Palácio de Água de Peixes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Palácio de Água de Peixes localiza-se na freguesia de Alvito, no concelho de mesmo nome, distrito de Beja, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Se bem que a sua construção remonte ao século XII,[1] o aspecto actual é quinhentista. [2] Pertenceu à Casa de Bragança e logo ao Duque do Cadaval. O seu nome deve-se ao fato de ter sido erguido na Herdade de Água de Peixes.

Encontra-se classificado como Monumento Nacional desde 2002.

Características[editar | editar código-fonte]

Apresenta planta quadrangular, de linhas simples, dividido internamente em dois largos pisos, que emolduram um pátio central, ajardinado. Este pátio conserva ainda o seu aspecto claustral.

O pátio, murado e contornado pelo edifício, é amplo e contém um original tanque de 50 metros quadrados que tempos idos formava uma piscina. Este tanque hoje é ocupado por um zambujeiro. Para o pátio dá uma capela que se distribui rectangularmente por uma só nave, iluminada apenas por duas pequenas frestas, dando ao espaço um aspecto de dormitório conventual, de local de clausura. Essas pequenas janelas são decoradas com ombreiras manuelinas.

Além de traços do fim do período medieval, o edificio apresenta ainda elementos do estilo manuelino. Nele destaca,-se ainda uma colecção de azulejaria portuguesa setecentista.

No exterior está pintado com cores típicas alentejanas: o branco e o azul.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «IGESPAR - Solar de Água de Peixes». Consultado em 9 de Junho de 2012 
  2. «IGESPAR - Pelourinho de Água de Peixes». Consultado em 7 de Junho de 2012 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.