TV Rondônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TV Rondônia
Rádio TV do Amazonas Ltda.
Porto Velho, Rondônia
Brasil
Tipo Empresa privada
Canais
04 VHF analógico
14 UHF e 4.1 Virtual digital
Outros canais 22 UHF / 23 UHF digital Amazon Sat
Sede Bandeira de Porto Velho.svg Porto Velho, RO
Rua Miguel Chakian, 777, Avenida Governador Jorge Teixeira, 546 - Nova Porto Velho
MAPA
Slogan Sempre com você
Rede Rede Amazônica (Globo)
Rede(s) anterior(es) TV Record e Rede Tupi (REI) (1974-1975)
Rede Bandeirantes (1975-1986)
Fundador Phelippe Daou
Pertence a Rede Amazônica
Proprietário Phelippe Daou Jr.
Antigo proprietário Phelippe Daou (1974-2016)
Presidente Phelippe Daou Jr.
Fundação 13 de setembro de 1974 (43 anos)
CNPJ 04.387.825/0001-61
Prefixo ZYB 590
Emissoras irmãs
Cobertura 94% do Estado Rondônia
Potência 5 kW
Página oficial redeglobo.globo.com/redeamazonica

TV Rondônia é uma emissora de televisão brasileira sediada em Porto Velho, capital do estado de Rondônia. Opera nos canais 4 VHF e 14 UHF digital e é afiliada da Rede Globo. A emissora faz parte da Rede Amazônica, um complexo de emissoras de rádio e televisão espalhadas pelo norte brasileiro (exceto nos estados do Pará e Tocantins), fundado pelo empresário Phelippe Daou.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada em 13 de setembro de 1974, pelo jornalista Phelippe Daou, proprietário da Rede Amazônica, que tem sua sede em Manaus, AM. Desde sua fundação a TV Rondônia teve apoio financeiro decisivo do Governo de Rondônia e da Prefeitura de Porto Velho para sua manutenção como importante veículo de informação e entretenimento para a população da capital rondoniense. A instalação da emissora, tanto na capital como em outros municípios rondonienses, só foi viabilizada como resultado de contratos firmados entre a Rede Amazônica e o Poder Executivo, o que permitiu ao empresário consolidar e expandir rapidamente seu projeto de comunicação para a região.

Em 2010, houve a estadualização[1] dos sinais das emissoras da Rede Amazônica em seus respectivos estados, o que significa que cada emissora em seu estado de origem envia a programação local para seus próprios municípios (antes as emissoras do interior dos estados cobertos pela Rede Amazônica recebiam a programação originada pela TV Amazonas, de Manaus). Com isso, a TV Rondônia ganhou um sinal de satélite próprio no BrasilSat B4 (atualmente no StarOne C3) para essa finalidade.

Em 1 de junho de 2012, a emissora ganha uma página para divulgação de suas matérias jornalísticas no Portal G1, das Organizações Globo. A página pode ser acessada através do endereço g1.globo.com/ro/rondonia.

Em 21 de julho de 2012, é lançado oficialmente o sinal digital em HDTV para a cidade de Porto Velho. Nessa mesma data, a emissora reinaugura seu prédio (que passou por reformas durante o período de implantação do sinal digital) e estreia novos cenários para seus telejornais, ganhando o mesmo formato do Jornal do Amazonas e de outros telejornais da Rede Globo, de forma a se aproximar de seus telespectadores.

No dia 3 de janeiro de 2015, a TV Rondônia e todas as emissoras da Rede Amazônica deixam de utilizar o nome de suas filiais, passando a utilizar apenas a nomenclatura da rede. O objetivo disto é integrar todas as emissoras, de forma a fortalecer a marca e padronizar a qualidade da programação. Com a unificação da marca, as emissoras da Rede Amazônica deixam de utilizar seus nomes próprios nas vinhetas e na divulgação dos seus programas, sem no entanto mudar de nome.

Em 26 de novembro, um raio atingiu a sede da emissora em Porto Velho, tirando o seu sinal do ar por cerca de 40 minutos. Como o raio danificou vários equipamentos, a programação local e a geração de comerciais ficou prejudicada, e a emissora voltou ao ar retransmitindo o sinal da TV Amazonas, cabeça-de-rede da Rede Amazônica em Manaus, Amazonas. O Jornal de Rondônia acabou sendo cancelado, e em seu lugar foi exibido o Jornal do Amazonas. Durante a madrugada, a emissora conseguiu sanar os problemas e reiniciou sua transmissão local no dia seguinte.[2]

Em 2 de outubro, a emissora faz mudanças nos seus telejornais. O Rondônia TV na hora do almoço deixa de existir e passa a se chamar Jornal de Rondônia 1ª edição e a edição noturna por sua vez passa a ser Jornal de Rondônia 2ª edição. Também é anunciado a extinção do Amazônia em Revista.

Programação[editar | editar código-fonte]

Além de retransmitir a programação nacional da Rede Globo, a Rede Amazônica produz os seguintes programas:

  • Bom Dia Amazônia (versão local)
  • Jornal de Rondônia - 1ª Edição
  • Globo Esporte RO
  • Jornal de Rondônia - 2ª Edição
  • Zappeando
  • Paneiro
  • Amazônia Rural
  • Rondônia Notícia

Sinal[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]