Pedro Vilela

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pedro Vilela
Pedro Vilela
Deputado federal por Alagoas
Período 1º de fevereiro de 2015
até 31 de janeiro de 2019
Secretaria Municipal de Esporte de Maceió
Período 2013 - 2014
Dados pessoais
Nascimento 01 de maio de 1985 (34 anos)
Maceió, Alagoas
Progenitores Mãe: Francine Torres Vilela
Pai: Elias Brandão Vilela Neto
Partido PSDB
Profissão Advogado

Pedro Torres Brandão Vilela (Maceió, 1 de Maio de 1985) é um advogado e político brasileiro. Filiado ao PSDB, foi deputado federal por Alagoas e ex-presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara dos Deputados. É o presidente estadual do partido.[1]

É neto do ex-senador Teotônio Vilela e sobrinho do ex-governador Teotônio Vilela Filho.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Pedro Vilela é Bacharel em Direito, formado pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo no ano de 2007. Morou em São Paulo até o termino da graduação, viajando para a Inglaterra logo em seguida. Depois de um ano retornou ao Brasil, trabalhando como assessor particular do senador João Tenório.

Em 2010 integrou a equipe da campanha de reeleição de seu tio, governador Teotônio Vilela Filho. Assumiu a Secretaria Geral do PSDB em Alagoas e, em 2012, coordenou a campanha de eleição do atual prefeito[2] de Maceió, Rui Palmeira. Em janeiro de 2013 assumiu a Secretaria Municipal de Esporte e, em maio do mesmo ano, foi eleito presidente do diretório estadual PSDB[3] em Alagoas.

Em abril de 2017 votou a favor da Reforma Trabalhista.[4] Em agosto de 2017 esteve ausente na votação em que se pedia abertura de investigação contra Michel Temer, e que poderia afastá-lo da presidência da república. A ausência do deputado ajudou a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[5]

Nas eleições de 2018, foi novamente candidato a deputado federal pelo PSDB, mas não conseguiu ser reeleito e terminou como primeiro suplente de sua coligação.[6]

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Pedro Vilela é nova aposta do PSDB em Alagoas - Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas». Tribuna Hoje - O portal de notícias que mais cresce em Alagoas. Consultado em 10 de janeiro de 2017. Arquivado do original em 4 de julho de 2015  |nome1= sem |sobrenome1= em Authors list (ajuda)
  2. OAM. «Rui Palmeira anuncia nomes de 12 secretários municipais em coletiva». gazetaweb.globo.com. Gazetaweb.com. Consultado em 10 de janeiro de 2017 
  3. «Pedro Vilela assume presidência do PSDB e deve ser candidato em 2014 - Alagoas 24 Horas: Líder em Notícias On-line de Alagoas». Alagoas 24 Horas: Líder em Notícias On-line de Alagoas. 29 de abril de 2013 
  4. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  5. Deutsche Welle (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Carta Capital. Consultado em 18 de setembro de 2017 
  6. «Senadores e deputados federais/estaduais eleitos: Apuração e resultado das Eleições 2018 AL - UOL Eleições 2018». UOL Eleições 2018. Consultado em 27 de outubro de 2018 
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.