Paola Carosella

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Paola Carosella
Paola Carosella em sessão na Câmara dos Deputados em maio de 2018.
Nome completo Paola Florencia Carosella
Nascimento 30 de outubro de 1972 (46 anos)
Buenos Aires, Argentina
Residência São Paulo, Brasil
Nacionalidade Ítalo-argentina
Estatura 1,77
Progenitores Mãe: Irma Polverari
Pai: Roberto Carosella
Cônjuge Jason Lowe
Filho(s) Francesca Carosella
Ocupação Chef de cozinha
Início da atividade 1990–presente
Principais trabalhos Diretora n'A Figueira Rubaiyat
Jurada no MasterChef, MasterChef Júnior e MasterChef Profissionais
Página oficial
Site Oficial

Paola Florencia Carosella (Buenos Aires, 30 de outubro de 1972) é uma cozinheira, empresária executiva[1] e chef de cozinha ítalo-argentina radicada no Brasil. É dona do restaurante Arturito e do café La Guapa. Ficou conhecida ao se tornar jurada da versão brasileira do talent show MasterChef transmitido pela Band. Foi eleita a melhor chef de 2014, pelo Guia da Folha de S.Paulo.[2] Em 2017 recebeu o prêmio Jabuti pelo seu livro “Todas as sextas”.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Paola nasceu na Argentina e é descendente de imigrantes italianos. Introduzida à cozinha pelos avós, que plantavam e colhiam os alimentos a serem preparados, após terminar o correspondente ao ensino médio no país, começou a trabalhar em restaurantes de Buenos Aires. Paola atualmente trabalha no MasterChef como jurada ao lado do brasileiro Henrique Fogaça e do chef francês Érick Jacquin e da jornalista e apresentadora Ana Paula Padrão [3]

Em 7 de novembro de 2016, Paola lançou seu primeiro livro que é um misto de autobiografia e uma coletânea de receitas, chamado "Todas as sextas"

Carreira gastronômica[editar | editar código-fonte]

Trabalhou com o chef de cozinha argentino Francis Mallmann, antes de viajar para Paris e trabalhar em restaurantes como o Le Grand Véfour, Le Celadon e no Le Bristol.[3] Ainda trabalhou como cozinheira em restaurantes da Califórnia, nos Estados Unidos, e no Uruguai, antes de se mudar para Mendoza, na Argentina, em 1994, e trabalhar no restaurante Patagonia West, em Nova Iorque.

A Figueira Rubaiyat[editar | editar código-fonte]

Em 2001, ela foi convidada a se mudar para São Paulo, para abrir e dirigir a cozinha do A Figueira Rubaiyat, ao lado de Mallmann e Belarmino Fernandez Iglesias.[4]

Restaurantes[editar | editar código-fonte]

  • 2001 - A Figueira Rubaiyat[3]
  • 2003 - Julia Cocina[3]
  • 2008 - Arturito[3]
  • 2014 - La Guapa[3]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • 2009: Chefe revelação na revista Gula;
  • 2009: Melhor restaurante variado na revista Veja;
  • 2010: Chefe do ano na revista Veja;
  • 2010: Melhor restaurante variado na revista Veja;
  • 2014: Melhor Chef do Ano pelo Guia da Folhagens;
  • 2016/ 2017: Melhor Salgado na Veja São Paulo Comer & Beber;
  • 2017: Prêmio Jabuti de Literatura (2º lugar) na categoria “Gastronomia” com o livro “Todas as sextas”;
  • 2017/2018: Melhor Restaurante Variado na Veja São Paulo Comer & Beber.
  • 2018/2019: 3º Colocado Melhor Restaurante Variado na Veja São Paulo Comer & Beber.
  • 2018/2018: 2º Colocado Melhor Salgado na Veja São Paulo Comer & Beber

Referências

  1. Lorençato, Arnaldo (27 de abril de 2013). «Paola Carosella deixa a diretoria executiva do Grupo Rubaiyat » Arnaldo Lorençato - Como, logo existo». Veja. Como, logo existo - Blog do Lorençato. Consultado em 14 de maio de 2015 
  2. «Guia Folha - Restaurantes - Paola Carosella, do Arturito, é eleita chef do ano por leitores do 'Guia' - 23/12/2014». Folha de S. Paulo. Guia da Folha. 23 de dezembro de 2014. Consultado em 14 de maio de 2015 
  3. a b c d e f «Bio - Paola Carosella». Site oficial. Consultado em 14 de maio de 2015 
  4. Silva, Fernando (7 de dezembro de 2014). «Paola Carosella quer ter programa de TV para ensinar a cozinhar - 07/12/2014 - são paulo - Folha de S.Paulo». Folha de S. Paulo. Consultado em 13 de maio de 2015