Ricardo Baptista Leite

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ricardo Baptista Leite
Ricardo Baptista Leite
Deputado da Assembleia da República pelo Distrito de Lisboa
Período 1 de julho de 2011
à atualidade
Dados pessoais
Nascimento 31 de maio de 1980 (40 anos)
Toronto, Canadá
Nacionalidade Portuguesa e Canadiana
Alma mater Universidade Nova de Lisboa
Partido PSD
Religião Catolicismo
Profissão Médico
Website www.ricardobaptistaleite.pt

Ricardo Baptista Leite (Toronto, 31 de maio de 1980) é um médico, autor, professor universitário, analista e político[1] português. É deputado à Assembleia da República Portuguesa, membro da Assembleia Municipal de Cascais e coordenador científico de Saúde Pública do Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa.[2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu em Toronto, Canadá, para onde o seu pai, João Baptista Leite e a sua mãe, Ana Maria Guerreiro Leite, haviam emigrado após a descolonização portuguesa de África, em particular de Angola.[1]

Com 11 anos, mudou-se para Portugal, onde completou o 6º ano de escolaridade. Inicialmente, por ainda não ser fluente na língua portuguesa, começou por estudar numa escola internacional de língua inglesa, a Saint Dominic's International School, tendo posteriormente continuado o ensino secundário no Colégio Marista de Carcavelos.[3]

Percurso académico e profissional[editar | editar código-fonte]

Ricardo licenciou-se em Medicina, na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa, em 2004, tendo completado, no ano seguinte, o internato de medicina geral no Hospital Fernando da Fonseca. Depois, seguiram-se cinco anos de formação específica em Doenças Infeciosas, um ano no Centro Hospitalar de Coimbra e de regresso a Lisboa, fez mais quatro anos no Hospital Egas Moniz. Paralelamente, também estagiou nas áreas de Microbiologia, Virologia e Medicina Tropical, além de ter completado um estágio em Saúde Pública na Organização Mundial de Saúde em 2011.[2]

É doutorando em Saúde Pública e Sistemas de Saúde na Universidade de Maastricht.[2]

O Ricardo é o coordenador científico de Saúde Pública no Instituto de Ciências da Saúde da Universidade Católica Portuguesa, e é professor assistente convidado no Departamento de Microbiologia e Parasitologia da Faculdade de Ciências Médicas, bem como orador convidado sobre Saúde Sustentável, na Nova IMS – Information Management School, ambas da Universidade Nova de Lisboa.[2] Fundou e integra diversas organizações ligadas à Saúde, inovação e ao desenvolvimento sustentado. Fundou a CREATING HEALTH - Research and Innovation Funding,[4] co-fundou as Conferências do Estoril, integrou em 2015 o Programa European Young Leaders e é membro da European Leadership Network.[5]

Em 2016 foi reconhecido pelo The Economist como um HCV Change Maker, pelo trabalho que desenvolveu no campo da Hepatite C.[6] No ano seguinte, sob os auspícios da UNAIDS, fundou a UNITE – Global Parliamentarians Network to end HIV/AIDS, Viral Hepatitis and other Infectious Diseases,[7] constituída por atuais e antigos decisores políticos, com o objetivo de acabar com estas ameaças à saúde global, alinhada com os Objetivos Globais para o Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas.

Em 2014 e em 2015 publicou dois livros, respetivamente  “Consenso estratégico para a gestão integrada da hepatite C em Portugal[8] e “Cidadania para a Saúde”,[9] focado no papel do cidadão na promoção de Saúde Pública e prevenção de doenças. Em 2020 lançou o livro "Um Caminho para a Cura, Realidades e Propostas Para o Sistema de Saúde em Portugal",[10] [11][12] sobre o Serviço Nacional de Saúde e o futuro das Políticas Públicas de Saúde.

Em 2020 foi convidado para se tornar comentador residente na estação televisiva noticiosa CMTV.[13]

Percurso político[editar | editar código-fonte]

O Ricardo Baptista Leite foi iniciado na vida partidária em 2000, pelo atual Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.[14] Filiou-se no Partido Social Democrata(PSD) e na Juventude Social Democrata(JSD), tendo sido eleito membro da Assembleia de Freguesia de São Domingos de Rana no ano seguinte, onde cumpriu um mandato, até 2005.[2]

Durante os anos que integrou a JSD, foi Diretor do Gabinete de Estudos Nacional daquela organização,[15] e liderou diversas ações de formação, tendo numa delas conseguido juntar num mesmo debate dois antigos Primeiro Ministro, do PSD e do PS, Francisco Pinto Balsemão e Mário Soares.[16]

Com a saída da JSD, ao completar 30 anos de idade, foi agraciado como militante honorário em 2010, no XXI Congresso Nacional, e integrou o grupo de trabalho para a revisão do Programa Político do PSD, GENEPSD, onde fez contributos para as áreas da Saúde e Poder Local.[17] Também no Instituto Francisco Sá Carneiro, enquanto presidido por Alexandre Relvas e posteriormente também convidado por Carlos Carreiras.

Foi presidente da comissão política da concelhia de Cascais em 2008,[18] tendo sido um mandato que ao nível do concelho ficou marcado pela vitória nas Eleições Europeias, e pela obtenção da maior vitória até à data, com a eleição, nas autárquicas de 2009, de António D'Orey Capucho como Presidente da Câmara de Cascais.

Eleito Membro da Assembleia Municipal de Cascais desde 2005, em 2015 chegou a ser Vereador daquele município, onde por um breve período foi inclusivamente nomeado Vice-Presidente da Câmara, por Carlos Carreiras, Presidente da Câmara de Cascais.[2] Foi eleito Deputado da Assembleia da República pela primeira vez em 2011, onde liderou todos os grupos de trabalho parlamentares sobre VIH -SIDA, foi membro do Conselho de Fiscalização da Base de Dados de Perfis de ADN e do Conselho Consultivo para o programa nacional de VIH - SIDA da Direção-Geral da Saúde.[2]

Foi o primeiro subscritor em conjunto com André Brandão de Almeida, de uma moção apresentada e aprovada no 37º Congresso do Partido Social Democrata, onde defendiam a legalização do uso de cannabis para fins terapêuticos.[19][20][21]

Em 2018 foi escolhido de entre 700 candidatos de 35 países diferentes para o Marshall Memorial Fellowship, um dos programas de desenvolvimento de líderes do German Marshall Fund. No ano seguinte, em 2019, tornou-se vice-presidente da Parliament Network do Fundo Monetário Internacional do Banco Mundial.[22]

Ricardo Baptista Leite foi eleito, em 2019, vice-presidente do grupo parlamentar do PSD, para as áreas da Saúde, Cultura e Comunicação, e Agricultura. Também é membro da Comissão de Negócios Estrangeiros.[1][2][14]

Na crise da Pandemia da COVID-19[editar | editar código-fonte]

Já enquanto vice-presidente do grupo parlamentar do PSD para a Saúde, o Ricardo Batista Leite tem sido uma das vozes mais ativas no parlamento sobre este tema.[1][3][14][23][24][25][26]

Num dos momentos cruciais, no início da pandemia da COVID-19 em Portugal, coordenado com a liderança nacional do PSD,[27] discursou na Assembleia da República apelando ao envolvimento de todos, independentemente do partido político, para a implementação das recomendações da Organização Mundial de Saúde no combate a esta doença. Sob o mote “Cancelem tudo” fez um apelo que teve elevada repercussão mediática nacional e internacional, assumindo que o país se encontra numa guerra contra a COVID-19.[28][29][30][31][32][33][34]

O impacto provocado pela situação de união política, num esforço conjunto de combate à pandemia chegou além-fronteiras, com o Ricardo a ser chamado a falar em diversos Talk Shows e Órgãos de Comunicação Social nacionais[3] e internacionais, como Político,[35] The Telegrafh,[36] Sky News[37] e Itv, onde participou no programa Good Morning Britain do Piers Morgan.[13][38][39]

Para além da intervenção pública e de apelo à comunidade, promoveu a criação de uma plataforma online para apoiar o Serviço Nacional de Saúde e os profissionais de Saúde,[40] que se encontram na primeira linha de combate à doença. E voltou enquanto médico voluntário para o Hospital de Cascais, onde presta apoio direto a potenciais infetados pela COVID-19.[41] Em dezembro de 2020 foi-lhe diagnosticada a infeção por COVID-19, que terá contraído enquanto trabalhava no hospital.[42][43]

Em janeiro de 2021, Baptista Leite usou as redes sociais para descrever um cenário que o impressionou, depois de ter feitor um turno como médico voluntário no Hospital de Cascais. "Nunca vi tantas pessoas morrerem num só turno de 12 horas. Nunca vi tantas mortes, na minha vida profissional, num tão curto espaço de tempo", disse, num apelo a medidas de confinamento mais duras que ganhou eco na comunicação social e que foi alvo de criticas por parte da líder do grupo parlamentar do PS Ana Catarina Mendes, dizendo que só haviam morrido 3 pessoas nesse hospital.[44] O Hospital acabou por reconhecer a pressão e que a situação estava acima da média, numa altura em que Portugal tinha a maior taxa de infeção do mundo.[45][46][47][48] O médico e deputado acabou por explicar que assistiu a "cinco telefonemas de colegas médicos a familiares de pessoas que infelizmente faleceram naquele covidário do serviço de Urgência. Um número de vidas perdidas que nunca havia visto desde o início da pandemia. O normal num sábado era não morrer ninguém".[49]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Consenso estratégico para a gestão integrada da hepatite C em Portugal, Lisboa, Universidade Católica Editora, 2014
  • Cidadania para a Saúde, Lisboa, Universidade Católica Editora, 2015
  • Um Caminho para a Cura, Lisboa, D Quixote, 2020

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b c d «Ricardo Baptista Leite. O que está ″escrito nas estrelas″ para o médico do PSD? - DN». www.dn.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  2. a b c d e f g h «Biografia». www.parlamento.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  3. a b c «SIC | O Programa da Cristina - 13 de maio - Parte 2». SIC. Consultado em 31 de julho de 2020 
  4. «Creating Health | Fundador». creatinghealth.ics.lisboa.ucp.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  5. «Ricardo Baptista Leite». www.europeanleadershipnetwork.org (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2020 
  6. «2019 keynote - Ricardo Baptista Leite». ephconference.eu. Consultado em 31 de julho de 2020 
  7. «Prof. Doutor Ricardo Baptista Leite eleito para a direção da Rede Parlamentar do BM e do FMI - News Farma». www.newsfarma.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  8. Leite, Ricardo Baptista; Lopes, Henrique; Marinho, Rui Tato; Peixe, Paula (2014). Consenso estratégico para a gestão integrada da hepatite C em Portugal. [S.l.]: Universidade Católica Editora 
  9. «Universidade Católica Editora». www.uceditora.ucp.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  10. Ralha, Leonardo (25 de novembro de 2020). «Ricardo Baptista Leite propõe substituição da DGS por três novas entidades». O Jornal Económico. Consultado em 4 de dezembro de 2020 
  11. «Um Caminho para a Cura». www.cmjornal.pt. Consultado em 4 de dezembro de 2020 
  12. LeYa. «Um Caminho Para a Cura - LEITE, RICARDO BAPTISTA». Leyaonline. Consultado em 4 de dezembro de 2020 
  13. a b «Piers Morgan pede desculpa a Portugal por impasse sobre corredor aéreo com Reino Unido». www.cmjornal.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  14. a b c Rodrigues, Sofia. «"Tem de haver uma avaliação independente de toda a gestão da crise sanitária", diz "vice" da bancada do PSD». PÚBLICO. Consultado em 31 de julho de 2020 
  15. «Wayback Machine» (PDF). web.archive.org. 26 de março de 2012. Consultado em 31 de julho de 2020 
  16. «Mário Soares participa em iniciativa do PSD - Política - PUBLICO.PT». web.archive.org. 13 de setembro de 2012. Consultado em 31 de julho de 2020 
  17. Revista, Medicina Interna n.18 (1 de outubro de 2010). «MEDICINA INTERNA HOJE 2010 N.º 18» (PDF). Consultado em 31 de julho de 2020 
  18. «PSD/Cascais: Médico Ricardo Leite eleito para a comissão política concelhia - Agência Lusa - SAPO Notícias». web.archive.org. 15 de novembro de 2017. Consultado em 31 de julho de 2020 
  19. Lusa. «Debate sobre legalização "responsável" da "cannabis" no congresso». PÚBLICO. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  20. «PSD: Antigo e atual deputados médicos querem debate sobre legalização ″responsável″ da canábis - DN». www.dn.pt. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  21. «Uma proposta para ler "com a mente aberta": sociais-democratas defendem legalização da canábis para fins recreativos». Jornal Expresso. Consultado em 10 de outubro de 2020 
  22. «Ricardo Baptista Leite selecionado pelo German Marshall Fund». Semanario SOL. Consultado em 31 de julho de 2020 
  23. «Ricardo Baptista Leite sobre a Covid-19: «Sinto que estamos apenas no inicio de um tsunami» – Executive Digest». 16 de julho de 2020. Consultado em 31 de julho de 2020 
  24. Ralha, Leonardo (8 de junho de 2020). «Ricardo Baptista Leite diz que inversão da curva da Covid-19 põe Lisboa pior do que Roma, Bruxelas e Amsterdão». O Jornal Económico. Consultado em 31 de julho de 2020 
  25. «Expresso da Meia-Noite: "As medidas em vigor são insuficientes. Corremos o risco de [Lisboa] ser outra Madrid"». Jornal Expresso. Consultado em 31 de julho de 2020 
  26. «SIC Notícias | PSD fala em má gestão dos surtos de Covid-19 em Portugal». SIC Notícias. Consultado em 31 de julho de 2020 
  27. «Coronavírus: PSD apoia "todas as medidas que o Governo entenda necessárias, mesmo que não sejam medidas simpáticas"». www.sabado.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  28. «Cancelem tudo!». www.cmjornal.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  29. «Deputado do PSD apela aos portugueses que "cancelem tudo e fiquem em casa"». www.sabado.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  30. Renascença (13 de março de 2020). «​Coronavírus em Portugal. "Cancelem tudo e fiquem em casa", pede PSD - Renascença». Rádio Renascença. Consultado em 31 de julho de 2020  zero width space character character in |titulo= at position 1 (ajuda)
  31. Observador. «Ricardo Batista Leite: "Cancelem tudo. Fiquem em casa"». Observador. Consultado em 31 de julho de 2020 
  32. «Vídeo: Deputado português faz apelo dramático à população: "cancelem tudo, fiquem em casa"». Sul 21. 14 de março de 2020. Consultado em 31 de julho de 2020 
  33. «″Cancele tudo, fique em casa. Portugal está em estado de guerra contra coronavírus″». TSF Rádio Notícias. 13 de março de 2020. Consultado em 31 de julho de 2020 
  34. SAPO. «Covid-19: Deputado do PSD apela aos portugueses que "cancelem tudo e fiquem em casa"». SAPO 24. Consultado em 31 de julho de 2020 
  35. Ames, Paul (14 de abril de 2020). «How Portugal became Europe's coronavirus exception». POLITICO. Consultado em 31 de julho de 2020 
  36. Tom Mulvihill, Assistant content editor. «'We're bewildered' – Portugal tourism chief hits back at UK's 'confusing' air bridge decision». The Telegraph (em inglês). Consultado em 31 de julho de 2020 
  37. Admin, P. S. D. (7 de maio de 2020). «Ricardo Baptista Leite afirma que esforço dos portugueses foi crítico para combater a pandemia». Partido Social Democrata. Consultado em 31 de julho de 2020 
  38. Marques, Bianca (3 de julho de 2020). «"Qual é a lógica desta decisão ridícula?". Deputado do PSD questiona Piers Morgan sobre exclusão de Portugal da lista inglesa». O Jornal Económico. Consultado em 31 de julho de 2020 
  39. «Reino Unido. Portugal zangou-se (outra vez) com o velho aliado - DN». www.dn.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  40. Renascença (24 de março de 2020). «Coronavírus. Plataforma quer ajudar SNS e profissionais de primeira linha - Renascença». Rádio Renascença. Consultado em 31 de julho de 2020 
  41. «"A tentar recuperar a liberdade perdida": Médico Baptista Leite voluntaria-se para combater o coronavírus no 25 de Abril». www.cmjornal.pt. Consultado em 31 de julho de 2020 
  42. Ralha, Leonardo (10 de dezembro de 2020). «Ricardo Baptista Leite infetado com Covid-19». O Jornal Económico. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  43. «Ricardo Baptista Leite, médico e deputado do PSD, está infetado com Covid-19». www.cm-tv.pt. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  44. Lopes, Diogo. «De "voluntário pela metade" a "aparathick". Depoimento de Ricardo Baptista Leite leva a combate político entre PS e PSD». Observador. Consultado em 21 de janeiro de 2021 
  45. «CNN faz reportagem no Hospital de Cascais e sublinha que Portugal tem maior taxa de infeção do mundo | Câmara Municipal de Cascais». www.cascais.pt. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  46. «Hospital de Cascais esgota ocupação para doentes covid-19». SIC Notícias. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  47. «Covid-19. Médicos do Hospital de Cascais dizem que a situação é crítica». SIC Notícias. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  48. Portugal coronavirus news: CNN goes inside an ICU in the world's worst coronavirus hotspot - CNN Video, consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  49. «Médico Baptista Leite esclarece relato sobre episódio vivido em turno no Hospital de Cascais». www.cmjornal.pt. Consultado em 21 de janeiro de 2021