Cadarço

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cadarço preto
Sapato masculino do tipo Oxford com atacadores/cadarços convencionais
Métodos de ajuste de sapatos através de atacadores/cadarços

O cadarço (português brasileiro) ou atacador (português europeu) é uma corda normalmente utilizada para fechar e apertar as peças de calçado, ajustando-as ao pé do utilizador. O cordame dos cadarços ou atacadores é composto por um determinado número de fios longitudinais e transversais. Quando solto, o cadarço tem a finalidade de ajudar na hora da colocação; já reforçado e amarrado na forma de nó, mantém o sapato ajustado ao pé. Pode aparecer com secção transversal chata ou circular, e com a parte extrema revestida de metal ou plástico na ponta, o que ajuda no transpasse do fio pelos buracos ou ilhoses, chamado de ponteira, canutilho ou ourela.

O cadarço/atacador só se tornou muito popular no século XX[carece de fontes?]. Antes disso eram utilizados os calçados do tipo slip-on, em que se escorrega o pé para dentro do sapato, amarrado ou abotoado. Quando o fecho da peça era feito por meio de botões, usava-se um instrumento específico que ajudava no ajuste por meio de ganchos. É dada ainda a designação de cadarço à técnica para produção de artigos produzidos em teares planos, com inserção de trama por agulhas.

Sistema de amarração[editar | editar código-fonte]

É formado pelo cadarço e pelos passantes, essencial para a firmeza dos pés no interior do sapato. Os tênis projetados para hiking - mistura de escalada e caminhada em superfícies acidentadas - são um bom exemplo, pois precisam de uma amarração firme para que o tênis não folgue nos pés, o que poderia ocasionar numa torção. Por isso, os cadarços são resistentes e têm passantes em forma de alças, que sustentam melhor o cabedal em torno do pé. Já os tênis para corrida, são desenvolvidos para permanecerem firmes, mas sem apertar os pés, para não machucar. Por esse motivo, usam-se cadarços finos e passantes como furos, que se concentram na região da lingüeta - a área de maior mobilidade do tênis durante o exercício.

Comprimentos comuns[editar | editar código-fonte]

Quanto mais pares de buracos tiver o sapato, maior o comprimento necessário para o atacador ou cadarço:

  • 2 pares de buracos – 45 cm.
  • 3 pares de buracos – 45/60 cm.
  • 4 pares de buracos – 60 cm.
  • 5 pares de buracos – 75 cm.
  • 6 pares de buracos – 90/110 cm.
  • 7 pares de buracos – 150 cm.
  • 8 pares de buracos – 180 cm.

História[editar | editar código-fonte]

O inventor do amarrilho ou cadarço usado atualmente, é supostamente Harvey Kennedy; porém, várias formas de cadarço apareceram em diversas épocas da História. Harvey registrou a "sua invenção" em 1970 e lucrou mais de R$ 6.000.000 de direitos pela patente[carece de fontes?]. Os primeiros “sapatos” utilizados pela humanidade teriam, supostamente, sido uma simples amarração de pedaços de couro ou grama presos à alguma forma de cordel. A descoberta recente de Ötzi, homem da idade do Bronze que viveu cerca de 3000 a.C., mostrou justamente uma forma de calçado feito de couro e “cadarços” feitos de corda e lascas de cal. Quanto aos sapatos que conhecemos hoje, o Museu de Londres tem amostras documentadas de calçados medievais datados do século XII, o que demonstra claramente o cadarço passando por uma série de ganchos ou ilhoses na frente ou lateral do mesmo. Segundo relatos antigos, o inventor da parte sólida do cadarço( ponta do cadarço) foi inventada por outra pessoa que deu o nome de Fluguiubact. A invenção ter-lhe-á rendido algum dinheiro.[carece de fontes?]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Cadarço
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.