Kilt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kilt histórico

O kilt [quilt][1] é uma saia masculina, pregueado na parte de trás, trespassado na parte da frente, de comprimento da cintura até aos joelhos e sem o uso da cueca. Na Escócia, é feito tradicionalmente de tecido de lã e com padrões de tartã, sendo utilizado por guerreiros e batedores dos clãs, cada clã possuindo o seu próprio tartã. Era o traje típico de homens e jovens das montanhas escocesas do Século XVI. Desde o Século XIX, está associado a toda a cultura escocesa e com a herança da cultura céltica.

História[editar | editar código-fonte]

Priodicamente (acredita-se que sua origem seja irlandesa e não escocesa), não era confeccionado com tecidos com padronagem tartã e sim com tecidos lisos, de cor sólida, como verdes, azuis, pretos, vermelhos, açafrão (uma cor próxima do laranja). Enfim, cores de pigmentos que eram facilmente encontrados na natureza, em diversas plantas (por exemplo), as quais pudessem servir de corante para os tecidos.

Apesar de não estar totalmente comprovado, acredita-se que o primeiro kilt é datado de 2000 a.C. e foi encontrado perto da região de Nuremberg, na Baviera, trazido pelos povos célticos.

O Kilt cerimonial.

Uma outra versão atualiza ainda mais a origem do kiut ele era usado pelos gaélicos da Irlanda, no século XIV. Com a migração do povo gaélico para o norte e oeste da Escócia, acabou sendo adotado pelos escoceses da região das Highlands.

Atualmente, vários países importaram a cultura e o uso do kilt, ultrapassando as fronteiras da Escócia. Na Irlanda, na confecção de kilts de cor sólida (não tartã), há muito tempo utiliza-se as cores que representam o país (verde e açafrão). Assim, surgiram kilts confeccionados com tecidos que não são de lã, e nem mesmo com a padronagem tartã (lisos de cores sólidas ou camuflados). Associar o kilt com ocasiões formais ou jogos das Highlands escocesas e outros eventos desportivos acabou ficando para trás.

O que determina que o saiote é um kilt é o formato com que foi confeccionado e não qual é o tecido utilizado, se é de padronagem tartã ou não. Ou seja, um tecido em volta da cintura não é o bastante para ser chamado de kilt e nem tudo que é feito com tecido xadrez é kilt.

Referências

  1. Dicionário escolar da língua portuguesa/Academia Brasileira de Letras. 2ª edição. São Paulo. Companhia Editora Nacional. 2008. p. 764.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Kilt
Ícone de esboço Este artigo sobre vestuário ou moda é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.