Tursiops aduncus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Como ler uma infocaixa de taxonomiaRoaz-do-índico
Tursiops aduncus.JPG
Estado de conservação
Espécie deficiente de dadosDados deficientes (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Cetacea
Subordem: Odontoceti
Família: Delphinidae
Género: Tursiops
Espécie: T. aduncus
Nome binomial
Tursiops aduncus
(Ehrenberg, 1833)
Sinónimos
  • Delphinus aduncus Ehrenberg, 1833

O roaz-do-índico (Tursiops aduncus) é uma espécie de golfinho-roaz. Este golfinho cresce até 2,6 m (8,5 pés) de comprimento e pesa até 230 kg (510 lb).[1] Ele vive nas águas ao redor da Índia, norte da Austrália, Sul da China, Mar Vermelho e costa oriental da África.[1] Seu dorso é cinza escuro e sua barriga é cinza mais claro ou quase branca com manchas cinza.[1]

Até 1998, todos os golfinhos-nariz-de-garrafa eram considerados membros da única espécie T. truncatus. Naquele ano, o golfinho-roaz do Indo-Pacífico foi reconhecido como uma espécie separada.[2][3] O golfinho-roaz do Indo-Pacífico é geralmente menor que o golfinho-nariz-de-garrafa comum, tem um rosto proporcionalmente mais longo e tem manchas na barriga e nas laterais inferiores.[2][4] Ele também tem mais dentes do que o golfinho-nariz-de-garrafa comum - 23 a 29 dentes em cada lado de cada mandíbula, em comparação com 21 a 24 para o golfinho-nariz-de-garrafa comum.[4] Algumas evidências mostram que o golfinho-nariz-de-garrafa do Indo-Pacífico pode, na verdade, estar mais relacionado a certas espécies de golfinhos nos gêneros Stenella e Delphinus, especialmente o golfinho-pintado-do-Atlântico (S. frontalis), do que o golfinho-roaz comum.[2][5]

Muitos dos dados científicos antigos no campo combinam dados sobre o golfinho-roaz do Indo-Pacífico e o golfinho-roaz comum em um único grupo, tornando-o efetivamente inútil para determinar as diferenças estruturais entre as duas espécies. A IUCN lista o golfinho do Indo-Pacífico como "quase ameaçado" em sua Lista Vermelha de espécies ameaçadas de extinção.[6]

Referências

  1. a b c Shirihai, H.; Jarrett, B. (2006). Whales Dolphins and Other Marine Mammals of the World. [S.l.: s.n.] pp. 159–161. ISBN 978-0-691-12757-6 
  2. a b c Wells, R.; Scott, M. (2002). «Bottlenose Dolphins». In: Perrin, W.; Wursig, B.; Thewissen, J. Encyclopedia of Marine Mammals. [S.l.]: Academic Press. pp. 122–127. ISBN 978-0-12-551340-1 
  3. Möller Luciana M.; Beheregaray Luciano B (2001). «Coastal bottlenose dolphins from southeastern Australia are Tursiops aduncus according to sequences of the mitochondrial DNA control region». Marine Mammal Science. 17 (2): 249–263. doi:10.1111/j.1748-7692.2001.tb01269.x 
  4. a b Reeves, R.; Stewart, B.; Clapham, P.; Powell, J. (2002). Guide to Marine Mammals of the World. [S.l.: s.n.] pp. 362–365. ISBN 978-0-375-41141-0 
  5. Leduc, R.; Perrin, W.; Dizon, E. (18 de agosto de 1998). «Phylogenetic Relationships among the Delphinid Cetaceans Based on Full Cytochrome B Sequences». Marine Mammal Science. 15 (3): 619–648. doi:10.1111/j.1748-7692.1999.tb00833.x 
  6. «Tursiops truncatus: Species Information». IUCN. Consultado em 12 de dezembro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre cetáceos é um esboço relacionado ao Projeto Mamíferos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.