Eleição presidencial nos Estados Unidos em 1948

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Eleição presidencial dos Estados Unidos em 1948
 

1944 ← Flag of the United States.svg → 1952


7 de novembro de 1944
Harry S. Truman.jpg ThomasDewey.png StromThurmond.png
Candidato Harry S. Truman Thomas E. Dewey Strom Thurmond
Partido Democrata Republicano Dixiecrat
Natural de Missouri Michigan Carolina do Sul
Running mate Alben W. Barkley Earl Warren Fielding L. Wright
Colégio eleitoral 303 189 39
Vencedor em 28 estados 16 estados 4 estados
Votos 24.179.347 21.991.292 1.175.930
Porcentagem 49,55% 45,07% 2,41%
ElectoralCollege1948.svg
Resultados do Colégio Eleitoral por estados. Os valores em cada um indica a quantidade de votos, e a cor do estado indica a qual candidato os votos foram atribuídos.

Seal Of The President Of The United States Of America.svg
Presidente dos Estados Unidos

A eleição presidencial dos Estados Unidos de 1948 foi a quadrigésima-primeira eleição presidencial do país. É considerado por muitos historiadores como a maior eleição de virada na história americana. Praticamente todos as previsões (com ou sem pesquisas de opinião pública) indicaram que o atual presidente Harry S. Truman seria derrotado pelo republicano Thomas E. Dewey. Truman venceu, superando uma divisão de três vias em seu próprio partido. A surpresa da vitória de Truman foi a quinta vitória consecutiva para o Partido Democrata na eleição presidencial. Como resultado da eleição de 1948 do Congresso, os democratas recuperaram o controle das duas casas do Congresso.[1] Assim, a eleição de Truman confirmou o Partido Democrata como status para maior parte da nação, um status que manteria até 1952.[2] [3]

Processo eleitoral[editar | editar código-fonte]

A partir de 1832, os candidatos para presidente e vice começaram a ser escolhidos através das Convenções. Os delegados partidários, escolhidos por cada estado para representá-los, escolhem quem será lançado candidato pelo partido. Os eleitores gerais elegem outros "eleitores" que formam o Colégio Eleitoral. A quantidade de "eleitores" por estado varia de acordo com a quantidade populacional do estado. Em quase todos os estados, o vencedor do voto popular leva todos os votos do Colégio Eleitoral.[4]

Convenções[editar | editar código-fonte]

Convenção Nacional do Partido Republicano[editar | editar código-fonte]

A Convenção Nacional Republicana de 1948 foi realizada na Filadélfia. Foi a primeira convenção presidencial a ser mostrada na televisão nacional. Quando a convenção foi aberta, acreditava-se que Thomas E. Dewey (candidato presidencial de 1944) tinha uma vantagem grande na contagem de delegados. Seus oponentes principais - Robert Taft, Harold Stassen e Arthur H. Vandenberg - se reuniram em um hotel para planejar um movimento "stop-Dewey". No entanto, um sério obstáculo logo se desenvolveu quando os três homens se recusaram a apoiar um único candidato para se opor a Dewey. Em vez disso, os três homens simplesmente concordaram em tentar conquistar os seus próprios delegados, na esperança de prevenir que Dewey de obtivesse a maioria. Isto provou ser inútil, como a equipe de campanha de Dewey eficientemente reuniu os delegados restantes que precisavam para ganhar a nomeação. Após a segunda rodada de votação, Dewey precisava de apenas 33 votos para a vitória. Taft então chamou Stassen e exortou-o a retirar-se da corrida e apoiá-lo como principal adversário de Dewey. Quando Stassen recusou, Taft escreveu um discurso de concessão e leu-o no início do terceiro escrutínio, Dewey foi então nomeado por aclamação. Dewey, em seguida, escolheu o governador da Califórnia Earl Warren (futuro chefe de justiça) como seu companheiro de chapa. Após a convenção, a maioria dos especialistas políticos na mídia avaliou o bilhete do GOP (o Partido Republicano é também conhecido como Grand Old Party, que pode ser traduzido livremente como "Grande Velho Partido") como um vencedor quase certo sobre os democratas.[5]

Convenção Nacional do Partido Democrata[editar | editar código-fonte]

A Convenção Nacional Democrata de 1948 foi realizada na Filadélfia entre 12 e 14 julho, e resultou na nomeação do presidente Harry S. Truman para presidente e o senador Alben W. Barkley para vice-presidente. Truman foi indicado com 926 votos contra 266 votos de Richard B. Russell, Jr. a 39 de Strom Thurmond. A plataforma democrata defendia os direitos civis. Uma dissidência no partido em relação a plataforma acabou em levar à nomeação de Strom Thurmond pelos Dixiecrats. Além disso, alguns democratas liberais se uniram no novo Partido Progressivo, lançando Henry A. Wallace a presidência. Sendo assim, os democratas ficaram divididos em três alas: Democratas, Progressivos e Dixiecrats. Os republicanos haviam conquistado a maioria no Congresso e nos governos estaduais, o que enfraquecia ainda mais Truman.[6]

Convenção Nacional do Partido dos Direitos Estaduais DemocrataNota 1[editar | editar código-fonte]

Os democratas do sul que tinham fechado a convenção do Partido Democrata sobre plataforma de direitos civis prontamente reuniram-se no Auditório Municipal, em Birmingham, e formaram ainda um outro partido político, que deram o nome de Partido dos Direitos Estaduais DemocrataNota 1 (States' Rights Democratic Party). Mais comumente conhecido como "Dixiecrats", o principal objetivo do partido era continuar a política de segregação racial no Sul e as leis de Jim Crow que o sustentava. O governador da Carolina do Sul Strom Thurmond, se tornou o candidato presidencial do partido. O governador de Mississippi Fielding L. Wright recebeu a nomeação à vice-presidência. Os Dixiecrats não tinha chance de ganhar a eleição em si, já que não foram às urnas em número suficiente de estados. Sua estratégia foi suficiente para tirar a vitória de Harry S. Truman de alguns estados do sul para tentar forçar a eleição para a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, onde se poderia, então, extrair concessões a partir de qualquer questão racial de Truman ou Dewey, em troca de seu apoio. Mesmo Dewey tendo ganhado a eleição direta, os Dixiecrats esperavam que sua deserção aos democratas iria mostrar que o Partido Democrata precisava de o apoio do Sul, a fim de ganhar as eleições nacionais, e que este fato enfraqueceria o pró-movimento dos direitos civis entre os democratas do Norte e os Ocidentais do país. No entanto, os Dixiecrats foram enfraquecidos quando a maioria dos líderes democratas do sul (como o governador Herman Talmadge da Geórgia e EH Crump de Tennessee) se recusaram a apoiar o partido.[7]

Nota 1Tradução livre

Campanha[editar | editar código-fonte]

Thomas E. Dewey durante a campanha em Nova Iorque.
Harry S. Truman no microfone, e à esquerda Harley Orrin Staggers & Alben William Barkley em Keyser (Virgínia Ocidental).
Música de campanha de Truman: I'm Just Wild Abou Harry: (versso 1) There's some fellow for me in this world/Harry's his name/That's what I claim/Why for ev'ry fellow there/must be a girl/I've found my mate/By kindness of fate - (refrão) I'm just wild about Harry/and Harry's wild about me./The heav'nly blisses/of his kisses/fill me with ecstacy/He's sweet just like cho'late candy/and just like honey from a bee/Oh I'm just wild about Harry/And he's just/wild about,/cannot do without,/he's just wild about me - (verso 2) There are some fellows that like all the girls/I mean the vamps,/With cruel lamps/But my Harry says/I'm the girl of all girls,/I'm his Ideal,/How happy I feel.

A popularidade de Harry S. Truman estava terminando, e aparentemente a fatal separação "tripartidária" no Partido Democrata, pareceu Thomas E. Dewey imbatível. Os republicanos acreditavam que todas os suas candidatos tinham que apenas evitar grandes erros para ganhar a eleição, de acordo com este conselho, Dewey cuidadosamente evitou riscos. Ele falou em lugares comuns, evitou temas polêmicos, e foi vaga a opinião sobre o que ele planejava fazer como presidente. Discurso após discurso, estava sendo feitos discursos "não-políticos", as afirmações otimistas do óbvio, incluindo a citação infame de "Você sabe que seu futuro ainda está à frente de você". Um editorial do The Courier-Journal (Louisville) resumiu como: "Nenhum candidato presidencial no futuro será tão inepto em que quatro de seus discursos importantes pode ser resumido nas seguintes quatro frases históricas: A agricultura é importante. Nossos rios estão cheios de peixes. Você não pode ter liberdade sem liberdade. Nosso futuro está por vir."[8] Truman, atrás nas pesquisas decidiu criticar seu oponente, ele ridicularizou Dewey pelo nome, criticou a recusa de Dewey em abordar questões específicas, e com desdém ao alvo controlado pelos republicanos na Octogésima (80ª) legislatura no Congresso com uma vaga implacável, falhando, e fazendo assaltos partidários. Ele apelidou o Congresso controlado pelos republicanos como o Congresso que "não faz nada", uma observação que trouxe fortes críticas de líderes republicanos do Congresso (como o senador Robert Taft), mas Dewey não fez nenhum comentário. De fato, Dewey raramente mencionou o nome de Truman durante a campanha, que se encaixava em sua estratégia de parecer estar acima de pequenos políticos partidários.

Sob a liderança de Dewey, os republicanos haviam decretado uma plataforma em sua convenção de 1948 em que defendeu a ampliação da segurança social, mais financiamento para a habitação pública, legislação de direitos civis, e promoção da saúde e da educação pelo governo federal. Estas posições foram, no entanto, inaceitaveis para a liderança republicana conservadora do Congresso. Truman explorou essa brecha no partido oposicionista, chamando uma sessão especial do Congresso no "Dia Nabo" (referindo-se a uma velha parte folclórica de Missouri sobre a plantação de nabos no final de julho) e a ousadia da liderança republicana no Congresso para passar por cima de sua própria plataforma. A falta de ação do GOP na sessão do "nabo" no Congresso permitiu que Truman para continuar seus ataques ao "não faz nada" controlado pelos republicanos do Congresso. Truman simplesmente ignorou o fato de que as políticas de Dewey foram consideravelmente mais liberais do que a maioria de seus companheiros republicanos, e em vez disso ele se concentrou no que ele caracterizou como tendências conservadoras, obstrucionistas do Congresso.

As pesquisas e os especialistas afirmavam que Dewey era intransponível, e os esforços que Truman foram em vão, porém Truman venceu.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Resultado geral da eleição presidencial dos Estados Unidos de 1948
Candidato presidencial Partido Estado de origem Voto popular Colégio Eleitoral Running mate
Votos  % Votos  % Candidato vice-presidencial Estado de origem Colégio Eleitoral
Harry S. Truman Partido Democrata(a) Missouri 24.179.347 49,55% 303 57,1% Alben W. Barkley Kentucky 303
Thomas E. Dewey Partido Republicano(b) Michigan 21.991.292 45,07% 189 35,6% Earl Warren Califórnia 189
Strom Thurmond Dixiecrat Carolina do Sul 1.175.930 2,41% 39 7,3% Fielding Wright Mississipi 39
Henry A. Wallace Partido Progressivo (1948) Iowa 1.157.328 2,37% 0 0% Glen H. Taylor Oregon 0
Norman Thomas Partido Socialista da América Ohio 139.569 0,29% 0 0% Tucker Smith Michigan 0
Outros 150.069 0,31% 0 0% Outros 0
Total 48.793.535 100% 531 531
Votos minímos do Colégio Eleitoral de que se precisa para vencer 266 266

Fonte - Voto popular:[9] Colégio Eleitoral: [10]

(a) Em Nova Iorque, o voto de Truman foi uma fusão das chapas Democrata e Liberal. Lá, Truman obteve 2.557.642 votos na chapa democrata e 222.562 votos no bilhete Liberal.[11]
(b) No Mississippi, o voto de Dewey foi uma fusão das chapas Republicana e Republicano Independente. Lá, Dewey obteve 2.595 votos na chapa republicana e 2.448 votos no bilhete republicano independente.[11]

Resultados por estado da eleição presidencial dos Estados Unidos de 1948

Harry S. Truman
Democrata
Thomas E. Dewey
Republicano
Strom Thurmond
Dixiecrat
Henry Wallace
Progressivo
Outros Total por estado
Estado Votos do
Colégio Eleitoral
Votos populares % Votos do
Colégio Eleitoral
Votos populares % Votos do
Colégio Eleitoral
Votos populares % Votos do
Colégio Eleitoral
Votos populares % Votos do
Colégio Eleitoral
Votos populares % Votos do
Colégio Eleitoral
Votos populares Sigla
Alabama 11 sem votos 40,930 19.0 - 171,443 79.8 11 1,522 0.7 - 1,085 0.5 - 214,980 AL
Arizona 4 95,251 53.8 4 77,597 43.8 - sem votos 3,310 1.9 - 907 0.5 - 177,065 AZ
Arkansas 9 149,659 61.7 9 50,959 21.0 - 40,068 16.5 - 751 0.3 - 1,038 0.5 - 242,475 AR
Califórnia 25 1,913,134 47.6 25 1,895,269 47.1 - 1,228 0.0 - 190,381 4.7 - 21,526 0.5 - 4,021,538 CA
Colorado 6 267,288 51.9 6 239,714 46.5 - sem votos 6,115 1.2 - 2,120 0.4 - 515,237 CO
Connecticut 8 423,297 47.9 - 437,754 49.6 8 sem votos 13,713 1.6 - 8,754 1.0 - 883,518 CT
Delaware 3 67,813 48.8 - 69,588 50.0 3 sem votos 1,050 0.8 - 622 0.5 - 139,073 DE
Flórida 8 281,988 48.8 8 194,280 33.6 - 89,755 15.5 - 11,620 2.0 - sem votos 577,643 FL
Geórgia 12 254,646 60.8 12 76,691 18.3 - 85,055 20.3 - 1,636 0.4 - 736 0.2 - 418,764 GA
Idaho 4 107,370 50.0 4 101,514 47.2 - sem votos 4,972 2.3 - 960 0.5 - 214,816 ID
Illinois 28 1,994,715 50.1 28 1,961,103 49.2 - sem votos 28,228 0.7 - 3,984,046 IL
Indiana 13 807,833 48.8 - 821,079 49.6 13 sem votos 9,649 0.6 - 17,653 1.1 - 1,656,214 IN
Iowa 10 522,380 50.3 10 494,018 47.6 - sem votos 12,125 1.2 - 9,741 0.9 - 1,038,264 IA
Kansas 8 351,902 44.6 - 423,039 53.6 8 sem votos 4,603 0.6 - 9,275 1.2 - 788,819 KS
Kentucky 11 466,756 56.7 11 341,210 41.5 - 10,411 1.3 - 1,567 0.2 - 2,714 0.3 - 822,658 KY
Louisiana 10 136,344 32.8 - 72,657 17.5 - 204,290 49.1 10 3,035 0.7 - 10 0.00 - 416,336 LA
Maine 5 111,916 42.3 - 150,234 56.7 5 sem votos 1,884 0.7 - 753 0.3 - 264,787 ME
Maryland 8 286,521 48.0 - 294,814 49.4 8 2,476 0.4 - 9,983 1.7 - 2,941 0.5 - 596,735 MD
Massachusetts 16 1,151,788 54.7 16 909,370 43.2 - sem votos 38,157 1.8 - 7,831 0.4 - 2,107,146 MA
Michigan 19 1,003,448 47.6 - 1,038,595 49.2 19 sem votos 46,515 2.2 - 21,051 1.0 - 2,109,609 MI
Minnesota 11 692,966 57.2 11 483,617 39.9 - sem votos 27,866 2.3 - 7,777 0.6 - 1,212,226 MN
Mississippi 9 19,384 10.1 - 5,043 2.6 - 167,538 87.2 9 225 0.1 - sem votos 192,190 MS
Missouri 15 917,315 58.1 15 655,039 41.5 - 42 0.0 - 3,998 0.3 - 2,234 0.1 - 1,578,628 MO
Montana 4 119,071 53.1 4 96,770 43.2 - sem votos 7,313 3.3 - 1,124 0.5 - 224,278 MT
Nebraska 6 224,165 45.9 - 264,774 54.2 6 sem votos 1 0.0 - 488,940 NE
Nevada 3 31,291 50.4 3 29,357 47.3 - sem votos 1,469 2.4 - sem votos 62,117 NV
Nova Hampshire 4 107,995 46.7 - 121,299 52.4 4 7 0.0 - 1,970 0.9 - 169 0.1 - 231,440 NH
Nova Jersey 16 895,455 45.9 - 981,124 50.3 16 sem votos 42,683 2.2 - 30,293 1.6 - 1,949,555 NJ
Novo México 4 105,464 56.4 4 80,303 42.9 - sem votos 1,037 0.6 - 259 0.1 - 187,063 NM
Nova Iorque 47 2,780,204 45.0 - 2,841,163 46.0 47 sem votos 509,559 8.3 - 46,411 0.8 - 6,177,337 NY
Carolina do Norte 14 459,070 58.0 14 258,572 32.7 - 69,652 8.8 - 3,915 0.5 - sem votos 791,209 NC
Dakota do Norte 4 95,812 43.4 - 115,139 52.2 4 374 0.2 - 8,391 3.8 - 1,000 0.5 - 220,716 ND
Ohio 25 1,452,791 49.5 25 1,445,684 49.2 - sem votos 37,596 1.3 - sem votos 2,936,071 OH
Oklahoma 10 452,782 62.7 10 268,817 37.3 - sem votos 721,599 OK
Oregon 6 243,147 46.4 - 260,904 49.8 6 sem votos 14,978 2.9 - 5,051 1.0 - 524,080 OR
Pensilvânia 35 1,752,426 46.9 - 1,902,197 50.9 35 sem votos 55,161 1.5 - 25,364 0.7 - 3,735,148 PA
Rhode Island 4 188,736 57.6 4 135,787 41.4 - sem votos 2,619 0.8 - 560 0.2 - 327,702 RI
Carolina do Sul 8 34,423 24.1 - 5,386 3.8 - 102,607 72.0 8 154 0.1 - 1 0.0 - 142,571 SC
Dakota do Sul 4 117,653 47.0 - 129,651 51.8 4 sem votos 2,801 1.1 - sem votos 250,105 SD
Tennessee 12 270,402 49.1 11 202,914 36.9 - 73,815 13.4 1 1,864 0.3 - 1,288 0.2 - 550,283 TN
Texas 23 824,235 66.0 23 303,467 24.2 - 113,776 9.1 - 3,920 0.3 - 4,179 0.3 - 1,249,577 TX
Utah 4 149,151 54.0 4 124,402 45.0 - sem votos 2,679 1.0 - 73 0.0 - 276,305 UT
Vermont 3 45,557 36.9 - 75,926 61.5 3 sem votos 1,279 1.0 - 620 0.5 - 123,382 VT
Virgínia 11 200,786 47.9 11 172,070 41.0 - 43,393 10.4 - 2,047 0.5 - 960 0.2 - 419,256 VA
Washington 8 476,165 52.6 8 386,315 42.7 - sem votos 31,692 3.5 - 10,887 1.2 - 905,059 WA
Virgínia Ocidental 8 429,188 57.3 8 316,251 42.2 - sem votos 3,311 0.4 - sem votos 748,750 WV
Wisconsin 12 647,310 50.7 12 590,959 46.3 - sem votos 25,282 2.0 - 13,249 1.0 - 1,276,800 WI
Wyoming 3 52,354 51.6 3 47,947 47.3 - sem votos 931 0.9 - 193 0.2 - 101,425 WY
TOTAL: 531 24,179,347 49.6 303 21,991,292 45.1 189 1,175,930 2.4 39 1,157,328 2.4 - 289,638 0.6 - 48,793,535

PARA VENCER: 266

Referências

  1. THE NATION: Independence Day. (Monday, Nov. 08, 1948) Acessado em 09/09/2011.
  2. THE NATION: The Will of the People. (Monday, Nov. 10, 1952) Acessado em 09/09/2011.
  3. National Affairs: Tke CORRUPTION ISSUE: A Pandora's Box. (Monday, Sept. 24, 1956) Acessado em 09/09/2011
  4. Eliene Percília. Como é eleito o presidente nos Estados Unidos. Brasil Escola. Página visitada em 19/07/2011.
  5. Our Campaigns - US President - R Convention Race - Jun 21, 1948. Acessado em 09/09/2011.
  6. Our Campaigns - US President - D Convention Race - Jul 12, 1948. Acessado em 09/09/2011.
  7. Hugh Alvin Bone, American Politics and the Party System, p262 (McGraw-Hill 1955).
  8. Donaldson, Gary A. (1999). Truman Defeats Dewey. The University Press of Kentucky. p. 173. ISBN 0813120756. Quoting The Courier-Journal, November 18, 1948.
  9. Leip, David. 1944 Presidential General Election Results. Acessado em 11/09/2011.
  10. U. S. Electoral College.(1789-1996) Acessado em 11/09/2011.
  11. a b Statistics of the Presidential and Congressional Election of November 2, 1948. PDF. Official website of the Office of the Clerk of the House of Representatives. Acessado em 11/09/2011.