combateu o invasor Mirza Haider, da Ásia Central, no vale de Nubra e perto de Leh. O invaor acabou por ser vencido e Nubra passou a ser controlado pelo rei ladaque. Não obstante, os líderes locais mantiveram algum poder em Diskit e Hunder. Após esta guerra, começaram a instalar-se em Nubra muçulamos xiitas. O filho de Bkra-shis-rnam-rgyal, Tshedbang-rnam-rgyal governou o Ladaque a partir de 1530 e expandiu o reino. Os habitantes de Nubra impediram-no de invadir Hor, em Xinjiang, pois o comércio com Iarcanda era considerado crucial para Nubra.[2]

Segundo os registos históricos, durante o reinado de Jams-dbang-rnam-rgyal os habitantes de Nubra pagaram tributo ao rei do Ladaque. O rei Bde-‘Idanrnam-rgyal (1620–1645) derrotou os baltis e os mogois. Os reis Rgyal eram muito religiosos e construíram muros de pedras manis por todo o reino, além de contratrarem monges para recitarem hinos de Mani-tung chur no vale de Nubra e outras áreas vizinhas. Em meados do século XVIII, Tshe-dbang-rnam-rgyal entregou o controlo do mosteiro de Diskit ao Rinpoche do mosteiro de Thiksey, uma situação que se mantém até hoje.[2]

Localização[editar | editar código-fonte]

O mosteiro situa-se a 3 150 metros de altitude, numa encosta acima das várzeas da margem esquerda (sul) do rio Shyok, a sul da foz do rio Nubra e sudeste da aldeia de Diskit. Devido à altitude do vale de Nubra-Shyok ser inferior à do resto da generalidade do Ladaque, o clima é mais ameno, o que está na origem da vegetação luxuriante do vale, que é chamado "Pomar do Ladaque". O vale fazia parte de uma rota de caravanas entre o Tibete e a China.

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. «Diskit & Hundur Gompa» (em inglês). www.buddhist-temples.com. Consultado em 14 de setembro de 2016 
  2. a b c Osmaston, Henry; Tsering, Nawang (1997), «A brief History of Nubra Valley», Recent research on Ladakh 6: proceedings of the sixth InternationalConference, ISBN 81-208-1432-0, Motilal Banarsidass Publishers, pp. 254–255 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre o Mosteiro de Diskit