Partido Socialista do Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Partido Socialista do Brasil
Número eleitoral 73
Presidente Boris Nicolaievski
Fundação 1992
Dissolução 1992
Sede Rio de Janeiro, RJ
Ideologia Socialismo

Política do Brasil
Partidos políticos
Eleições

Partido Socialista do Brasil foi uma sigla partidária brasileira que disputou, sob registro provisório, as eleições municipais do ano de 1992, sendo extinto logo em seguida.

Foi dirigido pelo advogado Boris Nicolaievski, e tentava reaglutinar os filiados do extinto Partido Socialista que funcionou no período 1985-1990.

Na eleição de 1992, lançou 11 candidatos a vereador na cidade do Rio de Janeiro, não conseguindo eleger nenhum. Inicialmente, o PS do B coligou-se com o PRP, apoiando a candidatura de Regina Gordilho, porém, durante a campanha, a maioria dos postulantes à Câmara Municipal decidiu apoiar Cidinha Campos, do PDT.

Utilizou o número 73.[1]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «PARTIDO SOCIALISTA DO BRASIL (PS do B)». Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 05/04/2016. 



Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.