Rio Tsarap

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Tsarap
Tsarap Chu • Tserab • Lungnak • Lingti • صراف ندی
Zanskar Char 1.jpg

O rio Tsarap ou Lungnak perto da aldeia de Char

Localização
País
Coordenadas
Dimensões
Comprimento
140 kmVisualizar e editar dados no Wikidata
Hidrografia
Tipo
Bacia hidrográfica
Nascente
sudeste de Baralacha La
Afluente
principal
Yunan Chu • Sarchu • Kargyag Chu
Caudal médio
208 m³/s
Foz
Rio Zanskar, perto de Padum
Altitude da foz
3 485 m

O rio Tsarap, Tsarap Chu ou Tserab Chu (em urdu: صراف ندی), também chamado ou confundido com o rio Lingti na parte superior do seu curso e rio Lungnak na parte inferior, é um rio do Estado de Jamu e Caxemira, norte da Índia. O seu vale é o principal eixo da parte oriental da cordilheira e região de Zanskar, situada no sul do Ladaque. É o braço oriental do rio Zanskar, o qual se forma na confluência com o braço ocidental, o Doda (ou Stod), situada poucos quilómetros a nordeste de Padum, a principal aldeia de Zanskar. Por sua vez, o rio Zanskar desagua no rio Indo pela margem esquerda (sul) alguns quilómetros a norte de Nimo.

O rio Tsarap ou Lungnak é importante para a agricultura do vale de Zanskar, escassa, mas vital para a população local. Sobretudo nas áreas mais baixas de Chia, o rio alimenta os sistemas de irrigação dos campos de cevada, trigo, trigo-mourisco e ervilhas.[1]

Curso — Tsarap, Lingti e Lungnak[editar | editar código-fonte]

A literatura e mapas divergem na identificação dos diversos nomes dos principais rios que correm na parte oriental da bacia hidrográfica do rio Zanskar. Para alguns autores, o Tsarap é um braço ou afluente do curso superior do rio Lingti.[2][3]

Em alguns mapas, o rio que corre ao lado da estrada Manali–Leh desde alguns quilómetros a nordeste do passo Baralacha La, no norte do estado de Himachal Pradexe, até Sarchu[4] (também chamado Lingti),[5] na fronteira do Ladaque (em Jamu e Caxemira), é assinalado como sendo o Tsarap. Esse braço do Tsarap nasce na cordilheira dos Grandes Himalaias, a sudeste do Baralacha La, corre para noroeste até encontrar a estrada, que atravessa, e posteriormente segue ao lado desta até Sarchu,[4] onde conflui com outros dois cursos de água — o Yunan Chu e o Lingti, segundo algumas fontes, ou o Yunan e o Sarchu.[6] Um dos rios que conflui em Sarchu nasce junto a Pankpo La,[7] o passo a sul de Sarchu que liga o planalto de Rupshu ao Zanskar.[8]

Após Sarchu, esse braço do Tsarap corre para norte ao lado da estrada durante alguns quilómetros, até ao início dos Gata Loops, nome dado ao trecho da estrada Manali–Leh que ziguezagueia enquanto sobe para os passos de Nakee La e Lachung La, em direção a leste. Por sua vez, o rio segue para noroeste, embrenhando-se em Zanskar, e depois para norte.[9][10]

Noutros mapas, a nascente do Tsarap aparece mais a norte, aproximadamente a meio caminho em linha reta entre Baralacha La e o lago Tso Moriri, no planalto de Rupshu.[11] Este braço cruza a estrada Manali–Leh perto de Pang, a leste de Lachung La, na direção sudeste-noroeste. A um par de dezenas de quilómetros em linha reta a leste de Phugtal, conflui com o rio que passa por Baralacha La e segue primeiro para leste e depois curva para sudoeste, para passar por Pughtal. Passados cerca de 5 km conflui em Purne com o Kargyag Chu (ou Kurgiak).[9][10] O trecho do rio que passa em Pughtal e Purne e segue depois para noroeste até Padum e à confluência com o Doda, onde se forma o Zanskar, aparece em alguns mapas e literatura como sendo o Lungnak.[11]

Deslizamento de terra[editar | editar código-fonte]

Em 31 de dezembro de 2014 um deslizamento de terra bloqueou o leito do Tsarap 140 km a sul (montante) de Padum, entre as aldeias de Shun e Phugtal, formando uma barragem que deu origem a um lago artificial. O acidente foi detetado quando os níveis da água na barragem hidroelétrica de Alchi, centenas de quilómetros a jusante, baixaram subitamente. Em 1 de fevereiro de 2015, a barragem causada pelos detritos tinha 60 metros de altura, 90 m de largura e 600 m de comprimento. A albufeira atrás da barragem tinha cerca de 14 km de comprimento e cobria aproximadamente 110 hectares.[12][13][14]

Referências

  1. Tsering, Nawang (1997), Osmaston, Henry, ed., Recent Research on Ladakh 6: Proceedings of the Sixth International Colloquium on Ladakh, Leh 1993, ISBN 9788120814325 (em inglês), International Association for Ladakh Studies, Motilal Banarsidass Publ., pp. 56–66, consultado em 27 de janeiro de 2017 
  2. Strachey, Henry (1854), Physical Geography of Western Tibet, ISBN 9788120610446 (em inglês), Nova Deli: Asian Educational Services (publicado em 1995), pp. 38, 45, consultado em 27 de janeiro de 2017 
  3. India. Quarter Master General's Department. Intelligence Branch (1991), Gazetteer of Kashmir and Ladak: Together with Routes in the Territories of the Maharaja of Jam[m]u and Kashmir, ISBN 9789693501049 (em inglês), Sang-e-Meel Publications (reedição), pp. 554, 725, consultado em 27 de janeiro de 2017 
  4. a b Eakins, Nicholas (2011), Exploring Ldakh — The Complete Guide, ISBN 9788179270066 (em inglês), Deli: Hanish & Co.  (mapa)
  5. Gazetteer of Kashmir and Ladak, p. 663
  6. Gazetteer of Kashmir and Ladak, p. 569
  7. Gazetteer of Kashmir and Ladak, p. 725
  8. Kapadia, Harish (1999), Across Peaks & Passes in Ladakh, Zanskar & East Karakoram, ISBN 9788173871009 (em inglês), Indus Publishing, p. 218, consultado em 27 de janeiro de 2017 
  9. a b «Bing Maps». www.bing.com. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  10. a b «Google Maps». www.google.com. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  11. a b Rizvi, Janet (1996), Ladakh: Crossroads of High Asia, ISBN 9780195645460 (em inglês) 2.ª ed. , Deli: Oxford University Press India  (mapa)
  12. «Landslide in Northern India : Image of the Day» (em inglês). NASA Earth Observatory. www.earthobservatory.nasa.gov. 27 de janeiro de 2015. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  13. Petley, Dave (22 de janeiro de 2015). «The landslide on the Tsarap River in the Zanskar Valley – new images» (em inglês). American Geophysical Union. blogs.agu.org. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
  14. Petley, Dave (22 de janeiro de 2015). «New satellite images of the Tsarap landslide in the Zanskar Valley» (em inglês). American Geophysical Union. blogs.agu.org. Consultado em 27 de janeiro de 2017 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre o Rio Tsarap