Anneke van Giersbergen

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Anneke van Giersbergen
Anneke van Giersbergen.jpg

Anneke van Giersbergen, 2010.
Informação geral
Nome completo Anna Maria van Giersbergen
Nascimento 8 de março de 1973 (41 anos)
Origem Sint Michielsgestel
País  Países Baixos
Gênero(s) Doom metal, eletrônica, Rock, Heavy metal, Rock progressivo, Pop rock
Instrumento(s) Vocais, Piano, Guitarra
Período em atividade 1992 - presente
Outras ocupações Cantora, compositora, pianista e guitarrista
Gravadora(s) InsideOut Music, Agua Records
Afiliação(ões) The Gathering, Agua de Annique, Anathema, Devin Townsend
Página oficial www.annekevangiersbergen.com

Anna Maria van Giersbergen[1] , (Sint Michielsgestel, 8 de março de 1973), artisticamente conhecida como Anneke van Giersbergen, é uma cantora, compositora, guitarrista e pianista holandesa que ficou mundialmente conhecida como vocalista e compositora da banda holandesa de rock progressivo/alternativo The Gathering, entre 1995 e 2007. Atualmente ela segue em carreira solo, anteriormente pelo projeto denominado Agua de Annique, posteriormente passando a usar seu próprio nome. Anneke também trabalhou com Devin Townsend, Within Temptation, Anathema, Lawn, Farmer Boys, Ayreon, Napalm Death, Moonspell, Novembers Doom, Globus e Giant Squid, além de muitos outros artistas e projetos.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Anneke nasceu na pequena cidade de Sint Michielsgestel, na Holanda. Começou a cantar aos 7 anos, onde participou de um concurso musical. Aos 12 já integrava o coral da escola onde estudava, chegando a excursionar pela França. Mais tarde começou a ter aulas de canto e se juntou à sua primeira banda. Após essa primeira experiência, Anneke integrou diversas bandas. Em 1992, ela fundou o dueto "Bad Breath" com o guitarrista e cantor Deniz Cagdas (Spencer Edgards), onde predominavam ritmos como blues, jazz, folk e funk[2] .

The Gathering[editar | editar código-fonte]

Em 1994 foi convidada a entrar no The Gathering através de um amigo seu que conhecia a banda. Seu "feeling" musical encaixou-se perfeitamente nas mudanças que a banda pretendia realizar e o resultado foi muito satisfatório.

O álbum de estreia da Anneke na banda, Mandylion, o terceiro do The Gathering, foi lançado em 22 de agosto de 1995. A partir do seu primeiro álbum na banda, Anneke passou a ser responsável pela grande maioria das letras, deixando aflorar além da sua forma peculiar de cantar, sua habilidade em escrever letras profundas e intimistas. A evolução a frente do The Gathering foi gradativa e muito interessante, fazendo com que a banda tivesse um crescimento em número de fãs e shows. Tanto que em 1996, Anneke foi convidada especial da banda alemã Farmer Boys para a canção Never Let Me Down Again (cover do Depeche Mode).

Em 6 de junho de 1997, The Gathering lança seu segundo álbum com Anneke, Nighttime Birds. O álbum vendeu mais de 90.000 cópias e rendeu uma longa turnê pela Europa. Aos poucos a banda foi se destacando no cenário, principalmente pela até então desconhecida e talentosa vocalista.No álbum How to Measure a Planet?, lançado em 26 de janeiro de 1998, mais um grau de evolução pode ser sentido, com Anneke explorando vocalizações intensas e diferentes. No mesmo ano, Anneke foi convidada pelo multi-instrumentista holandês Arjen Anthony Lucassen a fazer parte do seu projeto Ayreon, gravando duas canções para o álbum Into the Electric Castle, um álbum conceitual contando a história de uma entidade alienígena capturando oito almas humanas de diferentes épocas. Anneke retratou uma mulher egípcia a partir da época dos faraós.

Com o álbum if_then_else, lançado em 25 de julho de 2000, Anneke atravessava uma etapa delicada em sua vida pessoal, onde novamente ela experimentou algumas mudanças em sua forma de cantar e compor. Nessa época o término de seu noivado refletiu muito em algumas letras, com a cantora trabalhando até 15 horas por dia no estúdio. O esforço resultou em um disco bem pessoal, porém considerado de alto nível.

Em 12 de fevereiro de 2003, a banda lança o aclamado álbum Souvenirs. No mesmo ano, em 22 de agosto de 2003, The Gathering faz o seu primeiro registro ao vivo, o semi-acústico Sleepy Buildings, gravado no The LUX Theatre, em Nijmegen, Holanda. Com o tempo, Anneke se consolida com uma das melhores cantoras do gênero.

No lado pessoal a vida de Anneke passa a sofrer mudanças positivas. Em em 11 de fevereiro 2003 casou-se com o baterista, empresário e músico Rob Snijders[3] .

Em 2004, a cantora foi convidada pela banda holandesa indie rock Law para participar do seu álbum Backspace na canção Fix.

Anneke no The Gathering, 2006.

Em 2005, Anneke ficou grávida de seu marido, porém permaneceu em turnê até o oitavo mês de gestação, quando então fez uma pausa. Em 20 de fevereiro de 2005 nasceu Finn, o primeiro filho de Anneke. Logo após ela retornou às atividades e gravou junto com o The Gathering o show que viria a ser o DVD A Sound Relief em Paradiso, Amsterdã, Holanda, gravado em 23 de março de 2005.

Posteriormente, em 2006, o The Gathering lançou Home, mostrando uma Anneke mais polida, com uma voz beirando os sussurros em determiandas passagens. É perceptível uma maturidade atingida com anos de prática. A banda excursionou, além da Europa, pela América do Norte e América do Sul e, após uma breve pausa para deixar Anneke tratar um problema de laringite, eles continuaram a sua agenda de shows com datas europeias e festivais de música ao longo de 2006. Paralelamente, Anneke participou dos vocais do projeto Drive By Wire, além do álbum de John Wetton, ICON II. Ainda em 2006, Anneke participou do álbum Epicon, da banda inglesa Globus, onde cantou e co-escreveu a letra para Mighty Rivers Run, bem como fez um dueto com Christine Navarro na canção Diem Ex Dei e os vocais de apoio na canção Orchard of Mine. Também participou de duas canções da banda inglesa Napalm Death.

Em 2007, The Gathering excursionou novamente pela América do Norte e Canadá, desta vez ao lado da banda de heavy metal italiana Lacuna Coil. A banda estava em seu ápice, conhecida mundialmente e sendo referência para vários artistas e bandas. Porém, em 5 de junho de 2007, Anneke anunciou sua saída do The Gathering, a fim de seguir outros projetos e ter mais tempo para a família[4] . Sua saída aconteceria no mês de agosto daquele ano, onde ingressaria em seu novo projeto, chamado Agua de Annique. Mesmo com o anúncio da separação, Anneke e The Gathering projetaram o lançamento de um novo DVD, denominado A Noise Severe, gravado no Teatro Caupolicán, Santiago, Chile, em 24 de março de 2007 e lançado em 31 de outubro do mesmo ano.

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Agua de Annique[editar | editar código-fonte]

O primeiro álbum do Agua de Annique foi Air, lançado em 30 de outubro de 2007. Participaram da fundação da banda o baterista e marido de Anneke, Rob Snijders, além do guitarrista Joris Dirks e o baixista Jacques de Haard. O álbum ficou marcado por uma atmosfera mais intimista e melancólica.

Em 2008 fez participação no álbum Night Eternal da banda portuguesa Moonspell, onde cantou junto com Fernando Ribeiro na música Scorpion Flower, além de participar do videoclipe da faixa. Também em fevereiro de 2008 interpretou a canção Somewhere em parceria com Sharon den Adel, da banda Within Temptation, no concerto que originaria o álbum e DVD/Bluray Black Symphony[5] . O show aconteceu em Ahoy, Holanda, nos dias 22 a 24 de setembro de 2008.

Anneke van Giersbergen & Agua de Annique, 2008

No mesmo ano, Anneke participou do projeto Ticket for Tibet, que contou com a colabroação de vários dos principais músicos holandes. O projeto incluiu uma apresentação especial, chamada Night of Tibet, ao líder religioso do budismo tibetano Dalai Lama[6] . Ainda em 2008, Anneke participou novamente do projeto Ayreon, no álbum 01011001. O personagem que ela interpreta é um dos Forever, um ser alienígena da mesma raça que sequestrou sua personagem de Into the Electric Castle. Em 30 de janeiro de 2009, Anneke lançou seu segundo álbum solo, Pure Air. A partir deste lançamento, Anneke passou a agregar seu nome próprio ao nome da banda, se apresentando como "Anneke van Giersbergen with Agua de Annique". Seguindo uma linha acústica, o álbum contou com participações de Sharon den Adel, Danny Cavanagh, Marike Jager, John Wetton, Niels Geusebroek, Arjen Lucassen e Kyteman. Pure Air contém canções do álbum Air em versão acústica e alguns covers, como Ironic de Alanis Morissette, e The Blower's Daughter de Damien Rice. Anneke também lançou, em 10 de setembro, um álbum acústico ao vivo intitulado In Parallel, em parceria com Danny Cavanagh, guitarrista e vocalista da banda inglesa Anathema. O show, que contém canções da banda The Gathering, da carreira solo da Anneke, da banda Anathema, e alguns covers, foi gravado no Espaço Little Devil, em Tilburg, Noruega. Anneke foi convidada pela banda de post-metal norte-americana Giant Squid para participar do álbum The Ichthyologist, na canção Sevengill. Em junho, Anneke fundou seu próprio estúdio no sul da Holanda, que recebeu o nome de Aguarium através de um concurso realizado em seu site oficial[7] .

Anneke van Giersbergen e Danny Cavanagh, 2010

No mesmo ano, em 6 de outubro, Anneke lançou mais um álbum de estúdio, desta vez de inéditas, chamado In Your Room. Desta vez, Anneke adotou o nome "Anneke van Giersbergen & Agua de Annique" e demonstrou pela primeira vez uma faceta mais pop rock, que seria uma tendência para seus registros futuros. A faixa final do álbum, Just Fine, composta em conjunto com o vocalista, guitarrista, compositor e produtor canadense Devin Townsend[8] , surgiu após o início de uma longa e promissora parceria. Antes mesmo de gravar In Your Room, Anneke participou do álbum de Devin Townsend Addicted!, após uma considerável coincidência.

Eu já conhecia o seu trabalho. Em 1994, The Gathering e Strapping Young Lad assinaram com a Century Media. Eu passei muito tempo ouvindo o álbum Mandylion naquele momento, mas eu nunca a havia conhecido pessoalmente. Algumas pessoas optam por acreditar em destino, e alguns optam por acreditar no livre-arbítrio. Eu estou em algum lugar no meio disso. Meu encontro com Anneke é melhor descrito como destino. Até duas semanas antes eu estava para gravar os vocais de Addicted! e eu sabia que queria uma forte presença feminina. O conceito do álbum, de certa forma, explora a dicotomia entre masculino e feminino, e como o vício em geral não é específica de gênero. Ter uma mulher estava sempre nas cartas, mas nada parecia estar certo. Duas semanas antes de iniciar os vocais eu recebi um e-mail inesperado de Anneke com um vídeo do YouTube seu cantando uma das minhas músicas mais antigas. Ela disse que se eu estivesse interessado em trabalhar com ela em algum momento eu deveria considerá-la. Então, eu lhe enviei um e-mail e disse-lhe para vir para o Canadá na semana seguinte. "Eu tenho um álbum que eu adoraria que você o fizesse". Estou feliz com o seu desempenho. Sempre adorei a voz dela, e ter essa forte contraparte feminina... Eu não poderia ter pedido nada melhor.[9]
Devin Townsend explica como surgiu a participação de Anneke no álbum Addicted!.

Ainda em 2009, no dia 30 de outubro, Anneke participou do álbum ao vivo acústico da banda Within Temptation, entitulado An Acoustic Night At The Theatre, cantando Somewhere em dueto com Sharon den Adel. O show foi gravado no Muziekcentrum Frits Philips, em Eindhoven, Holanda, e lançado apenas em áudio.

Em 2010, a cantora continuou a realizar participações. A convite do cantor, compositor, produtor e fotógrafo holandês/canadense Shane Shu, gravou uma versão acústica da canção Push Me to the Ground. Também participou do projeto Maiden uniteD, que reúne versões acústicas da banda britânica de heavy metal Iron Maiden. Anneke participou das faixas To Tame a Land (dueto com Damian Wilson) e Sun and Steel.

No mesmo ano, Anneke lançou o álbum Live in Europe, contendo registros de canções próprias e do The Gathering em vários países da Europa, como Finlândia, Portugal, Holanda e Espanha. Este foi o último registro sob o nome Agua de Annique.

Eu senti que o álbum ao vivo Live in Europe encerrou um capítulo. O meu novo álbum tem um som novo e de qualquer maneira acho que muitas pessoas não entenderam o fato de eu ter começado a trabalhar sob um apelido. Acho que estava com medo de ser a capitã do meu próprio navio, e escolher um nome de banda parecia fazer lógica naquele tempo, mas agora sinto-me confiante o suficiente para mostrar ao mundo: Esta sou eu!.[10]
Anneke sobre o abandono do nome Agua de Annique.

Anneke van Giersbergen[editar | editar código-fonte]

Em 2011, Anneke lançou o aclamado álbum Everything is Changing[11] . produzido pelo português Daniel Cardoso (Anathema), com quem também realizou algumas das composições. Este é o primeiro trabalho em que a cantora decide adotar apenas seu nome, Anneke van Giersbergen. É perceptível a influência proveniente das suas participações com Devin Townsend, tornando suas músicas mais progressivas e com arranjos eletrônicos.

Anneke participou, em 2011, do projeto infantil De Beer Die Geen Beer Was, em parceria com o baterista, ator, cantor, produtor e apresentador Martijn Bosman, que narra a história de um urso em várias aventuras. Anneke, além de cantar algumas das canções e recitar poemas no álbum, também participou de algumas das peças na turnê que rodou a Holanda neste mesmo ano. Anneke também gravou a canção Mighty Rivers, para o álbum Raised in Captivity do vocalista, baixista e guitarrista britânico John Wetton. Também em 2011, participou da canção What Could Have Been, do álbum Aphotic da banda de doom metal norte-americana Novembers Doom[12] .

No mesmo ano, Anneke colaborou mais uma vez com Yoav Goren em The Promise, a canção principal do segundo álbum do Globus, Break From This World. Ela co-escreveu a letra, além de ser vocalista destaque em um dueto com Lisbeth Scott na faixa. Anneke também se apresenta na faixa Everwake no álbum orquestral de re-interpretações de banda inglesa de rock progressivo Anathema, Falling Deeper, lançado em 5 de setembro de 2011. Antes do ano acabar, Anneke participou de um resgistro ao vivo de Devin Townsend chamado By a Thread – Live in London, executando na íntegra alguns dos álbuns de sua carreira, entre eles o aclamado Addicted!, que contou com a participação de Anneke. A vocalista estende sua participação no DVD a canções de vários outros álbuns de Devin Townsend.

Anneke van Giersbergen, 2010

Em 2012, Anneke aparece como vocalista convidada no álbum de estreia do projeto The Human Experimente, que também conta com Robert Fripp da banda King Crimson, John Wetton das bandas Asia e King Crimson, Maynard James Keenan das bandas Tool, A Perfect Circle e Puscifer, Adrian Belew, Sean Kingston e Dann Pursey, dos projetos Globus e Vantan[13] .Também em 2012, Anneke colaborou mais uma vez com Devin Townsend para o álbum Epicloud. Anneke cantou em praticamente em todas as canções, incluindo todas as que estão no álbum de demos Epiclouder. Anneke também colaborou com o músico e produtor holandês DJ Hidden no álbum de música eletrônica Lights Off: Only You Can See, cantando Only You Can See. A vocalista ainda participa do álbum You May Never Know What Happiness Is da banda de pop rock holandesa Lorrainville, na canção 4 Years. Antes do fim do ano, Anneke fez um dueto com a vocalista Kristin Fjellseth, da banda de rock alternativo norueguesa Pale Forest, nas canções Mandrake Makes a Hypnotic Gesture e Envy, do álbum Second Hand Balloons.

Em janeiro de 2013, Anneke recebe duas nomeações ao Edison Awards, o mais importante prêmio musical da Holanda, nas categorias "melhor artista feminina" e "melhor álbum" por Everything is Changing[14] . Anneke participou também da composição e emprestou os vocais para a canção-tema do filme holandês &ME, Please Baby Don't, além de gravar um videoclipe com cenas do filme. A cantora também participou da canção I'm So Real do DJ Tronik. Mais uma vez, Anneke é convidada por Devin Townsend para o registro de um DVD, o projeto chamado The Retinal Circus, cantando em várias das canções do show.

No mesmo ano, Anneke lançou o álbum de estúdio Drive, em 20 de setembro de 2013. Ao contrário do álbum anterior, Drive possui um som mais orgânico e direto, e foi gravado com todos os instrumentos sendo tocados no mesmo ambiente e ao mesmo tempo. Drive foi seu primeiro trabalho com a gravadora InsideOut, e contou com a produção de Arno Krabman.[15] O cantor e instrumentista turco Hayko Cepkin participa na faixa Mental Jungle.[16] Antes de o ano encerrar, Anneke ainda participou da canção Funeral do álbum Make Your Own, da banda de doom metal norete-americana For Many Reasons.

Em 2014, Anneke participou do álbum The Act of Letting Go, do projeto Cellarscape, na canção The Same Place. No dia 22 de abril do mesmo ano, Arjen Anthony Lucassen (criador e responsável pelo projeto Ayreon) revelou que seu próximo projeto[17] seria uma colaboração com Anneke van Giersbergen, seu terceiro trabalho juntos depois os álbuns de Ayreon nos álbuns Into the Electric Castle e 01011001. Ele o descreveu como "um épico álbum duplo conceitual, uma combinação do 'encontro da música clássica com o metal' e 'folk acústico'".

Extensão vocal[editar | editar código-fonte]

O alcance vocal de Anneke era classificado no passado como soprano[18] . Porém, com o passar dos anos, seu registro caiu um pouco, o que a levou para a classificação de mezzo soprano.

Bem, eu costumava ser soprano quando eu era mais jovem. Mas minha voz caiu um pouco, porque agora estou mais velha e porque eu também posso não treinar para manter isso. Com o treinamento eu expandiria o meu alcance. Porém eu realmente não penso em fazer isso. Então, eu só canto o que eu canto. Eu canto o que eu escrevo e é assim que eu treino minha voz. É também por isso que deixei cair (a classificação vocal). Eu não sei como você pode chamá-la de uma forma lógica: mezzo-soprano. É um pouco menor.[19]

Anneke para a Femme Metal Webzine, em 2013.

Sua extensão vocal vai de Dó 3 a Lá 5.[20]

Notas mais altas[editar | editar código-fonte]

Anneke van Giersbergen, 2009

Abaixo está a lista de alguns dos registros com notas mais altas de Anneke:[21]

  • Lá 5: Nighttime Birds
  • Sol ♯5: To Catch a Thief
  • Sol 5: When I'm Laid in Earth (live), Morphias Waltz, In Deference
  • Fá ♯5: Tunnel of Light, Supercrush!, Hyperdrive!, Numbered!, Feel Alive
  • Fá 5: Slow Me Down, To Catch a Thief, Save Our Now, Grace (live Retinal Circus), Strange Machines (live Pinkpop 1997)
  • Mi 5: Stonegarden (live 2003), "n Motion #1, In Motion #2, I Wake Up, Hope, Pray, Dance, Play, Waking Dreams, ...Alone, Scorpion Flower
  • Mi♭5: You Want to Be Free, Hold On, Somewhere (live), Feel Alive, Supercrush!, Circles, Take Me Home, On Most Surfaces, By Your Command (live Tuska)
  • Ré 5: Leaves, On Most Surfaces, These Good People, Fear the Sea, The Big Sleep, Tunnel of Light, Too Late, My Boy, Sand and Mercury, Strange Machines, Sevengill, Red is a Slow Colour, Saturnine, 1000 Miles Away from You, When I'm Laid in Earth (live), Shortest Day, In Power We Entrust the Love Advocated, Resolve!, Scorpion Flower, Liberation, Everything is Changing
  • Dó ♯5: Analog Park, Circles, Hyperdrive!, Numbered, Eleanor, Awake!, The Mirror Waters (live 2003), Adore, Ice Water, Grace, Rollercoaster
  • Dó 5: Nighttime Birds, Kevin's Telescope, Saturnine, Third Chance, Morphias Waltz, Rescue Me, Everwake, Valley of the Queens, Hold On, Angel, Tunnel of Light, Travel

Notas mais baixas[editar | editar código-fonte]

Abaixo está a lista de alguns dos registros com notas mais baixas de Anneke:[22]

  • Sol ♯3: Angel, Numbered!, In Between, Box, The Mirror Waters (live 2003)
  • Sol 3: Amity, Even the Spirits Are Afraid, Frail, New Moon Different Day, Take Care of Me, Solace, Rollercoaster, Your Troubles Are Over, Kevin's Telescope, Strange Machines, Morphias Waltz, Too Late, Slow Me Down, Tears of Joy
  • Fá ♯3: Eleanor, These Good People, Adore, We Just Stopped Breathing, In Deference, Shortest Day, Grace, In Between, Ironic
  • Fá 3: Sand and Mercury, Shot to Pieces, Your Troubles Are Over, Black Light District
  • Mi 3: I Wake Up, Wonder, Asleep, In Between, Rollercoaster, Eleanor
  • Mi♭3: The World, Supercrush!, Day After Yesterday
  • Ré 3: Home (live 2006)
  • Dó 3: Solace, Rollercoaster

Raízes musicais e influências[editar | editar código-fonte]

As raízes musicais de Anneke estão na música clássica europeia e jazz, mas se envolveu, em sua maioria, com o rock e pop. Suas principais influências são Prince, Ella Fitzgerald e Thom Yorke (Radiohead). Também é fã de Barbara Streisand.[23]

A revista brasileira Valhalla, em 2007, lançou uma sessão chamada My Sounds, onde um artista escolheria suas 10 canções favoritas de todos os tempos. A primeira artista a participar desta sessão foi Anneke, escolhendo as seguintes canções:

  • Calexico - El Picador
  • Elbow - Red
  • Placebo - Without You I'm Nothing
  • Mogwai - Dial: Revenge
  • Radiohead - Opmmistic
  • Weezer - Hash Pipe
  • Prince - Power Fantastic
  • King Crimson - One Time
  • N.E.R.D. - Rockstar
  • Motorpsycho - Vortex Surfer

Em 19 de abril de 2012, o jornal holandês Volkskrant[24] publicou uma lista das 5 canções preferidas de Anneke na época da primavera:

  • Prince - Sometimes it Snows in April
  • Dolly Parton - Do I Ever Cross Your Mind
  • Deftones - Tou've Seen the Butcher
  • Gerard van Maasakkers - 'T is Altijd Nou
  • Queens of the Stone Age - Little Sister

Recepção e posição no cenário[editar | editar código-fonte]

Anneke sempre possuiu uma posição de destaque entre as vocalistas femininas de rock e heavy metal. É tida, até hoje, como uma das percussoras das mulheres ocupando espaço neste cenário musical. Por isso, é fonte de várias comparações entre bandas de estilos semelhantes.

Eu acho que as comparações não são tão improváveis, porque também começaram como uma banda de rock, mas mudaram desde então. Tentamos outros estilos de música e nossa música hoje em dia é completamente diferente do que fizemos há 12 anos.[25]
Anneke sobre a as comparações do The Gathering com as bandas holandesas Within Temptation e After Forever.

A artista é constantemente citada por outros músicos do gênero:

-"Voz imensa!"[26]
-"Anneke é uma das minhas cantoras favoritas."'[27]
Tarja sobre Anneke

-"É uma honra trabalhar com ela e ela tem uma linda, linda energia."[28]
Devin Townsend sobre Anneke

-"Eu tenho muitas inspirações, tudo o que eu ouvir também constitui uma fonte de inspiração em um certo nível. Mas eu amo artistas como Anneke van Giersbergen."[29]
Floor Jansen (ex-After Forever, ReVamp) sobre Anneke

-"Encantadora!"[30]
Amanda Somerville (Trillium) sobre Anneke

-"Minha maior inspiração é Anneke van Giersbergen, ex-vocalista do The Gathering. A ouvi cantar em 1996, com uma orquestra ao invés de sua banda, e eu fiquei impressionada com o som da sua voz. Eu ainda acho que ela é uma das maiores cantoras de todos os tempos."[31]
Manda Ophuis (Nemesea) sobre Anneke

Além da admiração de músicos do gênero, nota-se que Anneke cultiva amizade com alguns deles:

Eu conversei com a minha amiga Anneke sobre isso, porque ela também estava grávida no palco. Ela me disse que o filho dela era realmente quieto durante as músicas pesadas, e quando ela fazia baladas, ele começava, então, a chutar e ficar ativo. Mas até agora, não senti nenhum movimento durante os shows – for a do palco, senti.[32]
Simone Simons, do Epica, para o site Blabbermouth.

Causas sociais e política[editar | editar código-fonte]

Anneke organizou um show, juntamente com outros músicos, para arrecadar fundos às vítimas do terremoto no Chile, ocorrido em 2010[33] . O show, chamado “Concert for Chile”, foi realizado em 24 de março em Amsterdã, na Holanda. Além dos músicos que a acompanham na banda Agua de Annique, participaram Danny Cavanagh, do Anathema e Simone Simons, do Epica, entre outros artistas. Anneke também anunciou que o valor arrecadado com as vendas de seu novo single, Sunny Side Up, foi destinado para a mesma causa.

Por outro lado, Anneke pouco se pronunciou a respeito de seus ideais políticos.

Eu acho que Obama é o herói do ano. Na verdade, a política é uma merda, assim como os próprios políticos, mas dá certa esperança e eu gosto disso. Ele é um tipo muito relax, especialmente para um americano. Eu também gostava muito do tempo do Bill Clinton, que foi muito simpático e humano e pensou muito mais positivamente, embora ele também fosse um líder ao mesmo tempo. Gostaria de colocar Obama em uma categoria semelhante, porque ele tem um propósito similar. Nosso mundo tornou-se muito agitado, sempre em movimento e há muitas tendências e influências nos dias de hoje. Espero que Obama traga de volta o descanso necessário, de uma forma ou de outra. Acho que o mundo deve ser governado com uma mão suave calma, não importa o país. Estou confiante de que ele possa ser a pessoa a dar o próximo passo na direção certa. [34]
Anneke para a Sound2Move, logo após a eleição de Barack Obama para a presidência dos Estados Unidos da América.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Agua de Annique[editar | editar código-fonte]

  • Air (2007) - composições, vocais, piano

Anneke van Giersbergen with/& Agua de Annique[editar | editar código-fonte]

  • Pure Air (2009) - composições, vocais, piano
  • In Your Room (2009) - composições, vocais, teclado, piano, violão

Anneke van Giersbergen[editar | editar código-fonte]

  • Everything is Changing (2011) - composições, vocais, piano, violão
  • Drive (2013) - composições, vocais, piano, violão

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

  • Live in Europe (2010) - composições, vocais, piano, violão

Lançamentos em parceria[editar | editar código-fonte]

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Day After Yesterday (2007)
  • Come Wander with Me (2008)
  • The Blower's Daughter (2009)
  • Hey Okay! (2009)
  • Sunny Side Up (2010)
  • Feel Alive (2011)
  • Take me Home (2011)
  • Circles (2011)
  • Drive (2013)

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

  • Day After Yesterday (2007)
  • Come Wander with Me (2008)
  • Wonder (2009)
  • The Blower's Daughter (2009)
  • Sunny Side Up (2010)
  • Feel Alive (2012)
  • Take me Home (2012)
  • The Best is Yet to Come (lyric video) (2013)
  • My Mother Said (2013)

The Gathering[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Álbuns ao vivo[editar | editar código-fonte]

EPs[editar | editar código-fonte]

  • Adrenaline / Leaves (1996) - vocais
  • Amity (2000) - lead vocals, guitar
  • Black Light District (2002) - vocais

Singles[editar | editar código-fonte]

  • Strange Machines (1995)
  • Kevin's Telescope (1997)
  • The May Song (1997)
  • Liberty Bell (1998)
  • Rollercoaster (2000)
  • Amity (2000)
  • You Learn About It (2003)
  • Monsters (2003)

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

  • Leaves (1995)
  • Strange Machines (1995) (não lançado)
  • Liberty Bell (1998)
  • My Electricity (2000)
  • Monsters (2003)
  • Life's What You Make It (2003)
  • You Learn About It (2003)
  • Alone (2006)
  • Forgotten (2006)

VHS[editar | editar código-fonte]

DVDs[editar | editar código-fonte]

Participações[editar | editar código-fonte]

Dado ao fato de Anneke possuir uma voz altamente versátil, ela é constantemente convidada para diversas participações especiais, nos mais variados gêneros musicais.

Eu adoro gravar e atuar com outros artistas. Todas as colaborações criam uma nova energia e uma produção criativa. Gosto da frescura que isso implica e no que me inspira como artista solo no meu próprio trabalho.[35]
Anneke para a Metal Imperium em 2012.

Participações (álbuns)[editar | editar código-fonte]

Ano Artista Álbum Colaboração
1996 Farmer Boys Countrified vocais em Never Let Me Down Again
1998 Ayreon Into the Electric Castle vocais e letras para o personagem Egípcio em Isis and Osiris, The Decision Tree (We're alive), Tunnel of Light, The Garden of Emotions, Valley of the Queens e Another Time, Another Space
2004 Lawn Backspace vocais em Fix
2006 Drive By Wire Drive By Wire vocais em Happiness is Dangerous, Tullamore Dew e Windswept
Wetton/Downes ICON II: Rubicon vocais em To Catch A Thief e Tears of Joy
Globus Epicon vocais e composição em Mighty Rivers Run, vocais em Diem Ex Dei e backing vocal em Orchard of Mine
Napalm Death Smear Campaign vocais em Weltschmerz e In Deference
2008 Ayreon 01011001 vocais e composição das melodias vocais para o personagem Forever "Heart" em Age of Shadows (We are Forever), Comatose, Beneath the Waves, The Fifth Extinction, Waking Dreams e The Sixth Extinction
Ticket For Tibet  Als Je Ooit Nog Eens Terug Kan vocais em Als Je Ooit Nog Eens Terug Kan
Moonspell Night Eternal vocais em Scorpion Flower
Within Temptation Black Symphony vocais em Somewhere
2009 Giant Squid The Ichthyologist vocais em Sevengill
Within Temptation An Acoustic Night at the Theatre vocais em Somewhere
Devin Townsend Project Addicted vocais principais e auxiliares em todas as canções
2010 Shane Shu  Push Me to the Ground vocais em Push Me to the Ground (acoustic)
Maiden uniteD Mind the Acoustic Pieces vocais em To Tame a Land e Sun and Steel
2011 John Wetton Raised in Captivity vocais em Mighty Rivers
Anneke van Giersbergen & Martijn Bosman De Beer Die Geen Beer Was vocais principais e auxiliares
November's Doom Aphotic vocais em What Could Have Been
Globus Break From This World vocais em The Promise
Anathema Falling Deeper vocais em Everwake
Lorrainville You May Never Know What Happiness Is vocais em 4 Years
Devin Townsend Project By a Thread - Live in London vocais principais e auxiliares em todas as canções
2012 Devin Townsend Project Epicloud vocais principais e auxiliares em todas as canções
DJ Hidden & Anneke van Giersbergen Lights Off: Only You Can See vocais em Only You Can See
Pale Forest Second Hand Balloons vocais em Mandrake Makes a Hypnotic Gesture e Envy
2013 Devin Townsend Project The Retinal Circus vocais principais e auxiliares
&ME (filme) Soundtrack vocais e composição de Please Baby Don't
Tronik I'm so Real (feat. Anneke van Giersbergen) vocais em I'm so Real
For Many Reasons Make Your Own vocais em Funeral
2014 Cellarscape The Act of Letting Go vocais em The Same Place

Gravações com a voz de Anneke também pode ser ouvidas em Raveleijn, um show de cavalo no parque temático De Efteling (A Torre de Belém). O tema foi reutilizado em 2012 para Aquanura, um show de águas no mesmo parque temático.

Participações (DVDs)[editar | editar código-fonte]

Participações (Videoclipes)[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Anneke van Giersbergen
  1. DOU - Diário Oficial da União - Emissão de vistos (2010)
  2. Som13 - Biografia - Anneke van Giersbergen (2010)
  3. IMDb - Anneke van Giersbergen (2013)
  4. Blabbermouth.net - Ex-vocalista do The Gathering lança Agua de Annique (2007)
  5. Blabbermouth.net - Within Temptation grava show em Eindhoven para futuro DVD
  6. Wihplash - Anneke comenta encontro com Dalai Lama
  7. Anneke van Giersbergen - Site Oficial - E o ganhador é... (2009)
  8. Whiplash - Resenha - In Your Room (Anneke van Giersbergen & Agua de Annique) (2009)
  9. About.com - Entrevista com Devin Townsend (2009)
  10. Metal Imperium - Entrevista com Anneke van Giersbergen (2013)
  11. Discogs - Everything is Changing
  12. Novembers Doom - Site Oficial - Biografia (2013)
  13. Human Experimente - Site Oficial (2012)
  14. Edison Awards - Anneke van Giersbergen (2013)
  15. Morley Views - Anneke van Giersbergen (2013)
  16. Morley Views - Anneke van Giersbergen (2013)
  17. Arjen Lucassen - Facebook oficial
  18. Metal Temple - Anneke van Giersbergen (2011)
  19. Femme Metal Webzine - Anneke van Giersbergen (2013)
  20. Range Place - Anneke van Giersbergen (2012)
  21. Range Place - Anneke van Giersbergen (2012)
  22. Range Place - Anneke van Giersbergen (2012)
  23. Sounds2Movies - Steckbrief (2008)
  24. Jornal Volkskrant - 19 de abril de 2012
  25. Rock United - The Gathering volta com um novo álbum espetacular (2003)
  26. Metal Italia - Entrevista com Tarja (2013)
  27. Metal Hammer - Track Attack - Tarja Turunen & Sharon den Adel (2006)
  28. Ultimate Guitar - Devin Townsend em parceria com Anneke Van Giersbergen (2009)
  29. Solo Power Metal - Entrevistas - Floor Jansen (2013)
  30. Bravewords - Amanda Somerville confirmada como abertura de Anneke van Giersbergen na próxima turnê europeia (2013)
  31. Musical Descoveries - Manda Ophuis (2008)
  32. A New Age Dawns - Simone Simons fala sobre sua gravidez (2013)
  33. Território da Música - Anneke van Giersbergen organiza show para ajudar as vítimas no Chile (2010)
  34. Sounds2Movies - Steckbrief (2008)
  35. Metal Imperium - Entrevista com Anneke van Giersbergen (2013)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Edição e revisão de texto: Michereff