Palácio Verride

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fachada do Palácio de Verride

O Palácio de Verride ou Palácio de Santa Catarina está situado no Bairro da Bica, freguesia de Santa Catarina, junto ao Miradouro de Santa Catarina, popularmente chamado de Adamastor, em Lisboa.

Este palácio foi edificado no século XVIII. Aqui morou o Conde de Verride. Propriedade da Caixa Geral de Depósitos até 1993, quando os Gabinetes de Imagem e Comunicação foram transferidos para a sede no Campo Pequeno. Na mesma época, o piso nobre era utilizado como local de recepções e jantares. Adquirido pela autarquia de Lisboa em 2003. Encetaram-se negociações entre a Câmara Municipal de Lisboa, o coleccionador Francisco Capelo e Bárbara Coutinho, a directora do futuro Museu do Design e da Moda]] (MUDE) para que o Museu ocupasse este edifício, o que não se concretizou. No Palácio teve lugar uma exposição inserida no Festival Pop Up em 2010, de cultura urbana, da qual ainda hoje se podem ver alguns vestígios, nomeadamente no último piso (alguns grafitti). Entre 22 e 28 de Outubro o Palácio reabriu as suas portas para a exposição "Verride", no âmbito da iniciativa Lisbon Week 2012 (com o patrocínio da Caixa Geral de Depósitos, na Rota da Arte). A curadora Filipa Oliveira convidou quinze artistas portugueses a exporem: Vasco Araújo, André Guedes (performance Tarde e obra no piso de entrada), Pedro Barateiro, Susana Mendes Silva, João Onofre, Gil Cortesão, Nuno Sousa Vieira, Joana Bastos, Patrícia Garrido, Luísa Cunha, Rui Chafes, Helena Almeida, Helena Marques, Daniel Blaufuks e Mauro Cerqueira. A exposição foi prolongada até dia 4 de Novembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.